Concurso Sefaz ES 2021: tudo sobre a carreira de auditor fiscal

Com edital previsto para fevereiro deste ano, com 50 vagas, saiba tudo sobre a carreira de auditor fiscal do concurso Sefaz ES 2021.

18/01/2021 13:30 | Atualizado: 09/02/2021 12:07

18/01/2021 13:30 | Atualizado: 09/02/2021 12:07

O edital do concurso Sefaz ES, com 50 vagas para a carreira de auditor fiscal, está previsto para fevereiro. No momento, o processo de contratação da banca, a Fundação Getulio Vargas (FGV), está em análise na Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Somente com a divulgação do contrato, o edital poderá ser publicado.

"Assim que a avaliação for concluída, a comissão organizadora do concurso irá dar sequência às atividades", disse a Sefaz ES no último dia 12.

Para aqueles que sonham em ingressar na Secretaria de Fazenda do Espírito Santo, Folha Dirigida traz abaixo tudo sobre a carreira de auditor fiscal. Confira!

enlightenedSaiba como se preparar para o concurso Sefaz ES 2021

♦ Requisitos

Para concorrer ao cargo de auditor fiscal, os candidatos precisam ter o nível superior em qualquer área, desde que o diploma seja fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

♦ Remuneração

A remuneração inicial do auditor fiscal será de R$12.492, podendo chegar a R$23.767,40 com as progressões. Outros benefícios poderão ser oferecidos, mas estes ainda não foram revelados.

♦ Atribuições do cargo

O auditor fiscal do Espírito Santo terá diversas atribuições, como proceder com auditorias tributária e não tributária; vistoria e apreensão de mercadorias; e requisitar informações relacionadas aos bens, direitos, negócios ou atividades de contribuintes e de terceiros, além de:

  • atuar nas atividades relacionadas ao cadastro e à arrecadação das receitas estaduais;
  • atuar nas atividades de coordenação, orientação e controle dos agentes arrecadadores;
  • realizar diligência administrativa fiscal; e
  • praticar quaisquer atos administrativos que tenham por objetivo salvaguardar os interesses da Fazenda Pública Estadual.

♦ Etapas do concurso

Com base nos últimos concursos para a carreira, é possível iniciar os estudos para o próximo edital. A última seleção ocorreu em 2013 e teve o Cebraspe como banca.

Na ocasião, os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, além da avaliação de títulos. 

O exame de múltipla escolha, por exemplo, foi composto por 100 questões, sendo elas de:

Conhecimentos Básicos (70 questões)

  • Língua Portuguesa;
  • Língua Inglesa;
  • Atualidades;
  • Matemática Financeira;
  • Estatística;
  • Raciocínio Lógico;
  • Noções de Direito Administrativo;
  • Direito Penal;
  • Noções de Direito Internacional;
  • Noções de Direito Civil; e
  • Conhecimentos de Informática.

Conhecimentos Específicos (30 questões)

  • Direito Tributário;
  • Direito Constitucional;
  • Legislação Tributária;
  • Contabilidade Geral; Avançada; e de Custos.
Concurso Sefaz ES segue previsto para fevereiro (Foto: Divulgação/ Assessoria de Imprensa)
Concurso Sefaz ES segue previsto para fevereiro
(Foto: Divulgação/ Assessoria de Imprensa)

 

Resumo do concurso

  • Órgão: Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo (Sefaz ES)
  • Cargos: auditor fiscal
  • Vagas: 50
  • Requisito: nível superior
  • Banca: Fundação Getulio Vargas (FGV)
  • Remuneração: entre R$12.492,19 e R$23.767,40
  • Previsão de edital: primeiro semestre de 2021 

Comissão revela detalhes do concurso Sefaz ES

Em meio à pandemia do novo Coronavírus, Folha Dirigida questionou a comissão organizadora sobre os cuidados para a realização das etapas. Segundo o presidente da comissão, Leandro Kuster, essas medidas foram abordadas no projeto básico do edital.

"A gente exigiu que a instituição que fosse contratada mantivesse todas as normas de segurança determinadas pela Secretaria de Saúde. Então foi feito todo um cronograma e metodologia de como será aplicada (a prova)", disse o presidente da comissão.

Com a previsão de abertura da seleção para fevereiro, as provas podem ser realizadas ainda neste primeiro semestre.

"Pelo nosso cronograma, a prova deve ser realizada ainda no primeiro semestre de 2021. Então, assim que sair o edital, provavelmente de dois a três meses será a realização da prova", disse o presidente da comissão.

Ao todo, são esperados cerca de 11 mil candidatos para o concurso Sefaz ES. Os aprovados na seleção poderão escolher a região em que irão atuar, de acordo com a classificação obtida na seleção.

"A partir da classificação, o candidato (aprovado) poderá escolher o local em que ele ficará alocado. A gente tem vagas em várias áreas, sendo a grande maioria na capital", adiantou Kuster.

Uma outra novidade para aqueles que se preparam para o concurso Sefaz ES foi revelada por Leandro Kuster.

Segundo ele, o edital terá um cadastro de reserva, que poderá ser usado ao longo do prazo de validade da seleção, que será de dois anos, podendo chegar a quatro anos.

"Haverá uma limitação no cadastro reserva, a pessoa que não passar nessa limitação será excluída do concurso", disse.

Em relação à nomeação dos aprovados, o presidente adiantou que as chamadas são urgentes, mas dependem do Governo do Espírito Santo.

"A gente sabe que a competência de nomear é do governador, mas acreditamos que, logo após a homologação, teremos a nomeação de pelo menos os 50 aprovados no concurso", revelou.

Estude para o concurso Sefaz ES com a Folha Cursos! 

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

Concurso Sefaz ES terá três etapas

Em entrevista à Folha Dirigida, em dezembro, Leandro Kuster confirmou que os candidatos do concurso Sefaz ES serão avaliados por meio de três etapas, sendo elas:

  • provas objetivas;
  • discursivas; e
  • de títulos.

As avaliações escritas estão previstas para um único dia (em um domingo), em dois turnos, preferencialmente, na cidade de Vitória-ES.

"A gente vai ter prova de conhecimentos gerais e específicos (objetivas) e discursiva. A prova de títulos é obrigatória pela Lei Complementar 46", revelou o presidente da comissão.

Em relação aos estudos com base nos últimos editais, Leandro Kuster avaliou que há muitas mudanças nos últimos anos. Por isso, ele recomenda que os candidatos estudem as matérias básicas para a área Fiscal.

"Dê preferência para aquelas disciplinas que você tem certeza que vão cair. Por exemplo, Direito Tributário, tenho certeza que vai cair, Contabilidade. Deixe outras matérias, como Inglês e Direito Internacional, que podem cair ou não, para depois", indicou.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...