Concurso Sefaz ES depende do controle da pandemia. Entenda!

A pandemia tem afetado inúmeras seleções, incluindo o concurso Sefaz ES, que deve ter o edital publicado somente com o controle da Covid-19.

29/03/2021 10:18 | Atualizado: 29/03/2021 11:25

Por: Juliana Goes

29/03/2021 10:18 | Atualizado: 29/03/2021 11:25 - Por: Juliana Goes

O edital do concurso Sefaz ES deve ser publicado somente após a redução de casos e mortes por Covid-19 no estado. Segundo fontes ligadas à Secretaria da Fazenda do Espírito Santo, a pandemia tem atrasado o andamento da seleção.

O processo de contratação da banca organizadora, a Fundação Getulio Vargas (FGV), ainda precisa da publicação do extrato do contrato no Diário Oficial do Estado.

No entanto, segundo fontes, não há qualquer impedimento do governo sobre o concurso. Desta forma, apenas o agravamento da pandemia no Espírito Santo tem atrasado o andamento da seleção.

Com o controle da situação, o concurso Sefaz ES será aberto. No entanto, sem uma previsão, é possível que o cronograma de provas também mude.

Segundo o presidente da comissão do concurso, Leandro Kuster, com o edital em fevereiro, as provas ocorreriam ainda neste primeiro semestre. Com o atraso, é possível que esse calendário seja alterado.

"Assim que sair o edital, provavelmente de dois a três meses será a realização da prova", disse o presidente em dezembro de 2020.

Ao todo, são esperadas 50 vagas para a carreira de auditor-fiscal, que exigirá dos candidatos o nível superior em qualquer área. Os aprovados terão um salário inicial de R$12.492, podendo chegar a R$23.767,40 com as progressões.

Prepare-se para o concurso Sefaz ES com a Folha Cursos

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

Comissão fala sobre o concurso Sefaz ES

Em dezembro, Folha Dirigida questionou a comissão organizadora sobre os cuidados para a realização das etapas diante da pandemia. Segundo o presidente da comissão, essas medidas foram abordadas no projeto básico do edital.

"A gente exigiu que a instituição que fosse contratada mantivesse todas as normas de segurança determinadas pela Secretaria de Saúde. Então foi feito todo um cronograma e metodologia de como será aplicada (a prova)", disse Leandro Kuster.

Segundo ele, são esperados cerca de 11 mil candidatos para o concurso Sefaz ES. Os aprovados na seleção poderão escolher a região em que irão atuar, de acordo com a classificação obtida na seleção.

"A partir da classificação, o candidato (aprovado) poderá escolher o local em que ele ficará alocado. A gente tem vagas em várias áreas, sendo a grande maioria na capital", adiantou o presidente da comissão.

Uma outra novidade também foi revelada pelo presidente. De acordo com ele, o edital terá um cadastro de reserva, que poderá ser usado ao longo do prazo de validade da seleção, que será de dois anos, podendo chegar a quatro.

"Haverá uma limitação no cadastro reserva, a pessoa que não passar nessa limitação será excluída do concurso", disse o presidente da comissão.

Em relação à nomeação dos aprovados, Leandro Kuster adiantou que as chamadas são urgentes, mas dependem do Governo do Espírito Santo.

"A gente sabe que a competência de nomear é do governador, mas acreditamos que, logo após a homologação, teremos a nomeação de pelo menos os 50 aprovados no concurso", revelou o presidente da comissão.

enlightenedSaiba como se preparar para o concurso Sefaz ES 2021

Concurso Sefaz ES segue previsto (Foto: Divulgação/ Assessoria de Imprensa)
Concurso Sefaz ES está previsto
(Foto: Divulgação/ Assessoria de Imprensa)

Resumo do concurso

  • Órgão: Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo (Sefaz ES)
  • Cargos: auditor fiscal
  • Vagas: 50
  • Requisito: nível superior
  • Banca: Fundação Getulio Vargas (FGV)
  • Remuneração: entre R$12.492,19 e R$23.767,40
  • Previsão de edital: 2021

 

Concurso Sefaz ES terá três etapas

Em entrevista à Folha Dirigida em dezembro, o presidente da comissão confirmou ainda as etapas do concurso Sefaz ES. Serão elas:

  • provas objetivas;
  • discursivas; e
  • de títulos.

As avaliações escritas estão previstas para um único dia (em um domingo), em dois turnos, preferencialmente, na cidade de Vitória (ES).

"A gente vai ter prova de conhecimentos gerais e específicos (objetivas) e discursiva. A prova de títulos é obrigatória pela Lei Complementar 46", revelou o presidente da comissão.

Em relação aos estudos com base nos últimos editais, Leandro Kuster avaliou que há muitas mudanças nos últimos anos. Por isso, ele recomenda que os candidatos estudem as matérias básicas para a área Fiscal.

"Dê preferência para aquelas disciplinas que você tem certeza que vão cair. Por exemplo, Direito Tributário, tenho certeza que vai cair, Contabilidade. Deixe outras matérias, como Inglês e Direito Internacional, que podem cair ou não, para depois", indicou.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...