TRE SE sinaliza interesse em participar do concurso unificado
TRE de Sergipe demonstra interesse em aderir ao concurso unificado da Justiça Eleitoral, previsto para 2023. Entenda os detalhes!
13/05/2022 12:24 | Atualizado: 13/05/2022 12:35Por: Bruna Somma
13/05/2022 12:24 | Atualizado: 13/05/2022 12:35 - Por: Bruna Somma

O Tribunal Regional Eleitoral do Sergipe (TRE SE) confirmou à Folha Dirigida que sinalizou interesse em participar do concurso unificado da Justiça Eleitoral, previsto para 2023. A informação foi passada pela Assessoria de Comunicação do órgão:

Veja a nota enviada na íntegra enviada à reportagem:

“O diretor-geral do TRE-SE oficiou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) manifestando interesse em participar do concurso unificado em 2023. Contudo, ainda não há informações sobre quantitativo de vagas a serem disponibilizadas em nosso Tribunal”.

O TSE, desde 2021, iniciou os preparativos para a realização de um novo concurso unificado. A ideia é que um único edital seja publicado com vagas para o Tribunal Superior Eleitoral e TREs que manifestem interesse e necessidade de preencher cargos vagos. 

No caso dos concursos unificados da Justiça Eleitoral, todo o orçamento fica concentrado no TSE, que promove a escolha da banca organizadora e traz a previsão de nomeações. De forma a reduzir as despesas de concursos individualizados.

O Tribunal Superior já fez uma primeira pesquisa junto aos TREs para identificar quais tribunais gostariam de participar da seleção unificada. De acordo com apuração da Folha Dirigida, 13 TREs já responderam sobre o concurso. 

Fachada do Tribunal Regional Eleitoral do Sergipe
TRE do Sergipe demonstre vontade de aderir ao concurso
unificado (Foto: Divulgação)

Além de Sergipe, os tribunais de Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Piauí, Santa Catarina, Rio Grande do Norte e Ceará têm interesse em ofertar vagas no concurso unificado.

Enquanto os TREs do Maranhão, Minas Gerais, Paraná e Pará não apresentaram uma decisão fechada. Saiba mais detalhes aqui!

Segundo informado pelo TSE, o concurso está na fase inicial de planejamento. O que inclui a quantificação das vagas imediatas e cadastro de reserva a partir das demandas apresentadas por cada tribunal. 

Concurso deve ter vagas para técnicos e analistas

A estimativa é que o concurso unificado tenha vagas para os cargos de técnico judiciário (nível médio) e analista judiciário (nível superior).

Os salários atuais para técnico são de R$8.501,45, incluindo o vencimento de R$3.163,07, a Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ) de R$4.428,30 e o auxílio-alimentação de R$910,08.

Já para analista, os valores iniciais são de R$13.365,38, compostos pelo vencimento básico, de R$5.189,71, pela GAJ de R$7.265,59, e auxílio-alimentação de R$910,08.

Os servidores também têm direito a vários benefícios, como assistência médica e odontológica (R$215), adicional de qualificação (por nível de escolaridade superior ao exigido para a carreira), auxílio-creche (R$719,62 por dependente de até 5 anos).

O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade nos cargos.

Entre para o canal da Folha Dirigida no Telegram e receba todas as notícias sobre concursos públicos

Último concurso unificado da Justiça Eleitoral foi em 2006

Há 16 anos, foi realizado o último concurso unificado para Justiça Eleitoral. O edital trouxe a oferta de 801 vagas , distribuídas da seguinte forma:

  • Tribunal Superior Eleitoral – 280 vagas;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Acre – 6 vagas;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro – 435 vagas;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia – 56 vagas;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Roraima – 24 vagas.   

As chances foram para os cargos de técnico judiciário (nível médio) e analista judiciário (nível superior). No ato da inscrição, o interessado teve que sinalizar o cargo e o tribunal que desejasse concorrer.

O Cebraspe (Cespe/UnB) foi o organizador da seleção. Os candidatos foram avaliados por diferentes etapas a depender da localidade das vagas. Veja a estrutura de provas:

TSE:

  • Prova objetiva;
  • Prova discursiva (apenas para cargos de nível superior);
  • Avaliação de títulos.

TRE AC; TRE RO; TRE RR:

  • Prova objetiva;
  • Prova discursiva.

TRE RJ:

  • Prova objetiva;
  • Prova discursiva (apenas para cargos de nível superior);
  • Prova de capacidade física (somente para o cargo de técnico judiciário - área: Serviços Gerais – especialidade: Segurança Judiciária).

As avaliações foram realizadas nas capitais dos estados com vagas nos tribunais regionais e no Distrito Federal, no caso das oportunidades para o TSE. 

Os inscritos tiveram que responder a questões sobre Conhecimentos Básicos e Específicos.

Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Carregando...