Jovens representam 35% do trabalho temporário no país

Segundo dados da Employer, 27% da taxa de desemprego está entre os jovens

15/07/2020 07:00 | Atualizado: 15/07/2020 09:09

Por: Juliana Goes

15/07/2020 07:00 | Atualizado: 15/07/2020 09:09 - Por: Juliana Goes

A pandemia do novo Coronavírus gerou uma crise econômica em todo o mundo. No Brasil, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que há mais de 12,3 milhões de desempregados, sendo 27% representados pelos jovens. Esse público representa também os que mais procuram trabalho temporário.

Segundo levantamento da Employer RH, empresa de Recursos Humanos, em 2020 houve um aumento de 2% na taxa de jovens, na faixa de 18 a 25 anos, contratados temporariamente se comparado a 2019.

De janeiro a março de 2020, os jovens já representam 35% do trabalho temporário no país contra 33%, em relação ao mesmo período do ano passado.

Para o presidente da Employer RH, Marcos de Abreu, apesar de ainda estarmos sentindo os efeitos da pandemia, o trabalho temporário é a melhor solução para se manter ativo no mercado e com a economia mais estável.

"O trabalho temporário é considerado como a porta de entrada dos jovens que querem crescer e buscam a primeira oportunidade de trabalho. Além disso, o jovem contratado pela modalidade temporária possui a chance de ser efetivado", diz o presidente.

Ainda segundo ele, atualmente o percentual de trabalhadores temporários de todas as idades, que são efetivados nas empresas, é de até 15%. "O temporário tem a oportunidade de demonstrar suas competências profissionais, durante este período, conquistando o primeiro emprego", explica Marcos de Abreu.

Jovens representam 35% do trabalho temporário no país (Foto: Pixabay)
Jovens representam 35% do trabalho temporário no país (Foto: Pixabay)

 

Segundo a Employer, os jovens que ainda estão procurando por vagas de emprego podem aproveitar este momento para expandirem suas qualificações por meio de cursos online e webinares, se especializando na área que desejam atuar.

"É fundamental que os jovens que buscam uma oportunidade de trabalho não fiquem parados neste momento. É hora de estudar o mercado e analisar as tendências para sair na frente e estar preparado", diz o presidente da companhia.

De acordo com Marcos de Abreu, há diversas oportunidades em que os jovens podem iniciar como temporários e desenvolverem sua carreira tendo chances de efetivação no futuro.

"Esta modalidade de contrato temporário está sendo uma das principais formas que as empresas encontraram para selecionar jovens talentos durante esse período de incertezas", finaliza o gestor.

Veja também:

Contrato temporário pode durar 180 dias ou mais

Enquanto a vaga efetiva não chega, o trabalho temporário pode ser uma boa oportunidade e o pontapé para conseguir a vaga efetiva. Para a gerente de RH da consultoria Luandre, Barbara Alves, este modelo de contrato é um dos formatos mais requisitados na empresa que atua. 

vagas de empregos

Segundo a gerente de RH, o contrato temporário de trabalho se tornou um ponto muito forte no impulsionamento da economia, uma vez que dá a empresa a possibilidade de busca pelo funcionário que mais se adequa à algum cargo, evitando turnovers, ou na linguagem popular, a rotatividade de pessoal.

Em 2017, a lei de contratos temporários foi alterada, o que contribuiu para a antecipação da chamada pelas empresas. Ou seja, hoje, a lei permite a contratação por 180 dias, com possibilidade de prorrogação por mais 90.

Com essa extensão de prazo, os profissionais têm mais tempo para mostrar seu trabalho e isso pode aumentar a chance de serem efetivados.

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis