Notícias sobre PRF - 2018 - Policial Rodoviário

Federação pressiona para agilizar novo concurso


Com grande necessidade de pessoal, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não quis perder tempo, e já reencaminhou ao Ministério do Planejamento a solicitação de concurso para 1.500 vagas de policial rodoviário federal. O pedido já passou pela Coordenação-Geral de Desenvolvimento Econômico e Produtivo II da pasta, e segue tramitando. Após ter o pedido negado, em virtude da suspensão dos concursos, espera-se que a liberação ocorra este ano, já que algumas autorizações podem acontecer, em casos de grande carência.

Federação cobrará autorização de concurso este ano


 Após a Polícia Rodoviária Federal (PRF) ter informado que já reapresentou ao Ministério do Planejamento o pedido de concurso para 1.500 vagas de policial rodoviário federal, o presidente do federação nacional da categoria (FenaPRF), Pedro Cavalcanti, afirmou que a entidade irá cobrar a concessão ainda este ano do aval para a abertura da oportunidade. “É o que a gente vai buscar. Vamos trabalhar no Congresso Nacional para pressionar o governo a conceder essa permissão”, dsse ele. (...)

Órgão já reenviou pedido de concurso para 1.500 vagas


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou à FOLHA DIRIGIDA que já reapresentou o pedido de autorização de concurso para 1.500 vagas de policial rodoviário federal, conforme orientação do Ministério do Planejamento após anunciar a suspensão das seleções federais em 2016. Com o ministério tendo admitido a possibilidade de autorizar novos concursos este ano, a expectativa é que o departamento obtenha a permissão pleiteada desde 2014. As liberações poderão ocorrer em casos de emergência ou grande necessidade, caso da PRF, que, em dois anos, poderá perder 4 mil policiais, o equivalente a cerca de 40% do efetivo atual.  (...) #vaiterconcurso

Órgão negocia concurso para 1.500 vagas. R$7 mil


Podendo perder até 4 mil policiais nos próximos dois anos, em razão de aposentadorias, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) tentará ao longo de 2016 obter a autorização do Ministério do Planejamento para realizar um novo concurso para a função, que requer o ensino superior completo (além de carteira de habilitação, na categoria B ou superior) e tem remuneração inicial de R$7.092,91. Para isso, a solicitação feita no ano passado, para 1.500 vagas, deverá ter que ser reapresentada ao ministério, o que precisa acontecer até o fim de maio. (....) #vaiterconcurso

Corporação luta para abrir concurso, já em 2016


Controle das fronteiras, combate ao tráfico de armas e drogas e à exploração sexual de crianças e adolescentes e redução do número de acidentes nas rodovias federais. Muitos são os exemplos de desafios que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) enfrenta rotineiramente e que dependem de um efetivo compatível com o tamanho e a importância dessas missões. Com a ameaça de perda de parte significativa do quadro atual, aqueles que aguardam uma nova oportunidade de ingresso na corporação têm a garantia de que a instituição irá lutar pela autorização do Ministério do Planejamento para abrir um novo concurso, em 2016, apesar da suspensão anunciada pelo governo.  

Novo curso de formação até o início de fevereiro


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi autorizada na última sexta-feira, dia 27, a nomear mais 579 aprovados no concurso para policial aberto em 2013. O chefe de gabinete da Direção-Geral e ex-coordenador-geral de Recursos Humanos do departamento, inspetor Adriano Furtado, afirmou à FOLHA DIRIGIDA que o curso de formação para os novos convocados será iniciado entre o fim de janeiro e o começo de fevereiro do ano que vem. Ele também falou sobre a previsão para as nomeações dos aprovados. (...)

Autorizadas 579 nomeações, incluindo 500 excedentes


Apesar das restrições aos concursos federais, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão autorizou a nomeação de 579 aprovados na última seleção para policial rodoviário federal, de 2013. (...)

Órgão pode receber autorização excepcional


Polícia Rodoviária Federal pode receber autorização nos próximos dias que vai além dos casos previstos pelo Ministério do Planejamento ao anunciar a suspensão de concursos e nomeações, em setembro deste ano. Permissão pode vir após cobrança feita em audiência  na Câmara dos Deputados, em Brasília, sobre a importância dos efetivos da PRF, Polícia Federal e Receita Federal no controle das fronteiras.

Fronteiras: audiência na Câmara passa para o dia 4


oi adiada, para o próximo dia 4, a audiência pública na Câmara dos Deputados, em Brasília, para debater a fiscalização nas fronteiras brasileiras e a importância dos efetivos da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Receita Federal nessas ações. Inicialmente, a reunião estava programada para o dia 14 deste mês, mas teve que ser remarcada em função da agenda de alguns dos participantes (...)