Concurso TJ RS: projeto que pode alterar escolaridade chega à AL-RS

O projeto do Plano de Carreiras dos Servidores que deve impactar na escolaridade do próximo concurso TJ RS foi entregue à AL RS. Entenda!

24/05/2021 18:38 | Atualizado: 26/05/2021 11:44

Por: Fernanda Gomes

24/05/2021 18:38 | Atualizado: 26/05/2021 11:44 - Por: Fernanda Gomes

Devendo impactar o próximo concurso TJ RS, o novo Plano de Carreira dos Servidores do Judiciário do Rio Grande do Sul já chegou à AL RS. 

De acordo com informações do governo do Rio Grande do Sul, o projeto estava previsto para ser entregue nesta segunda-feira, 24, às 15h, na Casa. 

A informação foi dada pelo Presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Voltaire de Lima Moraes, em visita ao governador na última sexta, 21. 

Segundo ele, para esta segunda, 24, estava prevista a realização da audiência com o Presidente da Assembleia Legislativa, Deputado Gabriel Souza, para a entrega do projeto do Plano de Carreira, que começará a sua tramitação no Parlamento.

Concurso TJ RS (Foto: Divulgação)
Concurso TJ RS deverá trazer vagas para nível superior
(Foto: Divulgação)

Entre as mudanças, é esperado que o projeto do plano de carreiras altere a escolaridade para o cargo de oficial, que passaria a exigir o nível superior em Direito, 

Esta mudança já foi aprovada pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça, no início de abril, e tem como último passo, antes de entrar em vigor, a aprovação também na Assembleia Legislativa do Rio Grande Sul. 

Projeto também foi entregue ao governador

Antes de ser encaminhado à AL RS, a cópia do projeto de carreiras foi entregue ao governador Eduardo Leite, pelo presidente do TJRS, em audiência realizada no Palácio Piratini, na sexta, 21.

Na ocasião, o desembargador Voltaire destacou que:

“a iniciativa irá promover uma profunda reestruturação no Poder Judiciário do Rio Grande do Sul, adequando os serviços à modernidade, para que possamos aperfeiçoar cada vez mais nossas atividades voltadas ao atendimento das demandas  da sociedade”.

O magistrado disse ainda que “é importante que o Governador conheça a proposta, sempre com o intuito da manutenção do necessário bom relacionamento institucional entre os Poderes e Instituições”,

Estude para concursos de Tribunais com a Folha Cursos!

Folha Cursos

Concurso TJ RS está previsto para sair a partir de julho

O concurso do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul para oficial está previsto para ter edital publicado a partir de julho. A informação foi confirmada pela Corregedoria-Geral da Justiça, por meio da Assessoria Especial, em março.

Em nota, o órgão afirma que a ideia do novo presidente da comissão, o juiz-corregedor Dr. Max Akira Senda de Brito, é abrir o concurso ainda este ano. 

Atualmente o concurso está na fase de escolha da banca organizadora. O Tribunal não divulgou se vai esperar a conclusão da tramitação do projeto para abrir a seleção e cobrar a graduação em Direito.

Mas é fato que isso é possível ocorrer, já que o edital está previsto para o segundo semestre e os tramites do plano de carreiras estão avançando.

Além da escolaridade, o novo PCCS também prevê a unificação da carreira de oficial. Atualmente, existem na estrutura do TJ RS: 

  • oficial de justiça classe O (que teve concurso no início de 2020); 
  • oficial de justiça PJ-H (previsto para o próximo edital); e 
  • oficial de justiça da Infância e da Juventude, PJ-H.

Esses três, segundo o novo PCCS proposto, serão incorporados em uma única carreira chamada oficial de justiça estadual

A previsão é que o concurso preencha 28 vagas, sendo 24 de oficial de justiça PJ-H e quatro de assistente social. A seleção é aguardada desde março do ano passado, quando foi autorizada pelo Conselho da Magistratura.

Para ingressar na carreira de assistente social judiciário é preciso ter o nível superior completo na área. O vencimento inicial atualmente é de R$6.912,07, mas os profissionais ainda recebem adicionais e gratificações, conforme na tabela a seguir.

O oficial ainda tem, no momento, o requisito de nível médio, mas com a tramitação do projeto de carreiras a exigência já deverá ser de nível superior no próximo edital. 

O vencimento básico dos oficiais é de R$4.712,55, mas esse ganho também é elevado com as gratificações, chegando ao R$9 mil.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...