Concurso Saúde RS: governo anuncia 948 vagas para provimento

O Governo do Estado do Rio Grande do Sul anunciou novos concursos no estado, incluindo 948 vagas para Saúde.

15/01/2021 11:10 | Atualizado: 15/01/2021 11:11

15/01/2021 11:10 | Atualizado: 15/01/2021 11:11

O Governo do Estado do Rio Grande do Sul anunciou na última quinta-feira, 14, um plano de reposição de servidores em áreas estratégicas. Serão autorizadas 3.429 vagas para concursos públicos em diferentes áreas, além de 259 nomeações.

Do total de vagas, 948 serão destinadas à Secretaria de Saúde. Dessas, 750 serão para especialistas em Saúde e 198 para técnicos. 

De acordo com o texto divulgado pela setor de Comunicação do Governo do Rio Grande do Sul, o preenchimento desses quadros são necessários para ações e serviços executados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Além das vagas para Saúde, também serão autorizadas oportunidades para os seguntes cargos:

  • Secretaria de Educação: 1,5 mil vagas;
  • Procuradoria Geral do Estado (PGE): 19 vagas;
  • Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Fospa): 16 vagas;
  • Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul (Iprev): 72 vagas;
  • Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul (IPE Saúde): 98 vagas;
  • Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa): 10 vagas;
  • Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG): 676 vagas;

Já as nomeações serão para a Secretaria de Fazenda do Estado, que terá 220 novos servidores nomeados e para a Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), com 39 nomeações.

"A finalidade do Estado é prestar serviços para melhorar a vida das pessoas, cuidar das pessoas, especialmente daquelas mais vulneráveis. E o Estado faz muito disso, seja na saúde, na educação, na segurança e outras áreas, através dos servidores públicos. Por isso, vamos fazer novos concursos públicos e nomeações para repor quadros em serviços essenciais ao cidadão e em estruturas de apoio que garantam, no futuro planejamento, arrecadação, controle de gastos, gestão de despesas e apoio jurídico", afirmou o governador do estado,  Eduardo Leite, durante o anúncio.

As reposições e autorizações para novos concursos foram autorizadas pelo Grupo de Assessoramento Especial (GAE). Segundo o governador, a repercussão financeira será diluída por diversos anos. Leite disse, ainda, que as futuras nomeações dos concursos autorizados serão objeto de deliberações específicas à medida das necessidades e dos reflexos fiscais.

“A situação fiscal delicada do Rio Grande do Sul e a crise que enfrentamos neste momento exigem que essas decisões sejam avaliadas com senso de urgência, responsabilidade fiscal e planejamento de longo prazo para que o poder público siga em condições de cumprir sua missão."

Médico
Governo do RS não realiza concurso para Saúde desde 2014
(Foto: Divulgação)

SES RS conta com mais de 700 cargos vagos atualmente

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul não realiza concurso para a contratação de novos servidores desde 2014. A última chamada de aprovados dessa seleção ocorreu em 2018.

De acordo com dados divulgados pelo próprio governo, nos últimos cinco anos a Secretaria de Saúde do Estado teve 774 cargos vagos, decorrentes de aposentadorias, falecimentos e exonerações.

Atualmente, há 295 pedidos de aposentadorias aguardando deferimento e publicação. Diante disso, em breve a secretaria contará com 1.069 cargos vagos, que deverão ser repostos por meio da realização de concurso.

Isso porque se as vagas em aberto não forem preenchidas, poderá haver comprometimento do desenvolvimento regular das atribuições da secretaria. A SES também tem, atualmente, 143 cargos em contratação emergencial, que terão seu prazo de validade esgotado ainda em 2021.

Resumo do concurso SES RS

  • Órgão: Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul
  • Nº de vagas: 948, sendo 750 serão para especialistas em Saúde e 198 para técnicos
  • Cargos: especialistas em Saúde e  técnicos
  • Requisito: níveis médio, técnico e superior

Botão com link para Folha Cursos

Expectativa é que concurso tenham oferta de vagas semelhante a da seleção anterior

As especialidades para os cargos de especialistas e técnicos que serão contempladas no concurso ainda não foram especificadas. A expectativa é de que a oferta seja parecida com a do último concurso, realizado em 2014.

Naquele ano, foram oferecidas 1,5 mil vagas, para cargos de níveis médio, técnico e superior.  As oportunidades para o nível médio eram para a função de assistente em Saúde.

No nível técnico, havia chances para técnicos em Edificações, Enfermagem, Informática, Radiologia e Vigilância em Saúde.

Já para o nível superior, havia vagas para diferentes cargos. Entre eles: administrador, Analista de sistemas, arquiteto, arquivista, assessor jurídico, assistente social, analista em Políticas Públicas, bibliotecário, biólogo, contador, economista, enfermeiro e engenheiro (agrônomo, civil, de Alimentos, elétrico, com especialização em Saúde do Trabalhador, de Materiais, mecânico e químico).

Ainda foram oferecidas chances de estatístico, farmacêutico, físico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, jornalista e médico (auditor, cardiologista,
cirurgião, clínico geral, dermatologista, do Trabalho, endocrinologista, epidemiologista, gastroenterologista, geriatra, ginecologista e obstetra, hemoterapeuta, infectologista, intensivista, mastologista, nefrologista, neurologista, oftalmologista, oncologista, pediatra, pneumologista, psiquiatra, regulador, reumatologista, sanitarista, traumato-ortopedista).

E ainda: veterinário, nutricionista, odontólogo, pedagogo, psicólogo, químico, recreacionista, relações públicas, sanitarista, sociólogo e terapeuta ocupacional.

A organizadora da seleção foi a Fundação Fundatec. Os candidatos foram avaliados por meio de uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório.

O conteúdo da avaliação variou de acordo com o cargo pretendido. Para o nível médio, a prova foi composta pelas disciplinas de Língua Portuguesa (20), Informática (10), Raciocínio Lógico (10) e Legislação (30).

Para os níveis técnico e superior, a avaliação continha itens de Língua Portuguesa (10), Informática (cinco), Raciocínio Lógico (cinco), Legislação (30) e Conhecimentos Específicos (20). 

O concurso teve validade de dois anos, contados a partir da data de homologação. O prazo ainda foi prorrogado por mais dois anos. 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

Saúde RS - 2021 - especialista e técnico

RS
Não informado
Fund...
Não informado

Carregando...

Preparação