MEC divulga regras para vagas remanescentes do Fies 2020

Fies concede financiamento em cursos de nível superior em instituições privadas. Inscrições serão realizadas no site do Sistema de Seleção do Fies.

16/09/2020 10:45

16/09/2020 10:45

O Ministério da Educação divulgou nesta quarta-feira, 16, as regras para as vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre de 2020.  A publicação foi feita no Diário Oficial da União. 

De acordo com a Portaria Nº 756 , as vagas a serem oferecidas serão aquelas que não foram ocupadas no decorrer dos processos seletivos regulares do Fies no ano de 2020. 

Para participar da seleção é preciso ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, ter obtido média igual ou superior a 450 pontos, não ter zerado a prova de Redação e possuir renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos, ou seja, R$3.135.

As inscrições serão realizadas no site do Sistema de Seleção do Fies ( FiesSeleção ). No entanto, o número de vagas remanescentes e o cronograma serão divulgados em futuro edital. É importante ressaltar que a ocupação das vagas remanescentes do Fies será efetuada de acordo com a ordem de conclusão das inscrições.

As instituições de ensino superior participantes do processo seletivo regular do Fies no segundo semestre de 2020 deverão informar, no período de 22 a 24 de setembro, os cursos nos quais não houve formação de turma no período inicial, inclusive aqueles para os quais não houve seleção de vagas. 

Vagas remanescentes Fies
Fies divulga regras para vagas remanescentes de 2020
(Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

 

o que + você precisa saber:

 

MEC inscreve para 90 mil bolsas remanescentes do Prouni

Foram abertas nesta terça-feira, 15, as inscrições para bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (Prouni), para o segundo semestre de 2020. Ao todo, são ofertadas 90 mil bolsas que não foram ocupadas durante o processo seletivo regular. 

O Prouni é uma excelente oportunidade para quem deseja ingressar no ensino superior em uma instituição privada, já que o programa oferece bolsas de estudo integrais e parciais para diferentes cursos de graduação. 

Dentre os motivos para essa nova oferta de vagas estão a desistência dos candidatos pré-selecionados e a falta de documentação na hora de efetivar a matrícula. Os interessados devem se inscrever até o dia 30 de setembro, na página do programa .

Pode participar quem cursou o ensino médio na rede pública ou na rede particular, na condição de bolsista integral. Também entram na lista dos contemplados estudantes com deficiência, professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, além de integrantes do quadro de pessoal permanente de instituição pública.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio, ou seja, até R$1.567,50. Para as bolsas parciais (50%), a renda declarada deve ser de até três salários mínimos (R$3.135), por pessoa.

Quem desejar participar do processo precisa ter feito alguma edição do Enem, a partir de 2010, e ter obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas do exame. Além disso, o candidato deverá ter tirado nota maior que zero na redação.

De acordo com o Ministério da Educação, nesta edição, o prazo de inscrição será único, tanto para candidatos não matriculados na instituição de ensino superior para a qual desejam se inscrever para disputar uma bolsa, como para candidatos já matriculados na mesma instituição para a qual querem fazer a inscrição.

+ Saiba mais sobre a vagas remanescentes do Prouni

 

Notícias de cursos e capacitação

 

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Buscador de empregos

Milhares de oportunidade de emprego grátis