Concurso TJM MG 2021: sai edital para oficial e analista judiciário

Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais publica edital de novo concurso TJM MG para cargos da área de apoio. Veja os detalhes!

27/07/2021 18:39 | Atualizado: 02/08/2021 11:03

27/07/2021 18:39 | Atualizado: 02/08/2021 11:03

O Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais publicou nesta terça-feira, 27, edital do novo concurso TJM MG para área de apoio. Como adiantado por Folha Dirigida, a oferta é de 27 vagas imediatas mais cadastro de reserva para oficiais e analistas judiciários, cargos dos níveis médio e superior, respectivamente.

Quem tem ensino médio completo poderá se candidatar a oficial judiciário - especialidade oficial judiciário (21 vagas disponíveis) e oficial judiciário - especialidade oficial de justiça (cadastro de reserva). A remuneração, em ambos os casos, é de R$2.986,57.

Há uma vaga para oficial judiciário - especialidade assistente técnico de sistemas. Nesse caso, será necessário apresentar conclusão de curso de nível médio de escolaridade relacionado com a área de informática. Os ganhos também são de R$2.986,57.

No nível superior, o concurso TJM MG tem uma oportunidade para analista judiciário - especialidade analista judiciário, que exige graduação em Direito. 

Sede do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais
TJM MG realiza novo concurso com 27 vagas para área de apoio
(Foto: Divulgação)

Também estão abertas chances para analista nas especialidades de contador (uma vaga), analista de Tecnologia da Informação (duas vagas) e jornalista (uma vaga). Para se inscrever é necessário ter graduação na área e registro profissional. Os salários para os cargos de nível superior são de R$4.677,09. 

Há reserva de vagas para pessoas com deficiência e negros. Veja o resumo das vagas a seguir: 

Nível médio: 

  • 21 vagas de oficial judiciário - especialidade oficial judiciário;
  • Cadastro de reserva para oficial judiciário - especialidade oficial de justiça;
  • 1 vaga de oficial judiciário – assistente técnico de sistemas;

Nível superior: 

  • 1 vagas para analista judiciário - especialidade analista judiciário;
  • 1 vaga de analista judiciário – contador;
  • 2 vagas de analista judiciário – analista de Tecnologia da Informação;
  • 1 vaga de analista judiciário – jornalista.

Com a publicação do novo edital, a orientação é intensificar os estudos para as provas. 

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios para concursos? A Folha Cursos dispõe de videoaulas, material escrito e questões comentadas para te auxiliar no caminho até a posse. 

Confira os cursos para carreiras de tribunais e comece já sua preparação!

Concurso TJM MG: inscrições serão abertas em outubro

As inscrições ficarão abertas de 4 de outubro a 4 de novembro, pelo site do Instituto Consulplan , organizador do concurso. 

O primeiro passo será preencher o formulário com todos os dados solicitados. Em seguida, gerar o boleto e pagar a taxa de R$70 para cargos de nível médio e R$90 para nível superior. 

Somente membros de famílias de baixa renda e inscritos no programa CadÚnico poderão solicitar a isenção da taxa de inscrição. Para isso será necessário completar requerimento específico e enviar a documentação comprobatória de 4 a 6 de outubro, pelo portal do Instituto Consulplan. 

A análise dos pedidos de isenção da taxa de inscrição será divulgada até na data provável do dia 19 de outubro pela organização do concurso. 

Provas do concurso TJM MG estão marcadas para dezembro

Os candidatos do concurso TJM MG serão submetidos a provas objetivas e de redação, de caráter eliminatório e classificatório. A aplicação está marcada para o dia 5 de dezembro, no município de Belo Horizonte. 

Os exames serão compostos por 50 questões de múltipla escolha, distribuídas da seguinte forma: 

Oficial Judiciário (nível médio):

Oficial judiciário e oficial de justiça 

  • Língua Portuguesa - 25 questões;
  • Noções de Direito - 20 questões;
  • Noções de Informática - 5 questões.

Assistente técnico de Sistemas

  • Língua Portuguesa - 15 questões;
  • Noções de Direito - 10 questões;
  • Conhecimentos Específicos - 25 questões.

Analista judiciário (nível superior): 

Analista judiciário

  • Língua Portuguesa - 20 questões;
  • Noções de Informática - 5 questões;
  • Conhecimentos Específicos - 25 questões;

Contador e Jornalista

  • Língua Portuguesa - 15 questões;
  • Noções de Direito - 10 questões;
  • Noções de Informática - 5 questões;
  • Conhecimentos Específicos - 20 questões.

Analista de Tecnologia da Informação

  • Língua Portuguesa - 15 questões;
  • Noções de Direito - 10 questões;
  • Conhecimentos Específicos - 25 questões.

Os participantes ainda deverão desenvolver um texto dissertativo sobre tema contemporâneo. Apenas os concorrentes aprovados na objetiva terão as redações corrigidas. 

Será reprovado o candidato que não alcançar o mínimo de 50% do total de pontos da objetiva ou que tiver obtido nota zero em qualquer uma das disciplinas que compõem a prova.

O prazo de validade do concurso será de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período. Enquanto o resultado final estiver válido, será possível convocar aprovados para suprir a necessidade de novos servidores. 

Em janeiro de 2020, o TJM de Minas Gerais chegou a publicar o edital do concurso com 24 vagas. No entanto, em decorrência da pandemia do Coronavírus foi suspenso no mês de março do mesmo ano.

Em fevereiro de 2021, o órgão decidiu revogar o concurso para área de apoio. Em nota oficial, foi informado que a anulação foi por motivo de “conveniência administrativa”. A banca organizadora da seleção, na ocasião, era a Fumarc.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...