Novo presidente quer realizar concurso TJ PI e reduzir terceirizados

O Tribunal de Justiça do Piauí já tem seu novo presidente empossado e ele garantiu que pretende realizar mais concursos TJ PI na sua gestão.

08/01/2021 08:59 | Atualizado: 08/01/2021 10:07

08/01/2021 08:59 | Atualizado: 08/01/2021 10:07

O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí deu posse à nova diretoria para posse ao biênio 2021-2022. E a boa notícia para quem quer ingressar no Poder Judiciário é que o novo comandante do órgão quer realizar concurso TJ PI.

A gestão foi assumida pelo desembargador José Ribamar Oliveira, que será o novo presidente, e o desembargador Raimundo Eufrásio, que será o vice-presidente da corte.

José Ribamar Oliveira discursou e falou sobre a contratação de novos servidores. Segundo ele, a intenção é reduzir a cultura de contratação de terceirizados para servidores efetivos.

"Estamos nos utilizando de terceirizados com mão de obra competente, mas o certo é que façamos concurso para que a pessoa venha prestar um serviço de qualidade. O terceirizado é uma mão de obra que aos poucos vamos deixando de lado para implementar a realização de concursos", pontuou o novo presidente.

A solenidade de posse da nova diretoria ainda contou com a presença do governador do Estado do Piauí, Wellington Dias, e do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa.

Também estiveram presentes o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho, e do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Nunes Marques.

De acordo com o novo presidente, o objetivo é chegar no posto com a missão de dar continuidade a uma gestão que, segundo ele, foi muito bem avaliada.

“Caminhamos para a implementação do juízo completamente digital, pois os avanços nessa área possibilitará um judiciário mais célere e mais próximo dos anseios sociais, uma meta ousada, mas que queremos colocar em prática à frente do judiciário piauiense”, pontou o novo presidente do TJ-PI.

Prefeito de Teresina, Doutor Pessoa também discursou e destacou sobre a importância da harmonia entre os demais poderes que governam o Estado democrático.

“A Constituição Federal diz que os poderes devem ser independentes e harmônicos entre si. Como chefe do poder executivo municipal, desejo uma boa gestão aos novos desembargares que assumem a presidência, vice-presidência e corregedoria do judiciário piauiense”, foi o que disse o prefeito da capital.

(Foto: Lucas Dias/Semcom Prefeitura de Teresina)
Nova diretoria do TJ PI é empossada e prevê concursos na gestão
(Foto: Lucas Dias/Semcom Prefeitura de Teresina)

Último concurso TJ PI teve prazo de validade expirado

A realização de um novo concurso TJ PI já se torna possível, principalmente pelo fato da última seleção já não estar mais em validade. O prazo, que foi prorrogado em 2018, foi expirado em 2020, sem haver mais possibilidade de extensão.

O último concurso TJ PI foi realizado em 2015 e teve prazo de validade de dois anos, podendo chegar a quatro com prorrogação, o que aconteceu.

A decisão por prorrogar o prazo de validade do concurso de 2015 veio após a Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi) solicitar a ampliação do prazo. O objetivo é conseguir prover mais cargos do quadro de servidores efetivos do Poder Judiciário. 

Em ofício encaminhado pela Amapi ao TJ, além da solicitação de prorrogação, a Associação citou que o Tribunal, por meio da Resolução 109/2018, se comprometeu a tomar providências internas para aplicação da distribuição e movimentação de servidores nos órgãos do Poder Judiciário de primeiro e de segundo graus, de acordo com a quantidade de processos. 

Presidente da Amapi, Thiago Brandão comemorou a decisão da Corte, dizendo:

"É uma posição necessária e oportuna, uma vez que, assim, ao Tribunal de Justiça do Piauí será possibilitada a disponibilização de cadastro de aprovados para reposição de servidores em seus quadros", assinalou Thiago Brandão.

curso para tribunais

Edital TJ PI 2015 trouxe 180 vagas de nível superior

A expectativa é para que o próximo concurso traga, principalmente, vagas para técnico judiciário, já que o edital anterior foi publicado apenas com chances para cargos de nível superior.

Foram oferecidas 180 vagas de nível superior, além da formação de cadastro reserva. Naquela época, as oportunidades foram distribuídas pelas seguintes áreas/cargos:

  • Judiciária (escrivão judicial e oficial de justiça e avaliador);
  • Apoio Especializado (análise de sistemas/banco de dados, análise de sistemas/desenvolvimento, análise de sistemas/telecomunicações, auditor, contador, enfermeiro, engenheiro eletricista, médico, nutricionista, odontólogo, psicólogo e psiquiatra);
  • Administrativa (analista administrativo e analista judicial)

O concurso TJ PI foi organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e chegou a ser suspenso para investigação de fraude. As provas objetivas reuniram 100 questões, sendo 30 serão de Língua Portuguesa e 70 de Conhecimentos Específicos. Já as disciplinas de Raciocínio Lógico e Legislação Específica ficaram incluídas nos Conhecimentos Específicos. 

Prepare-se para concursos de tribunais com a Folha Cursos

A Folha Dirigida lançou a Folha Cursos!

Agora, você não tem mais desculpa para adiar a sua preparação. Aqui você encontra estudos qualificados e materiais completos, otimizados e sem enrolação

Além disso, a Folha Cursos tem opção para você escolher seja por carreira ou por cargo, veja:

Carreira

Por cargo

Gostou da novidade? Clica lá em cima no botão das redes sociais e compartilha essa super oportunidade com os seus amigos. 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...