A importância do RH Digital para gestão da sua empresa

Marcelo Furtado, CEO e cofundador da Convenia, cita algumas das mudanças e a importância de se ter um RH digitalizado.

28/11/2020 09:00

28/11/2020 09:00

*Por Marcelo Furtado

No decorrer dos últimos meses, a maioria das empresas têm passado por grandes transformações. Processos antigos estão sendo redesenhados para aproveitar modernas ferramentas. A  gestão de pessoas  é uma das áreas mais impactadas por essa mudança, por isso, é cada vez mais comum se falar em RH digital.

Todas essas transições são, na verdade, reflexos da quarta revolução industrial, também conhecida como indústria 4.0. Isso significa que o ambiente externo entrou em uma nova etapa, na qual o mundo real se conecta ao digital. Quase tudo pode ser feito online, com plataformas ágeis e inteligência artificial. Mas ainda existem muitas dúvidas quanto ao assunto, principalmente sobre o que é e qual a importância do RH digital para uma empresa.
 

Afinal de contas, o que é RH digital?

O RH tem evoluído muito nas últimas décadas. Deixou de ser um setor estritamente operacional para se tornar mais estratégico e, agora, digital. Essa evolução é acompanhada de novos aprendizados, responsabilidades e desafios.

O primeiro modelo de RH, chamado de 1.0, cuidava da burocracia entre empregado e empregador, objetivando manter a relação de acordo com a lei. Mas isso não foi o suficiente, portanto, surgiu o RH 2.0. Esse enxergava as pessoas como parte crucial da estratégia, essenciais ao sucesso e crescimento.

Hoje o RH é 3.0, mais conectado e digitalizado. Isso não significa que questões burocráticas ou estratégicas tenham deixado de existir, pelo contrário, foram aprimoradas com o uso de tecnologia de ponta.

Por consequência, é fácil chegar à seguinte conclusão: o RH digital, é o que redesenhou seus antigos processos para aproveitar ferramentas digitais. Este é um setor bem encaixado na indústria 4.0, capaz de se conectar a outros departamentos, colaboradores e fornecedores do negócio.

Nesse contexto, até mesmo processos mais tradicionais, como a distribuição de holerites, podem ser feitos de modo online. Isso aumenta a agilidade, reduz o número de erros e gera competitividade.


 

Qual a importância do RH 3.0 para a empresa?

Ao acompanhar 53 empresas entre 2011 e 2015, um estudo descobriu que aquelas que têm boas práticas de RH são, em média, 51% mais competitivas. No entanto, hoje é muito difícil manter a competitividade na gestão de pessoas sem usar tecnologia. Existem, portanto, outros fatores que tornam o RH digital importante, são eles:

1. Melhora a rotina de departamento pessoal

As  rotinas de departamento pessoal  (DP) devem ser cumpridas com prontidão. É preciso distribuir holerites, gerenciar o ponto eletrônico, administrar a folha de pagamento e outros benefícios. O RH 3.0 conta com a tecnologia para que tudo isso seja feito com rapidez e acerto, melhorando as rotinas de trabalho. Por exemplo, você pode levantar dados e relatórios de assiduidade no software de gestão de RH, sem perder tempo criando planilhas.

2. Otimiza a comunicação interna empresarial

Por muito tempo, os gestores mantiveram o foco na comunicação externa, com os clientes da empresa. Hoje, sabe-se que a comunicação com os colaboradores é igualmente importante. O novo modelo de RH contribui para a implementação de canais digitais de comunicação, por exemplo, murais de recado online. Isso garante que a mensagem desejada vá do emissor até o receptor sem perdas.

3. Simplifica o monitoramento de resultados

Conhecer os atuais resultados é essencial para a gestão do capital humano. Qual o número de faltas, atrasos e conflitos do último mês? Sem essas informações, é difícil entender o status quo e criar planos bem-sucedidos. As ferramentas usadas pelo RH 3.0 contam com um maior grau de automação. Isso quer dizer que elas podem monitorar os resultados e dispor dados e relatórios completos com pouca ou nenhuma interferência humana.

4. Desenvolve o recrutamento e seleção de talentos

O recrutamento é uma das tarefas mais importantes da gestão de pessoas, de igual modo, é uma das que mais evoluíram com o tempo. Nos dias atuais, quase tudo pode ser feito online. A inserção de novas ferramentas digitais ao RH permite que a seleção de candidatos seja feita por redes sociais e plataformas, a triagem de currículos automatizada por sistemas, a entrevista online e assim por diante. Do início ao fim do processo seletivo, a tecnologia está envolvida.

5. Transformação digital na empresa

O ambiente externo passa por uma das maiores transições dos últimos tempos: a quarta revolução industrial. Empresas que não conseguem se adequar ficam para trás, perdem competitividade e até deixam de existir. O RH 3.0 tem grande relevância na evolução da organização. O departamento pode ser o ponto de partida para a transformação digital, permitindo o desenvolvimento de todos os outros setores e colaboradores.
 

Como o RH digital funciona na prática?

O RH 3.0 vai além de integrar novos softwares, construindo uma cultura organizacional focada na inovação. O setor de gestão de pessoas deve evoluir continuamente e acompanhar o que há de moderno no mercado.

Cultura de inovação

A cultura é o conjunto das crenças, hábitos e valores que existem na empresa e nos seus respectivos setores. Não é possível ter uma cultura de conformismo, na qual todos estão satisfeitos com o status quo, sendo preciso querer melhorar continuamente e abraçar o que há de novo.

O motivo é simples: o que é moderno hoje não será amanhã. As tecnologias têm um ciclo de vida cada vez mais curto, e o RH digital deve estar apto para acompanhar essas mudanças. Assim, é possível crescer.

Software de gestão de pessoas

Um bom  software de gestão de pessoas  é a espinha dorsal para a transformação digital. Ele permite que antigos processos de RH sejam substituídos e aumenta a agilidade e o acerto em tudo o que é feito. Escolher o melhor software, no entanto, não é tarefa fácil. Por causa disso, avalie o custo-benefício de cada fornecedor e seus casos de sucesso e inicie um teste grátis, objetivando avaliar a qualidade do software.

Enfim, o RH digital representa a substituição dos processos tradicionais, a integração de novas tecnologias e a formulação de uma cultura com ênfase no que há de novo. Os benefícios, como visto até aqui, são vários - destacamos a melhoria na comunicação, no recrutamento e seleção, nas rotinas de DP e no monitoramento dos resultados.

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Folha Dirigida.

Sobre o autor

Marcelo Furtado é cofundador da  Convenia , empresa com soluções voltadas para a digitalização do departamento pessoal de pequenas e médias empresas no Brasil. Ele é administrador de empresas com pós-graduação em engenharia financeira pela Poli-USP e também atua como professor de Inbound Marketing na ESPM-SP. 

Quer receber mais conteúdo como este?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, com dicas de Carreiras, vagas de empregose muito mais!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis