Notícias sobre PM-RJ - 2013 - 6.000 vagas - Soldado

Autorização dos concursos não deve demorar


É grande a expectativa pela autorização dos concursos da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), cujo pedido de abertura está em análise na Secretaria de Estado e Planejamento e Gestão (Seplag). Haverá oportunidades para soldado (6 mil), cabo auxiliar de enfermagem (690), sargento músico (135), oficial médico (80) e oficial combatente (60). A PM estuda a possibilidade de redistribuir as 80 oportunidades de médico para outras funções do quadro de Saúde. A Seplag é responsável por avaliar o impacto orçamentário e autorizar as seleções, que serão abertas em 2013. No entanto, os concursos já foram informalmente autorizados pelo governador Sérgio Cabral.

Candidatos devem iniciar logo a preparação


Quem planeja seguir carreira na Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) já pode ir se preparando, pois está em análise na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) o pedido de abertura de concursos para preencher 6.965 vagas nos cargos de soldado (6 mil), cabo auxiliar de Saúde (auxiliar de enfermagem) (690), sargento músico (135), oficial combatente (60) e oficial médico (80). A Seplag ficará responsável por avaliar o impacto orçamentário e autorizar as seleções, que serão abertas em 2013. Ao se preparar para os concursos, os futuros candidatos devem intensificar os estudos, principalmente de Língua Portuguesa, disciplina que deverá ser sobrada para todos os cargos. Para ajudá-los, a FOLHA DIRIGIDA buscou dicas com o professor de Português do Curso Degrau Cultural, Lucenildo Alves.

Falta de vagas femininas é alvo de críticas


Mais de 6 mil vagas de soldado serão oferecidas, em janeiro de 2013, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Essa será uma grande chance para quem deseja, além de ser um servidor público, defender a vida do próximo. Porém, no momento, esse sonho está restrito somente aos homens. De acordo com o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), tenente-coronel Roberto Vianna, no caso de soldado, as 6 mil vagas do concurso não serão mesmo destinadas às mulheres. Essa decisão não agradou às futuras candidatas, que vinham se preparando para a seleção.

Pedido de concursos já está em análise da Seplag


A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) informou na última quarta-feira, dia 18, que está em análise o pedido de abertura de concursos para preencher 6.965 vagas nos cargos de soldado (6 mil), cabo auxiliar de enfermagem (690), sargento músico (135), oficial combatente (60) e oficial médico (80) da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ). Embora não tenha sido informado, em média, quanto tempo a Seplag leva para analisar e autorizar as seleções, os concursos e o número de vagas já foram autorizados informalmente pelo governador Sérgio Cabral, considerando, principalmente, a programação de instalação de Unidades de Polícia Pacificadora, assim como os megaeventos internacionais programados até 2016.

Pedido de concursos da polícia já está na Seplag


A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) encaminhou à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), na última quinta-feira, dia 12, o pedido de abertura de concursos para preencher 6.965 vagas nos cargos de soldado (6 mil), cabo auxiliar de enfermagem (690), sargento músico (135), oficial combatente (60) e oficial médico (80), informou o Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP) da corporação. A PM estuda a possibilidade de redistribuir as 80 oportunidades de médico para outras funções do quadro de Saúde.

Corporação já pediu as 6.965 vagas à Seplag


A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) encaminhou à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), na última quinta-feira, dia 12, o pedido de abertura de concursos para preencher 6.965 vagas nos cargos de soldado (6 mil), cabo auxiliar de enfermagem (690), sargento músico (135), oficial combatente (60) e oficial médico (80), informou o Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP) da corporação.

6.965 vagas serão pedidas até esta sexta


O pedido de abertura de concursos para a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ), visando ao preenchimento de 6.965 vagas nos cargos de soldado (6 mil), cabo auxiliar de enfermagem (690), sargento músico (135), oficial combatente (60) e oficial médico (80), será encaminhado até esta sexta-feira, dia 13, à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag-RJ), que ficará responsável por avaliar o impacto orçamentário e autorizar as seleções, que serão abertas em 2013.

Primeiro edital sai em janeiro, para soldado


A Polícia Militar do Rio de Janeiro (PM-RJ) pretende realizar cinco concursos para preencher 6.965 vagas em 2013. As seleções têm como objetivo reforçar o efetivo e apoiar o processo de pacificação nas comunidades do Rio. A previsão é que o primeiro edital seja publicado em janeiro, para o cargo de soldado.

Chefe do CRSP afirma que exame físico vai mudar da polícia


Com tantos investimentos na economia do Rio de Janeiro, decisivos para o retorno do estado ao cenário mundial e para a organização de grandes eventos, como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, é natural que a segurança pública seja uma das prioridades das autoridades e dos cidadãos fluminenses. Por isso, em 2013, a Polícia Militar (PM) abrirá concursos para 6.965 vagas, 6 mil delas de soldado.   FOLHA DIRIGIDA ouviu o chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), tenente-coronel Roberto Vianna, sobre o pedido da seleção, que seguirá para análise e aprovação da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) até esta sexta-feira, dia 13, com previsão de divulgação do edital em janeiro. "Com 13 mil soldados do concurso de 2010 e 6 mil do concurso de 2013, chegaremos a 19 mil novos policiais efetivados, num espaço de três anos", afirmou. E adverte desde já: "O exame físico será mais rigoroso".