Concurso SEDF: suposto edital vaza e secretaria nega veracidade
Secretaria de Educação diz que suposto edital do concurso SEDF disponibilizado nas redes sociais é falso. Entenda o caso!
21/06/2022 10:34 | Atualizado: 21/06/2022 11:53
21/06/2022 10:34 | Atualizado: 21/06/2022 11:53

Um suposto edital do concurso para efetivos da Secretaria de Educação do Distrito Federal foi disponibilizado nas redes sociais na segunda-feira, 20. A pasta divulgou uma nota para informar que o documento é falso. 

De acordo com a secretaria, o edital oficial sairá no Diário Oficial do Distrito Federal, único meio de comunicação para esses fins. Em contato com a Folha Dirigida, a SEDF afirmou que o prazo para publicação é até julho.  

Confira a nota da SEDF sobre o suposto edital:

“O verdadeiro edital encontra-se ainda em construção, sendo documento restrito de tramitação exclusiva entre o Instituto Quadrix e a comissão responsável pela realização do certame.

O falso texto divulgado baseia-se em uma coleção de recortes com alguns trechos do Projeto Básico, que é o documento norteador para qualquer edital e, ainda, alguns trechos do edital 23, referente ao concurso de 2016.

Salienta-se que o Projeto Básico é documento público que norteia a escolha da banca e se encontra no próprio site da SEDF, a fim de garantir a transparência do procedimento.

Esta Secretaria repudia todo ato que possa resultar em confusão da população, sobretudo a aqueles que de forma correta e legal se preparam para prestar o concurso para a Secretaria de Educação”.

A oferta do concurso SEDF será de 4.254 vagas efetivas para as carreiras de professor de educação básica; analista de gestão educacional; e pedagogo-orientador educacional. A remuneração inicial dos aprovados poderá chegar a R$5 mil.

Concurso SEDF: veja detalhes dos cargos e requisitos

A seguir, veja os detalhes de cada cargo autorizado para o concurso:

Professor de educação básica:

Segundo a autorização para o concurso Educação, serão abertas 3.880 vagas para professor de educação básica, sendo 776 para contratação imediata e 3.104 para cadastro de reserva.

Tais chances estarão divididas entre diversas disciplinas, como consta no projeto básico, que funciona como um espelho para o edital:

O cargo de professor de Educação Básica tem como requisito Licenciatura em uma das áreas contempladas no edital. O salário inicial para o docente que trabalha 40 horas por semana é de R$5.016,53. 

Analista de gestão educacional:

O concurso ainda terá 274 vagas para analista de gestão educacional, das quais 16 imediatas e 258 para cadastro de reserva. Essas oportunidades serão distribuídas entre as seguintes especialidades:

O cargo exige nível superior nas áreas que serão determinadas no edital. A remuneração inicial é de R$4.076,99 para 40 horas de trabalho semanais. 

No dia 20 de maio, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, sancionou a Lei número 7.142/2022 que altera a denominação de cargos da Secretaria de Estado de Educação. O texto diz que a carreira de analista de Gestão Educacional será denominada como "Gestor em Políticas Públicas e Gestão Educacional". 

Por esse motivo, a tendência é que o próximo edital do concurso SEDF já venha com a nova denominação do cargo. 

Pedagogo - orientador educacional: 

A seleção para a Secretaria de Educação do DF ofertara também 100 vagas para pedagogo - orientador educacional. Desse quantitativo, 20 serão para ingresso imediato e 80 para cadastro de reserva. Os ganhos iniciais são de R$5.016,53 para jornada de 40 horas de trabalho por semana.

Para se inscrever será preciso ter nível superior em Pedagogia, com habilitação específica ou pós-graduação em Orientação Educacional.

A contratação dos aprovados para todos os cargos será pelo regime estatutário, que garante a estabilidade empregatícia dos servidores. 

Instituto Quadrix será o organizador do concurso SEDF

O Instituto Quadrix foi contratado para organizar o concurso SEDF para efetivos. Ele será responsável por receber as inscrições do concurso em seu site, viabilizar e aplicar as etapas, como provas objetivas.

De acordo o projeto básico da seleção, ao qual Folha Dirigida teve acesso, a seleção será composta por três etapas:

  • Prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova de títulos, de caráter classificatório.  

Na prova objetiva, os candidatos deverão responder a 120 questões, sendo 40 de Conhecimentos Básicos, 30 de Conhecimentos Complementares e 50 de Conhecimentos Específicos. 

O projeto básico confirma que no exame objetivo será necessário julgar os itens como CERTO ou ERRADO. A prova discursiva, por sua vez, será uma redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, abordando tema constante dos conhecimentos básicos definidos no edital. 

Enquanto na prova de títulos, os inscritos receberão pontos por documentos que comprovem especialização acadêmica e experiência profissional.

Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Receba notícias recomendadas para você!
É só se cadastrar e seguir concursos de seu interesse para receber notícias exclusivas direto na sua página inicial.
icon