Concurso Senado analista: veja quais serão as áreas de nível superior

As 12 vagas de analista legislativo do concurso Senado serão distribuídas entre diferentes áreas de nível superior. Confira os detalhes!

15/05/2020 09:20 | Atualizado: 15/05/2020 12:23

15/05/2020 09:20 | Atualizado: 15/05/2020 12:23

O Senado Federal tem autorização para abrir novo concurso com 40 vagas. Desse total, 12 serão para analista legislativo. O cargo oferece salários iniciais de R$25 mil mais benefícios como auxílio-alimentação, auxílio-transporte, assistência médica e odontológica, assistência pré-escolar, exames periódicos e capacitações.

As oportunidades do concurso Senado analista serão destinadas a diferentes áreas de nível superior, conforme disposto abaixo:

  • Administração – 2 vagas;
  • Arquivologia – 1 vaga;
  • Assistência Social – 1 vaga;
  • Contabilidade – 1 vaga;
  • Enfermagem – 1 vaga;
  • Informática Legislativa – 1 vaga;
  • Processo Legislativo – 2 vagas;
  • Registro e Redação Parlamentar – 1 vaga;
  • Engenharia do Trabalho – 1 vaga;
  • Engenharia Eletrônica e Telecomunicações – 1 vaga.
     

Para se candidatar será necessário ter graduação na respectiva área. As especialidades de Processo Legislativo e Administração, no último concurso Senado, realizado em 2011, aceitaram graduação em qualquer área, fornecida por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

FOLHA DIRIGIDA não encontrou dados sobre as especialidades exigidas ao analista legislativo – Registro e Redação Parlamentar. O concurso Senado analista 2011 foi composto por provas objetivas e discursivas para carreira, aplicadas em todas as capitais do país.

Senado Federal
Aprovados no concurso serão lotados no Senado Federal, em 
Brasília (Foto: Agência Senado)

 

Os inscritos tiveram que responder a 80 questões objetivas sobre Língua Portuguesa. Conhecimentos Gerais, Língua Inglesa e Conhecimentos Específicos. A banca organizadora foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Os exames discursivos, por sua vez, contaram com uma redação e uma pergunta de tema específico.  A tendência é que essa estrutura se mantenha na próxima seleção para o Senado.

Do total autorizado para o novo edital, também serão abertas 24 vagas para técnico legislativo na especialidade de policial legislativo. O cargo requer apenas o ensino médio completo e conta com salários de R$19.573,46 mensais para lotação em Brasília. 

Além de quatro chances para advogado, que exige o nível superior em Direito. A remuneração é de R$33.003,05.

+ Quer passar em concursos públicos? Saiba como!
+ Concurso Senado: confira tudo sobre os cargos de nível superior

Concurso Senado será aberto após crise do Coronavírus

A divulgação do próximo edital deve ser realizada com o restabelecimento da normalidade no país depois da crise do Coronavírus. Em resposta à FOLHA DIRIGIDA, a Assessoria de Imprensa do Senado revelou que a comissão organizadora segue com os preparativos em andamento.

Porém, optou por postergar o edital e aplicação das provas pela orientação do Ministério da Saúde para evitar aglomerações.

"Não obstante, as medidas sanitárias para controle da disseminação da Covid-19 repercutem no funcionamento dos diversos setores e atividades econômicas, como instituições de ensino e de preparação para concurso. Assim, a Casa aguarda o pleno restabelecimento da normalidade do País para só então lançar o edital de abertura, a exemplo de tantos outros concursos que se encontram suspensos ou com cronograma indefinido", consta em nota enviada à reportagem.

Somente nos primeiros meses do ano, o Senado apresentou um crescimento no número de cargos vagos. Hoje,  de acordo com dados da Casa , há 1.458 postos sem preenchimento. Parte dessa carência pode ser suprida com a chamada de aprovados do novo concurso público.

Dos cargos autorizados para o próximo concurso Senado, faltam 178 policiais legislativos (nível médio), cinco advogados (nível superior em Direto) e 584 analistas legislativos (nível superior em áreas específicas).

+ Concurso Senado: à espera do edital, cresce número de cargos vagos

Resumo concurso Senado 2020:

  • Órgão: Senado Federal
  • Vagas: 40
  • Cargos: técnico legislativo, advogado e analista legislativo
  • Requisitos: níveis médio e superior
  • Banca: a definir
  • Publicação do edital: após a pandemia do Coronavírus
     

Projeto básico do concurso Senado está em elaboração

Mesmo com a pandemia, a comissão organizadora do concurso finaliza o  projeto básico. Esse documento, que funciona como um espelho do edital, apresenta informações importantes, como vagas, cargos, escolaridades, salários, etapas de seleção e cronograma previsto.

Quando estiver pronto, a comissão iniciará a licitação para escolha da banca organizadora. De acordo com nota do Senado, as instituições que “reconhecidamente operam no mercado de concursos serão consultadas para envio de proposta e para comprovação dos requisitos de habilitação e qualificação”.

Conforme o vice-presidente da comissão organizadora, Kleber Minatagau, o prazo inicial para elaboração do edital era até março. Antes do Coronavírus, esse também era o limite para o término dos detalhes que compõem o projeto básico e para formação da banca examinadora.

No final de 2019, a Casa realizou uma audiência pública com diferentes bancas organizadoras para agrupar dados técnicos e compor o projeto básico do concurso.

Ao todo, nove instituições estiveram presentes no encontro: Cebraspe; Fundação Getúlio Vargas; Fundação Cesgranrio; Instituto AOCP; Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC); Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan); Instituto Americano de Desenvolvimento; Instituto Acess; Instituto Acesso Público.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...