TCE RJ: Versão orgirinal de Lei Complementar poderá cair na prova

A Comissão do concurso TCE RJ levou em conta a decisão do STF, que declarou a Lei Complementar Estadual nº 124/2009 como inconstitucional. 

14/07/2020 09:15 | Atualizado: 14/07/2020 13:02

Por: Natalia Fuly

14/07/2020 09:15 | Atualizado: 14/07/2020 13:02 - Por: Natalia Fuly

A Comissão Organizadora do Concurso do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro anunciou que as provas da seleção TCE RJ poderão abordar a versão original da Lei Complementar Estadual nº 124/2009. 

Isso porque, recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF), por meio da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 4.191, declarou como inválido o texto dessa Lei Complementar, que alterava partes da Lei Orgânica do TCE RJ.

A decisão foi divulgada por meio de uma nota assinada pelo presidente da Comissão, Rodrigo Melo do Nascimento, publicada nesta segunda-feira, 13, no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), que organiza a seleção. 

A nota afirmou também que as atividades do concurso TCE RJ continuam suspensas, ainda em função da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus. 
 

TCE RJ: Versão orgirinal de Lei Complementar poderá cair na prova (Foto: Divulgação)
TCE RJ: Versão original de Lei Complementar poderá cair na prova
(Foto: Divulgação)


Seleção oferta 40 vagas para graduados com ganhos de até R$16,9 mil

concurso TCE RJ, promovido pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, oferta 40 vagas efetivas para a carreira de analista de controle externo, para candidatos de nível superior. 

As oportunidades da área de controle externo estão distribuídas entre as especialidades listadas na tabela a seguir. Há reserva de vagas para pessoas com deficiência, negros, índios e pessoas de baixa renda. Confira:

 

Analista de Controle Externo
EspecialidadeACPCDNIHip.Total
Ciências Contábeis61119
Controle Externo1112216
Direito51118
Tecnologia da Informação41117

AC = Ampla concorrência | PCD = Pessoa com deficiência | NI = Negros e índios | Hip. = Hipossuficientes

As exigências para entrar na disputa são ter nível superior completo na respectiva especialidade, exceto para a especialidade Controle Externo, para a qual podem concorrer formados em qualquer curso; e comprovar dois anos de prática profissional.

A experiência profissional requerida não precisa ser na mesma área de formação do candidato, nem é restrita a qualquer nível de escolaridade. Basta comprovar que já trabalhou na iniciativa privada ou no setor público.

Não serão consideradas práticas profissionais: tempo de estágio, de monitoria, de programa de residência acadêmica e profissional, de pesquisa de iniciação científica, de bolsa de estudo ou de prestação de serviços como voluntário. 
 


A remuneração inicial para a carreira de analista de controle externo é de R$13.708,81. Esse valor é composto por R$7.410,17 de salário-base e R$6.298,64 de gratificação de controle externo. Os selecionados receberão também alguns benefícios como: 

  • auxílio-alimentação de R$1.064,80
  • auxílio-saúde de R$726
  • auxílio-transporte de R$314,60 
  • auxílio-educação de R$1.174 

O auxílio-educação é dado a cada um dos dependentes, com limite de até três pessoas. Com esses acréscimos, os vencimentos podem chegar a R$16.998,21 no início da carreira. 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

TCE-RJ - 2020 - analista de controle externo

RJ
Até R$13708,81
Fund...
40 vagas