Auxílio emergencial: nascidos em junho recebem nesta quarta, 16

A Caixa Econômica Federal realiza o pagamento de uma nova parcela do auxílio emergencial para beneficiários nascidos em junho. Confira o calendário!

16/09/2020 00:01 | Atualizado: 16/09/2020 09:26

16/09/2020 00:01 | Atualizado: 16/09/2020 09:26

Atenção, beneficiários do auxílio emergencial que nasceram em junho: a Caixa Econômica Federal credita o benefício nesta quarta-feira, 16. Ao todo, 3,9 milhões de pessoas vão receber os pagamentos referentes às cinco primeiras parcelas.

Recebem os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) e aqueles que solicitaram o benefício por meio de aplicativo, site ou pelos Correios. A parcela paga para cada beneficiário corresponde ao respectivo lote de aprovação, sendo a:

  • 5ª parcela para os aprovados no 1º lote;
  • 4ª parcela para os aprovados no 2º lote;
  • 3ª parcela para os aprovados no 3º e 4º lotes; 
  • 2ª parcela para os aprovados no 5º e 6º lotes; 
  • 1º parcela para os aprovados no 7º lote.

O dinheiro será depositado na poupança digital, que pode ser acessada pelo Caixa Tem. Inicialmente, o benefício só poderá ser usado para pagamentos de contas e compras com cartão de débito virtual.

Os beneficiários só poderão sacar e/ou transferir o auxílio em uma data posterior. No caso dos aniversariantes de junho, essas transações só serão liberadas no dia 10 de outubro, de acordo com o  calendário atual  (disponível no final desta matéria).

Veja também: Bolsonaro anuncia desistência do programa Renda Brasil

 

Auxílio emergencial
Nascidos em junho recebem auxílio emergencial nesta quarta, 16
(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

 

Nem todos os beneficiários receberão as 4 parcelas de R$300

Prorrogado até dezembro, o auxílio emergencial será pago no valor de R$300. A extensão do benefício será creditada automaticamente, sem necessidade de solicitações e/ou cadastros, porém nem todos vão receber todas as parcelas.

Acontece que, segundo o Ministério da Cidadania, dezembro é a data limite para a liberação de todos os pagamentos. Por isso, somente quem começou a receber o auxílio em abril conseguirá receber as quatro parcelas adicionais.

Os beneficiários que foram aprovados depois entraram nos ciclos de pagamentos recebendo sempre referente às parcelas anteriores. Se o benefício se encerrar em dezembro, esses não chegarão a receber as últimas parcelas.

Quem foi aprovado em junho, por exemplo, terá direito a duas parcelas da extensão do programa, no valor de R$300. Já os aprovados a partir de julho, só receberão uma única parcela. 

E-book Guia do Trabalhador na Pandemia

Além disso, o auxílio passa a adotar regras mais rígidas. Não irão receber os aprovados que passaram a ter vínculo empregatício ou obtiveram algum benefício previdenciário ou assistencial.

Também houve mudança em relação ao imposto de renda. Antes, eram analisadas as declarações do ano de 2018, passando a ser, agora, referente ao ano de 2019.

Portanto, estão vetados quem recebeu, em 2019, rendimentos tributáveis acima de R$28.559,70 e/ou rendimentos isentos não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$40 mil; e/ou quem possuía, no dia 31 de dezembro, posse de bens ou direitos a partir de R$300 mil.

 

 

Confira o atual calendário de pagamentos

Nascidos emData de pagamentoSaque e transferência
janeiro28/0819/09
fevereiro2/0922/09
março4/0929/09
abril9/091/10
maio11/093/10
junho16/096/10
julho18/098/10
agosto23/0913/10
setembro25/0915/10
outubro28/0920/10
novembro22/10
dezembro30/0927/10

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis