Durante a pandemia, oferta de vagas para profissionais PcDs cai 58%

Em meio à pandemia do novo Coronavírus, a oferta de vagas de empregos para pessoas com deficiência caiu cerca de 58%, conforme apontam agências.

17/02/2021 09:00

17/02/2021 09:00

Dados do IBGE revelam que a taxa de desemprego no Brasil foi de 14,3% no último trimestre de 2020, atingindo 14,1 milhões de brasileiros. Para as pessoas com deficiência (PcD), o cenário de desemprego não foi diferente.

Em 2020, em meio à pandemia do novo Coronavírus, houve uma diminuição na oferta de vagas para pessoas com deficiência. De acordo com um levantamento do Banco Nacional de Empregos (BNE) e da plataforma de admissão digital Lugarh, a queda chega a 58%.

Segundo os dados, em 2018, o site do BNE ofertou 5.558 vagas para PcDs; em 2019 o total foi de 5.403 — o crescimento foi de 7,5% entre os profissionais com deficiência contratadas neste ano. Já no ano passado, o total foi de vagas foi de 2.222. 

enlightenedO BNE é um dos principais sites de currículos do Brasil. O objetivo da plataforma é facilitar a interligação entre o empregador e empregado no mercado de trabalho de maneira rápida e eficiente. O BNE conta com mais de 135 mil empresas cadastradas, que buscam currículos diariamente e oferecem diversas novas oportunidades de trabalho todos os dias. 

RH: Como os vieses inconscientes impactam a diversidade e inclusão?

PcD
Expectativa é de que oferta de vagas aumente esse ano (Foto: Divulgação)

 

Meses de abril e maio de 2020 foram os piores meses para oferta de vagas

A pandemia foi responsável por essa menor oferta de vagas, segundo o CEO do BNE, Marcelo de abreu:

 “Vivemos um ano atípico, que infelizmente comprometeu boa parte da população. Para as pessoas com deficiência, a expectativa é que este ano as vagas comecem a aparecer novamente devido às empresas estarem mais confiantes para investir. Além disso, as vagas home office devem se tornar tendência mesmo após a pandemia”, explicou.

Os meses de abril e maio de 2020 foram os que menos ofertaram vagas para pessoas com deficiência desde 2018, sendo oferecidas de 40 e 70 oportunidades, respectivamente.

► Fique por dentro de todas as novidades no mercado de trabalho 

“Apesar de serem meses mais fracos para contratações, o dado demonstra que a queda se iniciou no mesmo período da pandemia. Em agosto, mês que simbolizou a retomada das atividades econômicas juntamente com a redução de número de casos da Covid-19, as vagas começaram a subir, chegando a 329 em agosto e 218 em setembro”, destacou o CEO do BNE. 

De acordo com Abreu, é natural que os últimos seis meses de 2020 tenham ampliado a movimentação de empregos, tanto por parte das companhias quanto dos candidatos. 

“Apesar da crise no mercado de trabalho em 2020 ainda resistir em razão da pandemia, a busca por vagas e empresas contratando deve aumentar. Dessa forma, as pessoas com deficiência podem ficar otimistas e com os currículos atualizados para quando as oportunidades surgirem.”

Quer receber mais conteúdo como este?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, com dicas de Carreiras, vagas de empregose muito mais!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis