Concurso TJ-SP: Vunesp assina contrato para edital de cartórios

O Tribunal de Justiça de São Paulo formalizou a escolha da banca do concurso TJ-SP para cartórios.

30/10/2019 09:38 | Atualizado: 30/10/2019 12:33

30/10/2019 09:38 | Atualizado: 30/10/2019 12:33

Atenção, candidatos. O edital de abertura do concurso TJ-SP para cartórios está próximo de ser publicado. O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo assinou contrato com a banca organizadora, que será a Fundação Vunesp.

Este será o 12º concurso público de provas e títulos para outorga e delegações de notas e registros do Estado de São Paulo. O edital ainda não tem data definida para ser divulgado, mas isso não deve demorar para acontecer.

Isso porque a assinatura do contrato com a banca é uma das últimas etapas no processo de realização de um concurso, que antecede a publicação de edital. A divulgação do documento com todas as regras, agora, é questão de tempo.

O extrato do contrato com a banca foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico da última terça-feira, 29. O documento indica que a assinatura do contrato com a banca aconteceu no dia 11 deste mês.

(Foto: Divulgação)
Concurso TJ-SP terá a Vunesp como banca de notas e registros
(Foto: Divulgação)

A escolha pela Vunesp foi anunciada no dia 17 de outubro, também em publicação no Diário da Justiça Eletrônico. A banca será a responsável por publicar o edital completo, receber as inscrições e aplicar as provas.

A contratação da banca foi autorizada pelo presidente do órgão, Manoel de Queiroz Calças. Agora, as partes deverão se reunir para definir os últimos detalhes, como o cronograma da seleção.

Vunesp organizou os últimos concursos para cartórios

A escolha da Fundação Vunesp como banca de um concurso público do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo já virou tradição. Em 2016 e 2017 a banca também organizou os concursos para cartórios.

Para a próxima seleção, a autorização foi dada em março deste ano e a comissão organizadora foi formada logo em seguida. Os membros ficam responsáveis pelos preparativos internor e agiram na escolha da banca, também.

A previsão é para que a oferta de vagas seja duas oportunidades, sendo elas provimento e remoção. Para provimento, a exigência é ter bacharelado em Direito e exercício de dez anos na função, enquanto para remoção o requisito é ter titularidade de delegação do Estado de São Paulo por, pelo menos, dois anos.

As chances costumam ser distribuídas para os diversos cartórios de São Paulo, como os da capital, Jundiaí, Osasco, Santos, Embu das Artes, Presidente Prudente, Itanhaém, Votuporanga, entre outros.

O último concurso TJ-SP para cartórios somou 165 vagas, com as oportunidades distribuídas entre provimento e remoção. Foram registrados 10 mil inscritos para esta seleção.que foi realizada em várias etapas.

Os concorrentes passaram por provas objetiva, escrita, prática e oral e avaliação de títulos. Nas fases, os candidatos precisavam a responder questões, teóricas e práticas sobre as seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa;
  • Registros Públicos e Notorial;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Tributário;
  • Direito Civil;
  • Direito Processual Civil;
  • Direito Penal;
  • Direito Processual Penal;
  • Direito Comercial;
  • Conhecimentos Gerais.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

TJ-SP - 2020 - Notas e registros

SP
Não informado
Fund...
Não informado

Carregando...

Preparação