Concurso TRE AL está no radar do novo presidente do tribunal. Entenda!

Durante posse, o novo presidente do TRE AL, desembargador Otávio Leão Praxedes, mencionou necessidade de novo concurso no órgão.

10/01/2021 17:24 | Atualizado: 10/01/2021 17:30

10/01/2021 17:24 | Atualizado: 10/01/2021 17:30

Um novo concurso TRE AL já está no radar do novo presidente, desembargador Otávio Leão Praxedes. O desembargador tomou posse no Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas na última sexta-feira, 8.

Em entrevista ao AL TV 2º Edição, Praxedes falou sobre as principais propostas para sua gestão. Entre elas, a realização de um novo concurso TRE AL.

"Pretendo como presidente do TRE fazer concurso público. Há um vazio na nossa estrutura funcional. Eu vou estudar o orçamento a partir de segunda-feira para viabilizar um concurso público", disse o presidente ao AL TV.

O desembargador também pretende investir no treinamento e capacitação dos servidores do Tribunal Regional Eleitotal de Alagoas. O intuito é que os profissionais possam utilizar melhor as novas ferramentas, que surgem a cada nova eleição.

+ Concursos TRE 2021: Tribunal Superior autoriza provimento de 549 vagas

TRE AL
Estudos para novo concurso TRE AL devem iniciar nesta segunda, 11
(Foto: Divulgação)

TRE AL tem sete vagas autorizadas para provimento

O TRE AL já conta com sete vagas autorizadas pelo Tribunal Superior Eleitoral. Dessas, uma é para a carreira de analista e outras seis para técnicos.

O preenchimento das vagas devem ser feitos mediante a realização de concurso público. Essas foram as vagas autorizadas para provimento ainda em 2020. O TSE ainda não divulgou a lista de autorizações deste ano, de modo que esse quantitativo ainda pode sofrer alteração, dependendo do Orçamento para 2021.

A atual remuneração para técnicos do TRE AL é de R$7.591,37, em início de carreira. Além do salário-base, de R$3.163,07, está somado ao valor a Gratificação por Atividade Judiciária (GAJ), de R$4.428,30. As vagas são destinadas a profissionais com o ensino médio.

No caso dos analistas, cujas vagas são para o nível superior, a remuneração é de R$12.455,30. Também contando com o valor do salário base (R$5.189,71) e a Gratificação por Atividade Judiciária (GAJ) (R$ 7.265,59).

De acordo com os últimos dados disponibilizados no Portal de Transparência do TRE AL, o órgão conta, atualmente, com 15 vagas em aberto. Sendo duas para analista e 13 para técnicos.

Lembrando que o TRE AL não tem com concurso em validade para suprir essas vacâncias. Desse modo, o tribunal só poderá preencher essas vagas por meio da realização de um novo concurso.

Considerando que a autorização é para, apenas, sete vagas, a expectativa é que as demais oportunidades em aberto sejam preenchidas por aprovados em cadastro de reserva, ao longo do prazo de validade do concurso. Isso dependerá da liberação do TSE e de questões orçamentárias.

Resumo concurso TRE AL

  • Órgão: Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas
  • Cargos: técnico e analista
  • Requisitos: níveis médio e superior
  • Vagas: cinco
  • Salários: de R$7.591,37 a R$12.455,30

Botão com link para curso de preparação

Relembre o último concurso TRE AL

O Tribunal Regional Eleitoral de alagoas não realiza novo concurso desde 2009. Na época, foram oferecidas três vagas imediatas, além de oportunidades para cadastro de reserva, para a carreira de analista. 

Também havias chances para técnicos. Mas essas eram, somente, para formação de cadastro de reserva.

As vagas de analista foram distribuídas pelos cargos de analista judiciário sem especialidade (uma vaga), analista administrativo sem especialidade (CR), analista administrativo — Contabilidade (uma) e analista administrativo — Engenheiro Civil (uma).

Já as oportunidades para técnico eram destinadas a área Administrativa, sem especialidade. Os aprovados no concurso foram lotados em Cartórios Eleitorais do interior do estado, exceto o analista de Contabilidade, cuja lotação foi na secretaria do TRE-AL.

A organizadora do concurso foi a Fundação Carlos Chagas (FCC). Os candidatos foram avaliados por meio de uma prova objetiva e uma Redação, sendo esta última apenas para as vagas de analista.

A prova objetiva contou foi composta por 70 questões, distribuídas por itens de Conhecimentos Básicos e Específicos. A parte de Conhecimentos Básicos cobrou disciplinas de:

  • Português;
  • Noções de Informática;
  • Noções de Arquivologia, apenas para técnicos.

O concurso tinha validade de dois anos, prorrogáveis por igual período. O prazo foi encerrado em julho de 2014.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...