Notícias sobre PM-RJ - 2013 - 6.000 vagas - Soldado

Saiu resultado dos recursos contra gabarito preliminar


Saiu o resultado dos recursos contra os gabaritos preliminares da prova objetiva do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ). As respostas podem ser conferidas no arquivo em anexo e no site da Exatus, organizadora da seleção. Embora cerca de dez questões fossem alvo de questionamentos, tanto por candidatos como por professores, a Exatus anulou apenas quatro: duas de Português, uma de Sociologia e uma de Informática. Os critérios ainda não foram divulgados pela organizadora. 

Professores criticam teor e gabaritos das provas


A Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), presidida pelo deputado Iranildo Campos (PSD), vai solicitar a revisão do exame intelectual do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ).  

Decisão gera descontentamento entre os candidatos


O número de questões anuladas pela Exatus parece não ter agradado a uma grande parte dos candidatos a soldado da PM-RJ. Nas redes sociais, muitos manifestaram o descontentamento com a banca, que manteve válidas várias perguntas que estariam fora do programa. 

Saiu gabarito e resultado da prova objetiva. Confira!


Com uma semana de atraso em relação ao cronograma original, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) divulgou na última terça- feira, dia 7, os gabaritos definitivos e o resultado provisório da prova objetiva do concurso para soldado. Embora pelo menos dez questões fossem apontadas por professores e candidatos como passíveis de anulação, somente quatro tiveram esse destino, sendo duas de Português, uma de Sociologia e uma de Informática (veja nos arquivos em anexo).

Resultados previstos para às 18h desta terça, dia 7


O resultado dos recursos contra os gabaritos e o provisório do exame intelectual do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), adiados por uma semana, estão previstos para às 18h desta terça-feira, dia 7. O prazo de recursos contra o resultado da prova objetiva e para vista do cartão-resposta, que anteriormente era de 1º a 7 de outubro, passou para o período de 8 a 14 deste mês. As demais alterações podem ser conferidas no site da PM-RJ.

Resultado é adiado. Especialistas criticam organizadora


Os resultados dos recursos contra os gabaritos e o resultado provisório do exame intelectual do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), que estavam previstos para esta terça-feira, dia 30, somente serão conhecidos em 7 de outubro. A informação é da Exatus, organizadora. Segundo a empresa, o motivo do adiamento na divulgação é o grande número de recursos impetrados, que seguem em análise. Assim que estiverem liberados, os resultados poderão ser consultados na FOLHA DIRIGIDA Online.

Recursos terão resultados em seis dias


A contar desta quinta-feira, dia 25, faltam apenas seis dias para a divulgação dos resultados dos recursos contra os gabaritos e o provisório do exame intelectual do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), quando os candidatos saberão se foram ou não aprovados para a segunda etapa, quais questões foram anuladas e demais medidas que a organizadora adotou em relação aos problemas denunciados. O número de recursos não foi informado, não havendo sequer uma estimativa.

Anulação de questões foi pedida ao comandante


O deputado estadual Átila Nunes (PSL) informou à FOLHA DIRIGIDA na última segunda-feira, dia 22, que se reunirá até esta sexta-feira, dia 26, com o comandante-geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), coronel José Luís Castro Menezes, para pedir a anulação das 12 questões consideradas fora do programa do edital do concurso para 6 mil vagas de soldado.

Candidatos são contra anulação total do concurso


O pedido de instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa para apurar se houve irregularidades no concurso para 6 mil soldados da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) é criticado por um grupo de candidatos, contrário à anulação da seleção. Alexandre Silva integra esse grupo.