Concurso Rioprevidência é suspenso após bloqueio de cargos
O presidente do Fundo Único de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Aureliano, suspendeu o novo concurso Rioprevidência.
01/07/2020 05:35 | Atualizado: 01/07/2020 11:24Por: Juliana Goes
01/07/2020 05:35 | Atualizado: 01/07/2020 11:24 - Por: Juliana Goes

concurso Rioprevidência está suspenso. A decisão foi publicada nesta quarta-feira, 1º de julho, no Diário Oficial do Estado, com a assinatura do presidente do Fundo Único de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Aureliano.

A medida, segundo a portaria, foi tomada após o decreto do governador Wilson Witzel, que bloqueia cerca de 9.500 cargos vagos. Na ocasião, o Rioprevidência teve 15 cargos bloqueados, sendo eles: 12 de assistente previdenciário (nível médio)  e três de especialista em previdência social (nível superior).

Conforme a portaria, a suspensão do concurso valerá enquanto for vigente o bloqueio dos cargos do Rioprevidência. A medida do estado visa colocar o Rio de Janeiro nos moldes do Regime de Recuperação Fiscal.

Se a proposta do estado for aceita pelo Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal (CSRRF), o bloqueio deverá vigorar até o encerramento do Regime de Recuperação Fiscal, em setembro de 2023.

Concurso Rioprevidência pode ter novo número de vagas (Foto: Juliana Góes)
Concurso Rioprevidência é suspenso (Foto: Juliana Góes) 

 

Concurso Rioprevidência estava confirmado

No dia 25 de junho, em resposta à FOLHA DIRIGIDA, o Rioprevidência afirmou que o decreto do governador não iria impedir o novo edital. Na ocasião, a autarquia afirmou que apenas o número de vagas deveria mudar.

Ao todo, o concurso teve 41 vagas autorizadas, sendo 18 oportunidades para a carreira de assistente previdenciário e 23 para especialista em previdência social.

"Há possibilidade de mudança no quantitativo de vagas ofertadas em virtude do bloqueio de cargos operacionalizado", disse a autarquia.

Com o bloqueio, era possível que o novo edital fosse publicado com seis vagas de assistente e 20 de especialista. O número definitivo, no entanto, não tinha sido revelado.

Com a publicação desta quarta, 1º, FOLHA DIRIGIDA apura agora os motivos que levaram o Rioprevidência a suspender o concurso.

Escolha da banca estava em andamento

Ainda no dia 25 de junho, o Rioprevidência afirmou que o processo de escolha da banca do concurso estava em andamento. Segundo a autarquia, estavam sendo analisadas as propostas enviadas pelas organizadoras.

O concurso teria vagas para assistente previdenciário, de nível médio, e especialista em previdência social, de nível superior. Neste último caso, seriam contemplados os cargos de informática, contador, advogado, economista e atuário.

A remuneração do assistente é de R$3.072, valor que já inclui a Gratificação de Desempenho (GDA) de R$648 e o auxílio-alimentação de R$264. Os especialistas, por sua vez, recebem R$7.635, incluindo R$1.701 de GDA e R$262 de alimentação. 

Saiba tudo sobre o concurso Rioprevidência

  • Órgão: Fundo Único de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro
  • Banca: a definir
  • Cargos: assistente previdenciário e especialista em previdência social (informática, contador, advogado, economista e atuário)
  • Requisitos: níveis médio e superior
  • Vagas: 41 (número pode mudar com após o Decreto 47.117/2020)
  • Lotação: Estado do Rio de Janeiro
  • Previsão de edital: suspenso
  • Remuneração: R$3.072 (médio) e R$7.635 (superior)
  • Último edital: publicado em 2014 pela Ceperj -  confira aqui

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

Último edital ofereceu 85 vagas

último concurso Rioprevidência ocorreu em 2014. Ao todo, foram oferecidas 85 vagas, sendo 50 para assistente e 35 para especialista previdenciário. As remunerações eram de R$2.866,64 e R$7.095,94, respectivamente.

O concurso foi organizado pela Ceperj e os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas (todos os cargos) e discursivas (especialista). O exame de múltipla-escolha contou com 70 questões para o nível médio e 80 para o superior. Conforme a carreira escolhida, foram cobradas as questões de: 

  • Língua Portuguesa,
  • Informática,
  • Raciocínio Lógico,
  • Direito (Constitucional, Administrativo, Previdenciário e Previdência Social),
  • Legislação Básica e
  • Noções de Previdência Social.

A prova ainda teve perguntas de Conhecimentos Específicos para o nível superior. Além disso, os inscritos na função de especialista realizaram uma avaliação de títulos. Só passaram por esta etapa os candidatos aprovados no exame objetivo.

Os habilitados foram contratados conforme o regime estatutário, o que garante a estabilidade dos servidores. O concurso Rioprevidência 2014 ficou válido até 2018, totalizando quatro anos após a sua prorrogação em 2016.

Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Carregando...