Cebraspe diz que está pronto para concurso Senado em 2020 ou 2021

Cebraspe revela com exclusividade à FOLHA DIRIGIDA que foi escolhido como organizador do novo concurso Senado com 40 vagas. Confira!

26/08/2020 15:58 | Atualizado: 27/08/2020 11:27

26/08/2020 15:58 | Atualizado: 27/08/2020 11:27

O Cebraspe (antigo Cespe/UnB) confirmou à FOLHA DIRIGIDA nesta quarta-feira, 26, que foi escolhido para organizar o novo concurso Senado. A definição ocorreu no mês de junho. Fundação Getulio Vargas e Idecan também estavam na disputa. 

A banca de Brasília informou, em nota, que está pronta para aplicar as provas do concurso este ano ou 2021, a depender da data estipulada pelo órgão. 

"O Cebraspe participou da audiência pública para o concurso do Senado Federal, apresentou proposta e a Comissão do Senado informou às bancas, em junho, de que o Cebraspe foi o vencedor, por técnica e por preço, e que encaminharia o resultado para a homologação das autoridades competentes do Senado. Estamos preparados para aplicar o certame (concurso) em 2020 ou em 2021, em qualquer data definida pelo Senado Federal", consta em nota enviada à reportagem. 

O Senado tem autorização para realizar concurso com 40 vagas para os níveis médio e superior, com remunerações de até R$34 mil mais benefícios.

A escolha da banca do concurso foi iniciada no mês de maio. Conforme informado pela Assessoria de Imprensa da Casa, foram recebidas propostas de oito instituições:

  • Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe);
  • Instituto Acesso de Ensino, Pesquisa, Avaliação, Seleção e Emprego;
  • Instituto AOCP;
  • Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC);
  • Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan);
  • Instituto Mais de Gestão e Desenvolvimento Social (Imais);
  • Fundação Getulio Vargas (FGV);
  • FUNRIO - Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e ao Hospital Universitário Gaffrée e Guinle da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Após a primeira análise, três bancas foram classificadas: Cebraspe, FGV e Idecan.

Então, foi feito um estudo de requisito jurídico, técnico e financeiro que levou a escolha do Cebraspe.

Senado Federal organiza novo concurso com 40 vagas para níveis médio e superior
Senado Federal organiza novo concurso com 40 vagas para
níveis médio e superior (Foto: Divulgação)

Em julho, FOLHA DIRIGIDA noticiou em primeira mão que o Cebraspe era a banca mais cotada para organizar o concurso Senado. A informação foi passada por fontes internas do órgão.  

A banca, inclusive, teve a maioria dos votos em enquete feita com os leitores da FOLHA DIRIGIDA, de 14 a 20 de julho. O Cebraspe (antigo Cespe/UnB) ficou na liderança com 65,8% dos votos

Em segundo lugar, ficou a FGV com 21,4%. O Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial (Idecan) ficou em terceiro com 12,8% na preferência dos leitores.

+ Quer passar em concursos públicos? Saiba como!
+ Concurso Senado: Alcolumbre suspende comissão que toca preparativos

Concurso Senado tem salário de R$20 mil para nível médio

Das 40 oportunidades autorizadas para o próximo concurso do Senado Federal, 24 serão para técnico legislativo na especialidade de policial legislativo. O cargo exige o ensino médio completo para inscrição e tem ganhos de R$20.410,07. 

A seleção também terá quatro vagas para advogado. Graduados em Direito poderão desfrutar de remunerações iniciais de R$34.443,96, se aprovados no concurso. 

Serão abertas ainda 12 chances para analista legislativo, em especialidades com exigência de nível superior em ramos específicos. Como Administração (duas), Arquivologia (uma), Assistência Social (uma), Contabilidade (uma), Enfermagem (uma). 

Além de Informática Legislativa (uma), Processo Legislativo (duas), Registro e Redação Parlamentar (uma), Engenharia do Trabalho (uma), Engenharia Eletrônica e Telecomunicações (uma). Nesse caso, os vencimentos atuais são de R$26.880,04.

Os valores das remunerações do Senado incluem o auxílio-alimentação de R$982,28, como podemos ver na tabela abaixo:

CarreirasVencimentoAuxílio-alimentaçãoRemuneração total
PolicialR$19.427,79R$982,28R$20.410,07
AnalistaR$25.897,76R$982,28R$26.880,04
AdvogadoR$33.461,68R$982,28R$34.443,96

 

Os aprovados no concurso Senado também recebem R$147,83 de auxílio-transporte, R$676 de assistência médica e odontológica, R$831,95 de assistência pré-escolar.

Eles ainda têm direito a exames periódicos e capacitações. Os servidores são contratados pelo regime estatutário, que garante a estabilidade empregatícia.

Resumo concurso Senado

  • Órgão: Senado Federal
  • Vagas: 40
  • Cargos: técnico legislativo, advogado e analista legislativo
  • Requisitos: níveis médio e superior
  • Taxas: R$194,57 (policial legislativo), R$258,97 (analista legislativo) e R$334,61 (advogado). 
  • Remunerações: R$20.410,07 a R$34.443,96
  • Banca: Cebraspe

Concurso Senado: cronograma do edital passa por revisão 

O cronograma para abertura do concurso Senado passa por revisão. Isso porque o presidente da Casa, Davi Alcolumbre, revogou a comissão responsável por tocar os preparativos do edital. 

A decisão foi justificada pela crise do Coronavírus e a possibilidade de alocação prioritária de recursos para adoção de medidas de prevenção e combate à pandemia.

No entanto, fontes ouvidas por FOLHA DIRIGIDA também apontam que a suspensão da comissão teve motivações políticas.

Pela pandemia e atual crise econômica, diversos órgãos reduziram gastos e postergaram a contratação de novos servidores. Na visão do policial legislativo do Senado, Júlio Pontes, a suspensão da comissão do concurso foi para mostrar que a Casa também está nessa linha de economia.

Ou seja, o Senado procura não ter gastos excedentes nesta época de pandemia. Um fator decisivo é a alta remuneração dos servidores do órgão.

“O concurso ia chamar muita atenção. Os salários do Senado são relativamente altos. Então, sair o concurso em um momento como esse talvez fosse negativo”, revela Júlio Pontes.

A decisão de revogar a comissão do concurso Senado foi do atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre. A gestão do parlamentar à frente do órgão termina em janeiro de 2021.

Dessa forma, fontes internas acreditam que o próximo edital do concurso só seja publicado na gestão do novo presidente do Senado.

“Como o mandato do presidente vai até final de janeiro, eu acredito que até janeiro não tenhamos notícias positivas sobre o concurso. Durante o mandato do Davi Alcolumbre, nada mais anda”, opinou o policial legislativo federal, Júlio Pontes.

Quem concorda com esse ponto de vista é o especialista em concursos, Leonardo Murga. Segundo ele, o Senado pode voltar com os trâmites do concurso em 2021.

“Possivelmente não teremos edital e provas em 2020, porém, em 2021 pode ser que isso retorne. O concurso de 2011, por exemplo, demorou um ano para acontecer após o previsto”, relembra Murga.

FOLHA DIRIGIDA está em contato com a Assessoria de Imprensa do Senado para um posicionamento oficial sobre a situação do concurso. O setor ainda não respondeu como fica a publicação do novo edital com a suspensão da comissão.

+ Concurso Senado: policial legislativo conta trajetória na carreira
+ Concurso Senado: dicas de Direito Penal e Processo Penal

Estrutura do novo concurso Senado já estava definida

FOLHA DIRIGIDA também teve acesso ao projeto básico do concurso Senado, que funciona como um espelho para o edital. O documento tem informações importantes, como cargos, vagas, estrutura de provas e disciplinas que serão cobradas.

De acordo com o projeto do edital, os concorrentes serão avaliados pelas seguintes etapas:

► Policial legislativo: prova objetiva; prova discursiva; exame de sanidade física e mental; teste de aptidão física; exame psicotécnico; sindicância de vida pregressa e investigação social; prova de títulos.

► Analista legislativo: prova objetiva; prova discursiva; prova prática (para especialidade de registro e redação parlamentar); prova de títulos.

► Advogado: prova objetiva; prova discursiva; prova oral; prova de títulos.

Os exames objetivos e discursivos serão aplicados em todas as capitais dos estados e no Distrito Federal. As demais fases ocorrerão somente na capital federal, inclusive a prova discursiva para o cargo de advogado.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

Senado Federal - 2021 - 40 vagas

DF...
Não informado
Fund...
Não informado

Carregando...