Benedita da Silva fala das propostas de geração de empregos no Rio

Benedita da Silva, candidata à Prefeitura do Rio pelo PT, fala sobre suas propostas de empregabilidade e desenvolvimento da cidade. Confira!

15/10/2020 10:30 | Atualizado: 15/10/2020 13:12

Por: Cinthia Guedes

15/10/2020 10:30 | Atualizado: 15/10/2020 13:12 - Por: Cinthia Guedes

Em um mês, acontecerá o primeiro turno para as Eleições 2020. Eleitores de todo o país irão às urnas para escolher os prefeitos e vereadores que serão responsáveis por representá-los nos próximos quatro anos. Caso seja necessário, o segundo turno de votação será no dia 29 do mesmo mês. 

Folha+ preparou uma série de reportagens Especial Eleições 2020, com os candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro. A segunda entrevista é com a candidata Benedita da Silva (PT), que falou sobre o tema empregabilidade e recuperação do turismo no Rio pós-pandemia. 

Aos 78 anos de idade, Benedita conta que poderia ficar em casa com seus netos e bisnetos, mas decidiu colocar sua experiência de vida a serviço do povo. 

A candidata, que tem vasto currículo na política, comenta que merece o voto da população não pela sua origem humilde, mas porque, além de conhecer a vida real das pessoas e ter experiência de gestão. 

"Essas duas coisas juntas me dão mais capacidade para ajudar o povo do Rio nesse momento de tantos retrocessos nas políticas e serviços públicos, de tantos governantes que não se esforçam para encontrar soluções criativas e participativas para melhorar a vida dos cariocas. Infelizmente, a maioria das mulheres e dos jovens das comunidades não têm a mesma sorte que eu tive. 

Falta apoio para que as pessoas possam ter uma vida digna. É para isso que eu quero ser a prefeita do Rio, é isso que me diferencia dos outros candidatos: o fato de conhecer profundamente os problemas do dia a dia da maioria dos cariocas e o fato de ter experiência de política e de gestão." 

A pandemia é uma realidade e suas consequências ainda afetam centenas de cariocas. Benedita conta que, caso seja eleita, tem um plano emergencial para reduzir o sofrimento dos trabalhadores que perderam seus empregos. Além disso, dará um complemento de renda de R$100 para 250 mil famílias. 

"Nossa prioridade é criar empregos nas áreas mais pobres da cidade. Meu olhar está nas favelas, nas comunidades, na população que mais sofre com a falta de oportunidades de ser alguém na vida. Vamos criar pelo menos 100 mil empregos formais, no curto prazo. Faremos mutirões remunerados para melhoria das casas e pequenas obras nas comunidades." 

A candidata diz que também conta com a ajuda da Comlurb para resgatar a função dos garis comunitários e, dessa forma, estabelecer contratos com as cooperativas de catadores com o objetivo de ampliar a reciclagem na cidade. 

"Vamos abrir mutirões de obras de melhorias nas comunidades. E vamos lançar um programa muito forte para criar empregos ao longo da Avenida Brasil, sobretudo nas indústrias da saúde, de óleo e gás e nas empresas de logística, aproveitando a revitalização que vamos fazer para aproveitar os investimentos no BRT", comenta. 

 

Benedita da Silva (PT), candidata à Prefeitura do Rio de Janeiro
Benedita da Silva é candidata pelo Partido dos Trabalhadores (PT)
(Foto: Divulgação)


Eleições 2020: Benedita da Silva defende política de concursos

Projetos para promover empregabilidade entre os jovens 

No que diz respeito ao desenvolvimento profissional dos jovens, caso seja eleita, Benedita conta que vai resgatar a proposta dos Cieps em turno integral. Uma outra medida a ser adotada é o choque de desenvolvimento nos bairros cortados pela Avenida Brasil, onde mora a maioria da população, nas Zonas Norte e Oeste. 

Em 2018, o número de jovens com idade de 18 a 24 anos que estavam desempregados atingiu 32,2%. Segundo a candidata, 80% desses jovens não tiveram acesso ao ensino superior. Muitas vezes, essa evasão escolar acontece em função das dificuldades econômicas. 

"Eu vou investir na qualificação dos jovens. Isso sempre fez a diferença, mas agora, com tantos avanços tecnológicos, faz mais ainda. Temos uma proposta para transformação da cidade do Rio de Janeiro numa sociedade do conhecimento e inclusão digital."

De acordo com a Benedita, a cidade e o estado possuem uma infraestrutura de grande potencial, muitas instituições de ensino, pesquisa e fomento à inovação. Por isso, seu objetivo é dialogar com essas instituições, com o Sistema S e com todo mundo que puder colaborar nesse esforço pelo futuro do Rio.

Além disso, se eleita, a candidata quer fazer uma campanha para promover a contratação de jovens aprendizes. 

Benedita também fala de uma preocupação que, segunda ela, deveria ter sido a de todos os prefeitos: o fortalecimento do ensino em lugares com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e altos índices de violência. "É preciso desestimular a presença dos jovens em ações do crime e de violência. A escola é o melhor lugar para fazer isso, e quem não enxerga o óbvio fica falando para o vazio quando critica a violência", ressalta. 

Ela destaca que a ajuda à produção cultural, com espaços de cultura, também é muito importante para disputar a atenção desses jovens, capacitá-los para a indústria criativa e para o turismo. 

"O acesso ao esporte é outra ação fundamental para ocupar as mentes e inspirar os sonhos e os planos dos jovens. Eles precisam circular nesses espaços de ensino e cultura."

Para Benedita, o aumento da empregabilidade dos jovens que mais precisam está ligado a:

  • Melhoria na mobilidade; 
  • Avanço na implementação do passe livre para jovens no transporte público; 
  • Garantia do acesso à banda larga nas periferias e áreas de baixa renda, por meio de internet popular ou áreas de Wifi aberta para a população. 
     

Notícias Folha+


Benedita fala sobre a recuperação do turismo carioca

A candidata petista também falou dos projetos para recuperar o turismo na cidade, um dos setores que mais gera emprego e, atualmente, está sendo extremamente afetado pela pandemia. Benedita afirma que o Rio é a porta de entrada de milhões de turistas no Brasil, mas o descaso e a falta de planejamento têm feito a cidade desperdiçar seu potencial. 

→ Martha Rocha defende propostas para turismo e economia criativa

Dentre os projetos, está a criação de um calendário de eventos para promover atividades culturais, esportivas e de entretenimento o ano todo. Além disso, Benedita cita a criação da Marca Rio, com licenciamento de produtos e serviços para gerar recursos para a promoção do Rio. 

"Para criar empregos qualificados no setor, teremos um programa contínuo de formação profissional em parceria com o Senac. O foco da ação serão as comunidades. Com isso vamos disponibilizar para o mercado turístico um novo contingente de jovens profissionais. Também vamos apoiar parcerias entre empresas e agências de turismo com o Sebrae, o que irá aprimorar a qualidade dos serviços prestados."

Benedita comenta, ainda, que em sua gestão a atenção deve se voltar para o potencial do turismo nacional, doméstico, como fazem as cidades mais turísticas do mundo. E acrescenta dizendo que, para os brasileiros, o Rio é sinônimo de história e de cultura. 

"Nós precisamos encher a cidade de paulistas, mineiros, nordestinos, sulistas, brasileiros de todos os lugares. Temos muito para mostrar a essas pessoas o ano inteiro, e não só no Carnaval e no Ano Novo", finaliza. 

Quer receber mais conteúdo como este?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, com dicas de Carreiras, vagas de empregose muito mais!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis