Auxílio emergencial: Caixa libera nova parcela para nascidos em setembro

Nesta sexta-feira, 24, uma nova parcela do auxílio emergencial será creditada para os beneficiários nascidos em setembro.

25/09/2020 00:01 | Atualizado: 26/09/2020 14:33

25/09/2020 00:01 | Atualizado: 26/09/2020 14:33

A semana se encerra com mais pagamentos do auxílio emergencial sendo liberados. Desta vez, quem recebe são os beneficiários nascidos no mês de setembro, tanto os incritos no Cadastro Único (CadÚnico), quanto aqueles que solicitaram o benefício por meio do aplicativo, site ou pelos Correios. 

A Caixa Econômica Federal credita, nesta sexta-feira, 24, o dinheiro referente às cinco primeiras parcelas. Cada beneficiário vai receber de acordo com o seu lote de aprovação, sendo a:

  • 5ª parcela para os aprovados no 1º lote;
  • 4ª parcela para os aprovados no 2º lote;
  • 3ª parcela para os aprovados no 3º e 4º lotes; 
  • 2ª parcela para os aprovados no 5º e 6º lotes; 
  • 1º parcela para os aprovados no 7º lote.

O beneficiários receberão o dinheiro pela poupança digital - que pode ser acessada pelo Caixa Tem. No entanto, nesse primeiro momento, o auxílio só poderá ser utilizado para pagamentos de contas e compras com o cartão de débito virtual.

Já o saque e a transferência só poderão ser realizados em uma data posterior. De acordo com o calendário atual (disponível no final desta matéria), os aniversariantes de setembro só poderão ter acesso a essas transações no dia 15 de outubro.

+ Quer antecipar o saque do seu auxílio emergencia? Saiba como!

Beneficiários do Bolsa Família recebem 6ª parcela

O pagamento da 6ª parcela do auxílio emergencial já começou para os beneficiários do Bolsa Família, que recebem de acordo com o cronograma do próprio benefício. Os depósitos seguem até o dia 30 de setembro e, nesta sexta, recebem aqueles com número do NIS de final 7.

 

Auxílio emergencial
Nascidos em setembro recebem auxílio emergencial nesta sexta, 25
​​​​​​(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

 

Auxílio residual de R$300: quem ficará de fora?

Prorrogado até dezembro no valor de R$300, o auxílio emergencial passará a adotar regras mais rígidas. Ficarão de fora da extensão do benefício todos os aprovados que passaram a ter vínculo empregatício ou obtiveram algum benefício previdenciário ou assistencial.

Houve mudança em relação a análise do imposto de renda. Antes, eram analisadas as declarações do ano de 2018, passando a ser, agora, referente ao ano de 2019.

Portanto, estão vetados quem recebeu, em 2019, rendimentos tributáveis acima de R$28.559,70 e/ou rendimentos isentos não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$40 mil; e/ou quem possuía, no dia 31 de dezembro, posse de bens ou direitos a partir de R$300 mil.

Mesmo estando dentro novas das regras, alguns beneficiários não receberão as quatro parcelas

De acordo com Ministério da Cidadania, dezembro é a data limite para a liberação de todos os pagamentos. Por isso, somente quem começou a receber o auxílio em abril conseguirá receber as quatro parcelas adicionais.

Os beneficiários aprovados em datas posteriores entraram nos ciclos de pagamentos recebendo sempre referente às parcelas anteriores. Por isso, com o benefício se encerrando em dezembro, esses não chegarão a receber as últimas parcelas.

Quem foi aprovado em junho, por exemplo, terá direito a duas parcelas da extensão do programa, no valor de R$300. Já os aprovados a partir de julho, só receberão uma única parcela. 

 

Confira o atual calendário de pagamentos

Nascidos emData de pagamentoSaque e transferência
janeiro28/0819/09
fevereiro2/0922/09
março4/0929/09
abril9/091/10
maio11/093/10
junho16/096/10
julho18/098/10
agosto23/0913/10
setembro25/0915/10
outubro28/0920/10
novembro22/10
dezembro30/0927/10

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis