Concurso Seduc RS: saiba como foram as provas anteriores

Saiba como foram as provas do último concurso Seduc RS para professores. Novo edital está previsto e vai oferecer 1,5 mil vagas.

18/02/2021 13:15 | Atualizado: 18/02/2021 13:18

18/02/2021 13:15 | Atualizado: 18/02/2021 13:18

Já está confirmado o novo concurso Seduc RS para preencher vagas no magistério e, aos interessados, uma referência de preparação são as provas anteriores. Aplicados em 2013, os exames foram elaborados e organizados pela Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH).

Assim como previsto para o novo edital, a seleção de 2013 preencheu vagas na carreira de professor em diversas especialidades. Foram concorridas 10 mil vagas, tanto para graduados quanto para pessoas com formação de nível médio na modalidade Normal. 

As chances foram para todo o estado em diversas áreas, como Linguagens e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e Educação Básica.

Os candidatos do concurso Seduc RS 2013 foram avaliados por meio de duas etapas: 

  • prova objetiva, de caráter eliminatório; e 
  • prova de títulos, de caráter classificatório.

Confira o edital anterior:

Edital Bombeiros TO

Saiba como foram as provas anteriores do concurso Seduc RS 

Todos os candidatos do edital anterior foram submetidos à prova objetiva. O exame compreendeu 60 questões de múltipla escolha, sendo que elas foram divididas em dois módulos. 

Um módulo abrangia questões de Língua Portuguesa, Conhecimentos Pedagógicos e Legislação da Educação. E outro abordou questões relativas a área de conhecimento e habilitação específica do professor.

Exceto aos candidatos na Educação Indígena, cujas provas abordaram Língua Portuguesa, Conhecimentos da Legislação da Educação Indígena e Língua Guarani e Língua Kaingang.

A composição desses módulos variava de acordo com a especialidade da vaga, conforme listado a seguir.

⇒ Professor Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio

1º módulo: dez questões de Língua Portuguesa, 15 questões de Conhecimentos Pedagógicos e dez questões de Legislação da Educação;
2º módulo: 15 questões de conhecimentos da área e dez questões da Habilitação do professor.

⇒ Professor Anos Iniciais do Ensino Fundamental e da Educação Especial

1º módulo: dez questões de Língua Portuguesa, dez de Conhecimentos Pedagógicos e cinco de Legislação;
2º módulo: 35 questões  da área de conhecimento e habilitação do professor.

⇒ Professor da Educação Profissional

1º módulo: dez questões de Língua Portuguesa, 15 de Conhecimentos Pedagógicos e dez de Legislação;
2º módulo: dez questões da área de conhecimento e 15 no Eixo Tecnológico da habilitação do professor.

⇒ Professor da Educação Indígena - Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio

1º módulo: cinco questões de Língua Portuguesa, cinco de conhecimentos da Língua Indígena Kaingang, 15 questões de Conhecimentos
Pedagógicos da modalidade Educação Escolar Indígena e dez de Legislação da Educação Indígena;
2º módulo: 25 questões de conhecimentos da área.

Para as demais vagas na Educação Indígena a prova compreendeu apenas um módulo, composto por 60 questões:

⇒ Professor da Educação Indígena - Anos Iniciais do Ensino Fundamental / Língua Guarani

  • 25 questões de proficiência na Língua Guarani e conhecimentos da Língua Portuguesa, 25 questões de Conhecimentos Pedagógicos da modalidade Educação Escolar Indígena e dez questões de Legislação da Educação Indígena.

⇒ Professor da Educação Indígena - Anos Iniciais do Ensino Fundamental / Língua Kaingang

  • 25 questões de proficiência em Língua Kaingang e conhecimentos de Língua Portuguesa, 25 questões de Conhecimentos Pedagógicos da modalidade Educação Escolar Indígena e dez questões de Legislação da Educação Indígena.

⇒ Professor da Educação Indígena - Anos Iniciais do Ensino Fundamental / Língua Portuguesa com conhecimento de Língua
Kaingang

  • 25 questões de proficiência em Língua Portuguesa e conhecimentos de Língua Kaingang, 25 questões de Conhecimentos Pedagógicos da modalidade Educação Escolar Indígena e dez questões de Legislação da Educação Indígena.

Folha Cursos pode te ajudar na preparação para concursos:

Folha Cursos

A prova objetiva foi avaliada na escala de 0 a 100, equivalendo a 80% da nota final no concurso. Já a etapa seguinte, de análise de títulos, também avaliada na escala de 0 a 100, correspondeu a 20% da nota total.

Para ser aprovado, os candidatos precisaram alcançar o percentual mínimo de 60% do total das questões de cada um dos módulos que compuseram a prova objetiva. Quem não acertou esse percentual, foi automaticamente eliminado. 

O exame foi aplicado em vários municípios, com duração total de quatro horas. A tabela detalhada com a composição de cada prova pode ser consultada no anexo 8 do edital anterior

Aqueles que foram aprovados nesta etapa tiveram os títulos avaliados pela banca. Mas essa segunda avaliação foi apenas classificatória, ou seja, quem tinha mais títulos, ficou mais bem classificado no resultado final.

Resumo concurso Seduc RS 2021 

  • Vagas: 1.500
  • Cargos: professor
  • Remuneração: a partir de R$2.168,32

Concurso Seduc RS tem autorização para 1,5 mil vagas

O novo concurso para a Educação gaúcha foi confirmado no início de janeiro pelo governador, Eduardo Leite, no mesmo dia em que ele anunciou o planejamento do estado para contratar mais de 3 mil servidores este ano.

Entre eles, 1.500 serão novos professores estaduais. Ainda não se sabe, contudo, quando o edital será publicado.

Os professores do magistério gaúcho atualmente possuem vencimentos iniciais de até R$2.168,32. Mas em alguns casos, como os professores das séries finais, o salário é pago por hora/aula, indo até R$75,76 h/a.

Dependendo da especialidade, a vaga pode exigir o curso Normal de nível médio ou a graduação com licenciatura plena. Mas as áreas que serão contempladas no edital ainda não foram divulgadas.

Concurso Seduc RS 2021
Concurso Seduc RS 2021 deve seguir moldes semelhantes ao edital anterior
(Foto: Divulgação/ Seduc RS)

Apesar da oferta atrativa de vagas no novo concurso Seduc RS, ela ainda não agrada a categoria, que promete lutar pela ampliação desse número e pela inclusão de outras carreiras no edital. 

A pauta foi levantada em reunião do Conselho Geral do Cpers, o maior sindicato representante dos trabalhadores da Educação do Rio Grande do Sul. A entidade quer um concurso para servidores de escola também seja autorizado.

Além de pedir mais vagas, o Cpers também destaca que há urgência na realização de concurso público para funcionários da área de apoio em todos os cargos. A ampliação da oferta, porém, depende do aval do Poder Executivo. 

Para servidores do quadro de apoio das escolas, o concurso anterior foi realizado em 2014 e teve oferta de 1.393 vagas, além de formação de cadastro de reserva. As oportunidades foram em cargos de níveis médio e técnico.

As chances eram para agente educacional I - técnico em Nutrição (240 vagas), agente educacional II - assistente financeiro (270), Administração Escolar (354), Interação com o Educando (339), técnico em Informática (114) e tradutor e intérprete de Língua de Sinais - Libras (76). 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

Seduc-RS - 2021 - professor

RS
Não informado
Fund...
Não informado

Carregando...