Concurso PF: divulgados resultados das provas objetiva e discursiva

Foram divulgados os resultados final na prova objetiva e provisório da discursiva do concurso PF 2021. Confira todos os detalhes!

Os candidatos do concurso PF 2021 já podem consultar os resultados das provas. As notas da objetivas e discursiva foram divulgadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 11 de junho.

A publicação confirma o resultado final da objetiva e provisório da discursiva.

O documento confirma que está disponível o resultado respeitando a seguinte ordem: cargo, número de inscrição, nome do candidato em ordem alfabética, nota final na prova objetiva (P1), nota provisória nas questões da prova discursiva (NQ), nota provisória na peça profissional (NPP) e nota provisória na prova discursiva (NFPD).

Quanto ao resultado da prova objetiva, este é definitivo. Já o da discursiva, ainda cabe recurso. As contestações serão aceitas das 10h do dia 14 de junho até as 18h do dia 15 de junho.

Os recursos devem ser enviados pelo Sistema Eletrônico de Interposição de Recurso do site da banca. Após esse período, não serão aceitos pedidos de revisão.

Quer ter acesso ao resultado?
acesse aos resultados

Candidatos alegam duplicidade na lista de cotas

Você está atento ao manifesto dos candidatos do concurso PRF quanto à duplicidade de nomes na lista de cotas e ampla concorrência? Isso também acontece, segundo eles, no concurso da Polícia Federal.

A confirmação veio nesta sexta, 11, com a publicação do resultado das provas no Diário Oficial da União.

Mais redações corrigidas no concurso PF: 'podemos debater', diz Torres

Os candidatos já estão se organizando para formar um grupo de cotistas do concurso PF para tentar uma manifestação judicial, assim como acontece na seleção da Polícia Rodoviária Federal.

(Foto: Divulgação)
Concurso da PF tem resultado divulgados; Veja lista no DOU!
(Foto: Divulgação)

Como foram as provas do concurso PF?

Os exames foram aplicados nas 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal. Exceto para o cargo de delegado de polícia, as provas tiveram duração de quatro horas e meia e foram aplicadas a partir das 14h.

Para delegado, a prova objetiva teve duração de três horas e meia, na parte da manhã, às 8h. O exame discursivo teve duração de cinco horas e foi aplicado no período da tarde, a partir das 15h.

A prova objetiva foi composta por 120 questões, contendo disciplinas de Conhecimentos Gerais e Específicos, que variaram de acordo com cada cargo

O que foi cobrado na prova da PF?

O exame objetivo foi no estilo Certo ou Errado, tradicional do Cebraspe. Para agente, escrivão e papiloscopista a avaliação foi dividida por três blocos da seguinte forma:

Prova objetiva do agente:

Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática

Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral

Prova objetiva do escrivão:

Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática

Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral e Arquivologia

Prova objetiva do papiloscopista:

Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática.

Bloco III, com 24 questões: Biologia, Física e Química.

Será aprovado na objetiva do agente, escrivão e papiloscopista o candidato que obtiver pelo menos 48 pontos na prova, além de, no mínimo, seis pontos no bloco I, três no bloco II e dois no bloco III. 

Para o delegado foram 120 questões objetivas de Direito Administrativo Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Previdenciário, Direito Financeiro e Tributário.

Folha Cursos

O exame discursivo também varia de acordo com a carreira. Todos os cargos, exceto o delegado, realizaram um texto dissertativo de no máximo 30 linhas. O delegado, por sua vez, teve pela frente três questões dissertativas e a elaboração de peça profissional.

Concurso PF tem 1.500 vagas de nível superior

Publicado em janeiro, o edital do concurso da Polícia Federal oferece 1.500 vagas. As chances são para quatro cargos de nível superior. A única exceção é o perito. O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade. 

Os profissionais terão uma jornada de trabalho de 40 horas semanais e contam com a seguinte distribuição de vagas por cargo:

  • Agente de polícia  - 893 vagas
  • Escrivão de polícia  - 400 vagas;
  • Papiloscopista policial federal  - 84 vagas;
  • Delegado de polícia  - 123 vagas.

As vagas oferecidas são em formato nacional, ou seja, sem distribuição por regiões. A Polícia Federal convocará de acordo com suas necessidades. A Região Norte e as faixas de fronteira são os locais com mais vagas disponíveis.

Quais os requisitos e cargos do concurso PF?

Carreira Requisitos Remuneração 
Agente Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Escrivão Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Papiloscopista Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Delegado Nível superior em Direito, experiência de três anos + CNH  R$24.150,74