Empreendedores brasileiros entre os afrodescendentes mais influentes

Lista dos 100 Afrodescendentes Mais Influentes de 2020 tem dez brasileiros e dois são empreendedores.

08/10/2020 16:00

08/10/2020 16:00

Na última segunda-feira, 5, foi revelada a lista dos 100 Afrodescendentes Mais Influentes do Mundo em 2020, durante a Cerimônia de Reconhecimento e Premiação da Mipad (Most Influential People of African Descent).

Entre as personalidades estão dez brasileiros, em todas as categorias: Política & Governança, Negócios & Empreendedorismo, Mídia & Cultura e Humanitarismo & Ativismo.

No quesito empreendedorismo, quem representa o Brasil são Samantha Almeida, diretora do Twitter Next no Brasil, e Alan Soares, um dos fundadores do Movimento Black Money. A seguir, conheça um pouco mais sobre eles. 

Botão com link para Newsletter

Samantha Almeida: ‘colaboradora ativa do futuro’

Samantha Almeida é carioca, nascida na favela da Rocinha, e desde agosto assume a liderança do Twitter Next no Brasil. Uma área que atua em parceria com anunciantes e agências para entender o comportamento das pessoas na rede social.

Samantha Almeida
Samantha Almeida
(Foto: Reprodução/ Instagram)

A empreendedora tem uma trajetória profissional muito ligada à comunicação, com experiência de conexão entre marcas, influenciadores e cultura pop.

Até junho de 2020 era a head of content na Ogilvy Brasil. Mas também já passou pela agência eMusic2/Mynd, líder de comunicação na Avon, The Esteé Lauder Companies, além de ter trabalhado na Trifil & Scala e Levi Strauss Co.

Com profundo conhecimento (e vicência) sobre o racismo no Brasil e noção do que é falta de pertencimento, esses temas são presentes nas ações digitais que já desenvolveu. Como as campanhas realizadas em 2017 para a Avon, por exemplo.

Quem acompanha o mercado de cosméticos e consome esse tipo de produto certamente se lembra de algumas delas, como "Repense o Elogio" e as ações com Pabllo Vittar e a plataforma colaborativa "E aí, tá pronta?", que trouxe creators e consumidores para co-criar conteúdo e promover a democratização da beleza e a liberdade de escolha. 

Em todas elas, Samantha buscou dar voz e visibilidade para grupos excluídos, considerados fora de padrão, minorias e outros.

Trabalho que, como destaca a plataforma Youpix, contribuiu significativamente para o tom de voz da marca.

“A solidez do discurso com foco na pluralidade feminina fizeram a Avon ser a marca mais lembrada do segmento de maquiagem em 2017, e trazem a prova de que é possível enxergar o mundo com novas perspectivas e mais humanidade.”

Samantha Almeida também marca presença em outras listas importantes, além dos 100 Afrodescendentes Mais Influentes do Mundo. 

Recentemente, por exemplo, apareceu na Women to Watch, idealizada pelo Advertising Age e realizada no Brasil pelo Meio & Mensagem para homenagear mulheres bem sucedidas.

Alan Soares é um dos fundadores do Movimento Black Money

Alan Soares
Alan Soares
(Foto: Reprodução/ LinkedIn)

“Um humanista que acredita no poder das decisões guiadas por dados.” É assim que o carioca Alan Soares, nascido em Pilares, na zona norte do Rio de Janeiro, sintetiza sua missão em seu perfil no LinkedIn

O empresário tem destaque como um dos fundadores do Movimento Black Money, o hub de Inovação da Comunidade Negra, junto com a executiva Nina Silva.

De acordo com a revista Forbes, em 2016, quando Alan começou a pensar no Movimento Black Money, tinha um objetivo claro: combater os efeitos do racismo estrutural por meio do empreendedorismo e da geração de negócios entre a comunidade negra.

“Qualquer que seja o contexto político do país, os negros saem perdendo. (...) O MBM foi uma reação a tudo isso, uma tentativa de construir uma outra narrativa para uma minoria oprimida.”

Alan também é empreendedor social, mentor, trader e educador financeiro atuando por mais de 10 anos no Grupo Trader Brasil. 

Ele conta que durante essa década tem auxiliado investidores e empreendedores a alcançarem sua liberdade financeira (sem promessas de dinheiro fácil) e crescimento de seus empreendimentos.

O que + você precisa saber:

Outros brasileiros na lista do Mipad 2020

Além de Alan Soares e Samantha Almeida, outros oito brasileiros figuram na lista dos 100 Afrodescentes Mais Influentes do Mundo em 2020:

  • Paulo Paim, senador da República (categoria Edição Especial)
  • Erica Malunguinho, deputada estadual, educadora é a primeira transgênero da lista (categoria Política & Governança)
  • Iza, cantora e compositora (categoria Mídia & e Cultura)
  • Leo Santana, cantor (categoria Mídia & e Cultura)
  • Renan Souza, editor internacional da CNN (categoria Mídia & e Cultura)
  • Brenda Agi e Betty Agi, fundadoras da ONG Compaixão Internacional
  • Ingrid Silva, bailarina e ativista (categoria Humanitarismo e Ativismo)

A lista foi publicada após a abertura da 74ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e é fruto da resolução 68/237, que estipulou o período de 2015 a 2024 como a Década Internacional de Afrodescendentes.

Desde 2017, a Mipad identifica os nomes mais importantes do empreendedorismo sob o comando de pessoas de ascendência africana e todo o mundo. E o Brasil, vale lembrar, é o país com maior população negra fora do continente africano: são 118,9 milhões.

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis