Concurso TJ RJ: diretor estima 160 convocações a partir de outubro

Em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, o diretor de Gestão de Pessoas do TJ RJ falou sobre o concurso TJ RJ, convocações e benefícios.

04/03/2020 07:53 | Atualizado: 07/03/2020 14:53

Por: Bruna Somma

04/03/2020 07:53 | Atualizado: 07/03/2020 14:53 - Por: Bruna Somma

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro planeja as primeiras convocações de aprovados no concurso TJ RJ para outubro, logo após a homologação do resultado final. O prazo foi passado pelo diretor de Gestão de Pessoas do órgão, Gabriel Albuquerque, em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA.

Na conversa, Albuquerque abordou temas como provas, uso de cadastro de reserva, benefícios e plano de carreira. No final de fevereiro, o tribunal publicou edital de concurso com 160 vagas para técnicos e analistas judiciários. Os salários chegam a R$9 mil.

De acordo com o diretor, a ideia é que os 160 aprovados nas primeiras colocações sejam chamados de uma única vez para posse.

“As 160 vagas serão preenchidas de uma única vez. A homologação é um processo muito rápido, a convocação também. Eu imagino que, a gente conseguindo cumprir o cronograma que foi divulgado, espero que essa convocação saia logo depois do resultado final do concurso”, explicou Albuquerque.

Confira a entrevista com o diretor de Gestão de Pessoas do TJ RJ 

O quantitativo ofertado pelo curso é menor que a carência do tribunal, estimada em 2 mil cargos vagos. Questionado sobre essa diferença, o diretor de Gestão de Pessoas atribuiu ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF).

O Estado do Rio de Janeiro aderiu a esse regime, que só permite que os órgãos reponham as vagas que surgiram após setembro de 2017. Gabriel Albuquerque esclareceu que o tribunal realizou um estudo para chegar a uma oferta do concurso que fosse sustentável e estivesse em harmonia com as regras fiscais.

“Cada cargo que se vaga após a entrada do Estado no Regime pode, em tese, ser reposto. Claro que isso é submetido a vários critérios não só de conveniência e oportunidade como de possibilidade, seja financeira e administração de pessoal.  Cada vaga gera uma potencial reposição, não necessariamente uma reposição direta. Isso é submetido a administração e a presidência do tribunal”, detalhou o diretor.

Quer passar no concurso TJ RJ 2020? Saiba como!

Cadastro de reserva deve ser bem utilizado, diz diretor

Embora o concurso TJ RJ vise, inicialmente, ao preenchimento de 160 vagas, mais de 3.300 aprovados serão classificados e farão parte do cadastro de reserva. O diretor de Gestão de Pessoas do tribunal reforçou o desejo de chamar esses excedentes no decorrer do prazo de validade da seleção.

“O tribunal sempre utiliza do cadastro de reserva. Não faria nenhum sentido fazermos um concurso para apenas 160 pessoas. Mas isso dependerá das administrações que irão suceder a atual. Se analisarmos historicamente o tribunal faz uso do seu cadastro de reserva, de forma expressiva”, apontou.

Diretor de Gestão de Pessoas do TJ do Rio de Janeiro, Gabriel
Albuquerque (Foto: Adalberto Neto)

 

Ao assumir o TJ RJ, em 2019, o presidente Claudio de Mello Tavares se mostrou preocupado com o elevado número de aposentadorias no tribunal. Sobre isso, o diretor de Gestão de Pessoas disse que o órgão apresenta uma média de 20 a 25 saídas por mês.

“O tribunal tem um histórico de redução do quadro. O quadro de servidores vem diminuindo ao longo do tempo. E a administração do tribunal precisa ter um concurso válido para repor a mão de obra que se aposenta ou se exonera para que o serviço continue sendo prestado”, declarou.

Albuquerque destacou a diversidade de especialidades de analistas no concurso TJ RJ. Inclusive com áreas recém-criadas, como as de Tecnologia da Informação. Apesar disso, o diretor acredita que o maior número de convocações seja para técnico judiciário, de nível médio. Uma vez que é o que apresenta mais cargos.

“Se tiver que apontar uma tendência, como há mais cargos de técnico no tribunal, pode ser que haja (em relação a número) uma maior convocação de técnico e não exatamente proporcionalmente. Mas, eu acredito que essa convocação seja bastante pulverizada porque nós temos especialidades de analista que são tão específicas que tem sua própria demanda e necessidade de convocação”.

+ Concurso TJ RJ terá quase 3.300 aprovados em cadastro de reserva

Aprovados no concurso TJ RJ terão direito a benefícios

Além da remuneração, os aprovados no concurso TJ RJ terão direito a benefícios como auxílio-alimentação e auxílio-locomoção (pago por dia útil). Segundo o diretor de Gestão de Pessoas, existem outras verbas pagas eventualmente dependendo da situação pessoal do servidor, como é o caso do auxílio-educação.

“Todos os servidores também têm um bom plano de saúde, que em relação ao servidor é custeado 100% pelo tribunal. E em relação aos seus dependentes é custeado pelo servidor”, identificou.

Recentemente foi sancionada pelo governador Wilson Witzel a progressão por temporalidade para os servidores do TJ, em que os profissionais podem ascender na carreia a cada dois anos.

“Hoje, a promoção ocorre a cada dois anos, desde que o servidor cumpra alguns requisitos, compostos por horas de capacitação. O critério anterior dependia da vacância. Então, o servidor para evoluir na carreira precisava aguardar que outros que estivessem acima funcionalmente se aposentassem ou se exonerassem”, explicou Albuquerque.

Para ser promovido, o servidor precisa frequentar a Escola de Administração Judiciária, a Esaj, para se manter capacitado. Ao cumprir esses requisitos, se habilita a promoção. Os cursos têm cobrança de presença, conteúdo.

“A Esaj oferece capacitação para o servidor observando sua matriz de competência. Se o servidor é lotado em uma vara cível, orientamos que faça cursos voltados para essa competência”.

curso online para concurso TJ-RJ

Com as novas regras, hoje, um servidor que ingressa no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro sabe que em 22 anos chegará ao topo da carreira, com o aumento da remuneração.

“A intenção sempre foi evitar que o tribunal fosse uma Casa de passagem. A gente capacitava o servidor e ele acabava migrando para outro concurso. O objetivo dessas melhoras pontuais é tornar a carreira mais atrativa para que a gente tenha a retenção de bons servidores”.

+ O que pode ser cobrado em Direito Constitucional do concurso TJ RJ?

Lotação dos aprovados considera currículo e experiências

Após a convocação e posse, como ocorre a lotação dos aprovados no concurso? FOLHA DIRIGIDA levou essa pergunta ao diretor de Gestão de Pessoas do tribunal. De acordo com ele, o órgão sempre pede o currículo do candidato para analisar seu perfil.

“É claro que o tribunal tem interesse, observando a necessidade, de alocar a mão de obra em um local que se sinta confortável, porque isso vai fazer com que o servidor desempenhe melhor suas funções. Isso deságua no melhor serviço prestado à população”, assegurou.

A Diretoria Geral de Gestão de Pessoas faz a lotação dos servidores em segunda instância e no administrativo. Já Corregedoria Geral de Justiça faz a distribuição pelas comarcas, na Primeira Instância.

Logo após a posse, nada impede que um recém-contratado ocupe um cargo de chefia/comissionado em curto espaço de tempo.

“Eu conheço algumas pessoas que tomaram posse há pouco tempo e que estão assessorando desembargador, trabalhando em chefia de serventia. Isso pode acontecer, porque muitas vezes a bagagem que esse servidor trás de fora se mostra muito relevante para aquilo que o tribunal espera”.

+ Concurso TJ RJ: confira dicas de estudo para Direito Administrativo

Diretor prevê mais de 100 mil inscritos no concurso TJ RJ

Diante da oferta para níveis médio e superior, o diretor de Gestão de Pessoas acredita que o concurso TJ RJ atraia cerca de 100 mil candidatos. As inscrições do concurso TJ-RJ serão abertas no dia 9 de março. Os cadastros poderão ser feitos até 30 de março, pelo  site do Cebraspe (antigo Cespe/UnB) , banca organizadora.

A seleção será composta por provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos. A aplicação está marcada para o dia 21 de junho (antes era dia 7, mas houve retificação), em dois turnos.

Na parte da manhã, será a vez dos concorrentes a analista. Já no período da tarde, dos inscritos a técnico. Gabriel Albuquerque recomenda que os candidatos sejam persistentes, tenham disciplinas e treinem com muitas questões e provas anteriores.

“Recomendo que façam muitas questões, provas anteriores, acessem a página do Cebraspe e façam todas as provas dos concursos voltadas a área do tribunal.  A prova será de múltipla escolha, sem que uma errada anule uma certa. É uma prova tradicional, com conteúdo grande programático. Mas, é o que o tribunal espera dos candidatos. O Cebraspe é uma instituição muito séria e comprometida. Então, a gente espera que seja uma boa prova”, descreveu.

O diretor deixou a seguinte mensagem a todos que esperam ingressar no Tribunal de Justiça do Rio:

“Que venham com empenho, com vontade de servir a população. O tribunal é uma instituição muito séria que presta um serviço público muito relevante e vocês quando passarem para cá e tomarem posse encontrarão muito trabalho e pessoas comprometidas. O tribunal espera muito e precisa muito de vocês”.  

Resumo concurso TJ RJ 2020:

  • Órgão: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
  • Vagas: 160
  • Cargos: Técnico e analista judiciário
  • Remunerações: R$5.556,06 a R$9.972,05
  • Banca: Cebraspe
  • Inscrições: 9 a 30 de março
  • Provas: 21 de junho

Quer saber mais? Os assinantes da FOLHA DIRIGIDA podem conferir a entrevista completa a seguir. É preciso estar logado para ter acesso ao conteúdo!

Quer visualizar agora esse conteúdo?

Então não perca tempo e faça já a sua assinatura! Com ela você terá acesso a conteúdos exclusivos para assinantes sem anúncios. Planos a partir de R$3,99 por mês!

OU

Já possui uma conta?

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Newsletter

Sobre o concurso

Anulado / Suspenso

TJ-RJ - 2020 - servidores

RJ
Até R$8059,89
Fund...
160 vagas