Concurso TJ RJ: presidente confirma chamada de excedentes

Presidente do Tribunal de Justiça do Rio confirma chamadas além das 132 vagas imediatas do concurso TJ RJ. Saiba os detalhes!

21/10/2021 16:21 | Atualizado: 22/10/2021 09:54

21/10/2021 16:21 | Atualizado: 22/10/2021 09:54

Com a retomada do concurso TJ RJ, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro reduziu o número de vagas imediatas de 160 para 132.

O presidente do órgão, desembargador Henrique Figueira, explicou que esse quantitativo é apenas simbólico.

Em entrevista à Folha Dirigida, ele confirmou que mais aprovados serão convocados no decorrer do prazo de validade da seleção (de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois).

“O tribunal, historicamente, sempre chamou muito mais gente do que o número de vagas oferecidas. São poucas vagas agora no edital, mas certamente vão ser chamados muito mais do que os 70, 80, 100 cargos oferecidos inicialmente”, afirmou.

Uma das maiores reduções foi para técnico judiciário sem especialidade, cargo que exige apenas o ensino médio completo.

A oferta passou de 85 para dez vagas imediatas. “Mas, isso não significa que vamos chamar só dez pessoas em absoluto”, disse o presidente.

Figueira detalhou que a pandemia do Coronavírus demandou uma adequação na oferta do concurso para técnicos e analistas judiciários. Isso porque o tribunal, no momento, precisa de mais profissionais da área de Tecnologia.

Presidente do TJ RJ, desembargador Henrique Figueira, em discurso
Presidente do TJ RJ confirma a chamada de excedentes do
concurso para técnicos e analistas (Foto: Divulgação)

“Com a pandemia, nossa necessidade passou a ser outra. Nós vimos que precisávamos mais de técnico de informática do que qualquer outro tipo de profissional, para implementar, para valorizar o serviço tecnológico do tribunal”, apontou Figueira.

De acordo com o desembargador Henrique Figueira, o TJ do Rio de Janeiro tem déficit de cerca de 3 mil servidores. Ele pontuou que a intenção é reduzir grande parte dessa carência com os aprovados no concurso TJ RJ.

“O concurso é válido por dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois. Por bem, é preciso aproveitar ao máximo possível, por que as chances de fazer um concurso lá na frente podem não ser tão grandes assim por conta do Regime de Recuperação Fiscal e pela situação que o Estado se encontra”. 

Leia a entrevista na íntegra com o desembargador sobre o concurso TJ RJ!

Aposentadorias podem contribuir para mais chamadas

O presidente do TJ reconheceu que o crescente número de aposentadorias no tribunal pode contribuir para mais chamadas do concurso.

“Pode ser um fator que aumente a carência no tribunal e, como consequência, permita a possibilidade de chamarmos mais pessoas, mais aprovados para integrar o nosso quadro”. 

Segundo Henrique Figueira, a maior necessidade de servidores está na capital, Rio de Janeiro, em função do volume de trabalho. “Mas o interior também é muito carente”, pontuou.

Sobre as lotações dos aprovados, o presidente disse que os cargos sem especialidade irão trabalhar junto aos processos das varas, dos juizados.

“Já o com especialidade é aquele que tem uma função mais específica, como contador, assistente social, psicólogo e técnico de informática”. A intenção do presidente é iniciar as convocações o quanto antes. “A minha ideia é já começar a dar posse no início do ano, mais tardar, março”, afirmou.

O Tribunal de Justiça do Rio sempre teve o costume de chamar além das oportunidades imediatas. No último concurso para área de apoio, por exemplo, foram oferecidas 208 vagas (90 de técnico e 118 de analista).

Porém 1.047 aprovados foram chamados, sendo 732 técnicos judiciários e 315 analistas. Ou seja, cinco vezes mais do que a oferta inicial. O que deve se repetir no concurso atual.

Folha Cursos tem mentoria para o TJ RJ com professor Paulo Fernandes. Participe!

Concurso TJ RJ tem provas marcadas para dezembro

Os candidatos do concurso TJ RJ serão avaliados por provas objetivas. Apenas para o cargo de analista judiciário também será cobrada, no mesmo dia, uma prova discursiva. A aplicação está marcada para 5 de dezembro. 

Os exames objetivos serão realizados nas seguintes cidades: Angra dos Reis, Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, Rio de Janeiro, Teresópolis e Volta Redonda.

Ao todo, serão cobradas 60 questões, sendo 20 de Conhecimentos Gerais e 40 de Conhecimentos Específicos. 

Estude para o concurso TJ RJ

Na época que o concurso foi aberto pela primeira vez, entre fevereiro e março de 2020, muitas pessoas não conseguiram pagar a taxa de inscrição porque os bancos estavam fechados pelo lockdown. Por esse motivo, o tribunal resolveu reabrir as inscrições. 

Os cadastros puderam ser feitos até o dia 14 de outubro, pelo site do Cebraspe, organizador do concurso. O número de inscritos ainda não foi informado.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...