Folha Dirigida Entrar Assine

O que é networking e qual a sua importância no mercado de trabalho


Para quem já está inserido no mercado de trabalho ou mesmo para aqueles que ainda estão em busca de um emprego, networking é essencial. Mas, afinal, o que essa palavra significa e por que ela é tão importante?

Simplificando a ideia, networking é a construção de relacionamentos comerciais ou profissionais. Essa rede não precisa ser restrita somente a empresários. Todo trabalhador e até estudantes podem construir seu próprio networking. 

Por meio desta rede de relacionamentos é possível manter maior contato com o mercado, além de contribuir e usufruir do compartilhamento de informações e oportunidades.O networking também confere maior credibilidade e força às informações que circulam em determinado segmento. 

Confira lista de alguns benefícios que um bom networking pode render a um profissional:

  • compartilhamento de informações;
  • oportunidade de reconhecer, criar ou atuar em negócios;
  • possibilidade de encontrar parceiros potenciais para empreendimentos;
  • maiores chances de descobrir novidades sobre a área de atuação;
  • boas recolocações no mercado de trabalho;
  • aprofundar relações com clientes;
  • tornar mais conhecida a empresa ou uma ideia de negócio;
  • aumentar a visibilidade do profissional;
  • desenvolver a carreira; 
  • vender etc.
(Foto: Reprodução/ Pixabay)
Networking pode beneficiar profissionais, estudantes e desempregados
(Foto: Reprodução/ Pixabay)

Networking pode ser saída para quem busca emprego

Mas, como já mencionado, isso não é coisa apenas para empresários! Desempregados ou pessoas que estão em busca de uma nova oportunidade no mercado de trabalho também podem fazer um ótimo uso do networking. É o que recomenda o Sebrae:

“Por mais que ter um bom currículo seja importante, contar com alguém que possa fazer uma indicação aumenta bastante suas chances de conquistar determinada vaga de emprego.”

Mas onde construir esta rede de relacionamentos, se você está fora do mercado? 

É preciso ter em mente que não é apenas dentro do escritório/ empresa que se constrói um bom networking. Busque se manter atento às novidades do seu ramo.

Comparecer a eventos que sejam relevantes para a área de atuação, por exemplo, pode ser uma boa oportunidade para conhecer novos profissionais. Colegas de antigos trabalhos também podem ser fonte de networking e vantajoso para ambas as partes. 

Cpnfira algumas sugestões do Sebrae de onde e como criar uma rede de networking: comparecer a conferências e eventos que facilitem novos contatos; envolver-se com associações; dar aulas; escrever colunas de opinião; e entrar em contato com colegas de profissão para trocar experiências.

Não existe um perfil exato de pessoa para se construir um networking. A rede pode incluir desde a família ampliada até colegas de faculdade e do trabalho. Profissionais que atuam em outras áreas, mas que possuem interesses em comum, também podem compor uma rede interessante. 

Importante: saber diferenciar os relacionamentos pessoais e profissionais é essencial. Mas isso não significa que networking é apenas uma questão de interesses, sem nenhum tipo de troca ou respeito. 

Entrevista de emprego: como passar a melhor primeira impressão?
LinkedIn divulga lista com o Top 25 Startups de 2019 no Brasil

Como manter uma rede de networking

De acordo com o Sebrae Amapá, as relações de networking podem ser mantidas de várias formas. O contato pode se dar de vários jeitos, desde encontros pessoais até conversas em redes sociais. E-mails também são uma boa saída e podem ser apropriados para contatos mais formais. 

“A verdade é que nos dias de hoje não dá para encontrar todo mundo da rede de relacionamento sempre. Por isso, telefone, WhatsApp, e-mail e redes sociais também são bastante eficientes”, Sebrae.

Outro ponto importante para manter a rede é ter consciência de que ela é composta de trocas e compartilhamentos. Por isso, é importante ter clareza em relação ao que você oferece e qual é o seu objetivo.

Para ampliar a rede também pode ser interessante criar perfis profissionais. O Linkedin, por exemplo, é uma boa plataforma para encontrar pessoas com interesses em comum e construir uma comunidade com objetivos profissionais.

“(...) Isso inclui ser ativo nas redes sociais para dar visibilidade ao seu nome. Como? Compartilhar conteúdo e fazer comentários produtivos são duas opções interessantes.”

Confira outras dicas do Sebrae para desenvolver uma boa rede de contatos: 

(Foto: Reprodução/ Pixabay)
(Foto: Reprodução/ Pixabay)

1. Desenvolva interesse genuíno pelas pessoas, não as procure apenas quando estiver precisando de favor.

2. Esteja disponível, na medida do possível, para ajudar os profissionais de sua rede e sempre retribua um favor na mesma "moeda".

3. Faça contatos com pessoas de áreas diversas de seu setor de atividade.

4. Atualize o cartão de visitas e utilize-o de maneira dinâmica.

5. Quando indicar uma pessoa para outra de sua networking, avise antes, apresente-as.

6. Evite apenas falar nas conversas, procure ouvir mais e obter informações e conhecimento.

7. Mostre que você pode ser útil à sua rede.

8. Avise sempre o que está fazendo profissionalmente.

9. Tenha um blog e convide todos de sua rede de relacionamento para visitá-lo e contribuir com artigos e notícias.

Um ponto essencial é sempre lembrar que  é preciso criar valor para os demais. “Paciência e perseverança são fundamentais, porque empecilhos vão aparecer.”

Comentários