Cebraspe, FGV ou Idecan. Qual você prefere para o concurso Senado?

Qual banca organizadora você torce para assumir o concurso Senado? Vote em enquete da FOLHA DIRIGIDA.

14/07/2020 12:07 | Atualizado: 14/07/2020 15:16

14/07/2020 12:07 | Atualizado: 14/07/2020 15:16

Qual banca organizadora você torce para assumir o concurso Senado? Três instituições tiveram as suas propostas aprovadas na última semana. São elas: Cebraspe, Fundação Getulio Vargas (FGV) e Idecan. 

A comissão examinadora do Senado concluiu a análise das propostas técnicas recebidas de oito bancas interessadas. Depois do exame dos requisitos jurídicos, técnicos, econômico-financeiros e de regularidade fiscal e trabalhista, as três foram habilitadas. Mas e aí, qual delas é a sua preferida? Vote a seguir!

powered by Typeform

Em primeira enquete, Cebraspe foi o preferido

Em uma primeira enquete realizada pela FOLHA DIRIGIDA, questionando a opinião dos candidatos sobre a banca preferida, o Cebraspe foi o vencedor.

Em pesquisa realizada em dezembro de 2019, mais de 54% dos interessados no concurso do Senado apontaram a banca de Brasília como preferência.

A pesquisa foi realizada de 9 a 16 de dezembro com 730 leitores da FOLHA DIRIGIDA. A segunda banca foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV), com 24% dos votos para organização das provas. 

Participaram da pesquisa ainda sete outras bancas organizadoras do país, conquistando a seguinte porcentagem.

  • 9% - Fundação Cesgranrio;
  • 5,3% - Instituto AOCP;
  • 4% - Instituto Brasileiro de Formação e
  • 2,1% - Instituto Americano de Desenvolvimento;
  • 0,8% - Instituto de Desenvolvimento
  • 0,4% - Instituto Acess;
  • 0,3% - Instituto Acesso Público.

Resta saber para qual das três bancas que seguem na disputa irão os votos anteriormente dados às demais instituições.

Senado Federal prepara novo concurso com 40 vagas para níveis médio e superior
Senado Federal prepara novo concurso com 40 vagas para níveis médio
e superior (Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado)

Concurso Senado sai após pandemia

Em fase de escolha da banca organizadora, o novo concurso Senado está programado para ser aberto tão logo a pandemia do Coronavírus seja controlada no país. 

A seleção teve autorização publicada em outubro de 2019. No total, serão abertas 40 vagas para carreiras dos níveis médio e superior. Dessas oportunidades, 24 serão para técnico legislativo na especialidade de policial legislativo. O cargo exige o ensino médio completo e conta com salário de R$19.573,46. 

Serão disponibilizadas também quatro vagas para advogado. Nesse caso, o requisito é o nível superior em Direito. Os ganhos iniciais são de R$33.003,05. 

A seleção terá 12 chances disponíveis para analista legislativo, em especialidades, com exigência de nível superior em ramos específicos. Como Administração (duas), Arquivologia (uma), Assistência Social (uma), Contabilidade (uma), Enfermagem (uma). 


Háverá vagas ainda nas áreas de Informática Legislativa (uma), Processo Legislativo (duas), Registro e Redação Parlamentar (uma), Engenharia do Trabalho (uma), Engenharia Eletrônica e Telecomunicações (uma).

As remunerações, nesse último caso, são de R$25.764,85. Os servidores do Senado Federal têm direito a gratificações e R$982,28 de auxílio-alimentação (já incluso nos valores acima). 

Os servidores têm direito ainda a R$147,83 de auxílio-transporte, R$676 de assistência médica e odontológica, R$831,95 de assistência pré-escolar, exames periódicos e capacitações. 

Resumo concurso Senado 2020

  • Órgão: Senado Federal
  • Vagas: 40
  • Cargos: técnico legislativo, advogado e analista legislativo
  • Requisitos: níveis médio e superior
  • Banca: em definição

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

Senado Federal - 2021 - 40 vagas

DF...
Não informado
Fund...
Não informado