Concurso Sefaz ES tem pelo menos três bancas na disputa

O concurso Sefaz ES, com 50 vagas de auditor-fiscal, já conta com propostas de três bancas organizadoras, que aguardam um parecer do órgão.

20/11/2020 15:25 | Atualizado: 20/11/2020 15:30

20/11/2020 15:25 | Atualizado: 20/11/2020 15:30

A Secretaria de Fazenda do Espírito Santo já recebeu as propostas das bancas organizadoras que estão interessadas no concurso Sefaz ES. Pelo menos três empresas estão na disputa, sendo elas:

  • Fundação Getulio Vargas (FGV);
  • Fundação Carlos Chagas (FCC); e
  • Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

A informação foi dada pelo Gran Cursos Online na última quinta-feira, 19, após consulta a um processo interno da Sefaz ES.

Nesta sexta, 20, Folha Dirigida entrou em contato com o órgão. A Secretaria, no entanto, não confirma e não nega a informação sobre as bancas organizadoras.

Ainda segundo a pasta, o presidente da comissão organizadora, Leandro Kuster, deve se reunir com a chefia da Sefaz ES antes de anunciar mais detalhes sobre o processo de escolha da banca do concurso.

Concurso Sefaz ES tem bancas na disputa (Foto: Comunicação Sefaz)
Concurso Sefaz ES tem três bancas na disputa
(Foto: Comunicação Sefaz)

 

seleção da Sefaz ES está prevista no orçamento do estado para 2021, conforme Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) enviado, em setembro, à Assembleia Legislativa.

O documento prevê a realização de cinco concursos públicos em 2021, entre eles o da Secretaria de Fazenda do Espírito Santo.

Como o concurso foi autorizado pelo governador Renato Casagrande, em julho, resta apenas a aprovação do orçamento, na Casa Legislativa, para que tudo ocorra dentro do previsto.

Ao todo, a seleção contará com 50 vagas para a carreira de auditor-fiscal, cargo destinado a quem possui o nível superior em qualquer área.

Os aprovados terão um salário inicial de R$12.492, podendo chegar a R$23.767,40 com as progressões.

Concurso Sefaz ES pode ter banca ainda em 2020

Em entrevista à Folha Dirigida, em setembro, Leandro Kuster esclareceu que a comissão vinha se reunido para elaborar o termo de referência.

O documento é usado no processo de escolha da banca, que deve ser concluído ainda este ano.

"Estamos trabalhando para que a contratação da banca seja feita ainda em 2020, com previsão de edital para o primeiro semestre de 2021. A gente sabe que estamos vivendo o problema da pandemia, mas, pelo nosso cronograma, banca em 2020 e edital no primeiro semestre", disse.

Ainda segundo o presidente da comissão, não é possível confirmar as etapas da seleção. No entanto, provas objetivas e de títulos estão previstas.

Por outro lado, a comissão também trabalha com a possibilidade de aplicar provas discursivas.

"A prova discursiva ainda está em discussão. Nos dois últimos concursos da Fazenda caíram provas discursivas. Mas, em relação à prova de títulos, a Lei Complementar 46 exige, então ela está prevista no edital, mas a pontuação ainda será determinada pela comissão", explicou. 

Sobre as disciplinas que serão cobradas, o presidente deu algumas dicas.

"Não tem como um concurso público não cobrar Português, Contabilidade, Direito Tributário, Constitucional e Administrativo. Essas são matérias básicas, que caem em todos os concursos de todo fisco, tanto federal, estadual e municipal", indicou.

Cadastro de reserva poderá ser usado

Uma outra novidade para aqueles que se preparam para o concurso Sefaz ES foi revelada pelo presidente da comissão em entrevista à Folha Dirigida. Segundo ele, é quase certo que o edital tenha um cadastro de reserva. 

"A princípio, nós temos autorização de 50 vagas, é possível que o edital venha com um cadastro de reserva, isso ainda não está definido, estamos fazendo reuniões. Mas, tendo em vista a necessidade de pessoal, acreditamos que o edital venha com o cadastro de reserva. E é bem possível que, durante a validade do concurso, sejam nomeados outros colegas", disse o presidente.

Desta forma, até 331 candidatos poderão ser aprovados e convocados. Isso porque, atualmente, esse é o número de cargos vagos na Secretaria de Fazenda do Espírito Santo.

"A Lei Complementar 737 prevê 580 vagas para auditores fiscais, e, dessas 580, hoje nós temos apenas 249 preenchidas", diz o presidente.

Resumo do concurso

  • Órgão: Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo (Sefaz ES)
  • Cargos: auditor fiscal
  • Vagas: 50
  • Requisito: nível superior
  • Banca: a definir
  • Remuneração: entre R$12.492,19 e R$23.767,40
  • Previsão de edital: primeiro semestre de 2021 

Último edital foi publicado há sete anos

último concurso Sefaz ES ocorreu há sete anos, em 2013. A seleção ficou válida por dois anos e foi prorrogada por igual período, expirando em dezembro de 2017.

Na época, foram oferecidas 16 vagas para a carreira, com previsão de formação de cadastro de reserva. 

remuneração inicial era de R$9.645,26, para jornada de 40 horas. O regime de contratação foi o estatutário, que garantiu a estabilidade do servidor.

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

A banca organizadora do último concurso foi o Cebraspe (antigo Cespe/UnB). Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e discursivas.

O exame de múltipla escolha contou com 100 questões, sendo 70 de Conhecimentos Básicos e 30 de Conhecimentos Específicos.

Os aprovados nessas etapas ainda foram submetidos a uma análise de títulos. Os candidatos classificados foram convocados durante o prazo de validade da seleção, que foi de dois anos, cabendo prorrogação por igual período.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Newsletter

Sobre o concurso

Previsto

Sefaz-ES - 2020 - Auditor Fiscal

ES
Não informado
Fund...
Não informado

Preparação