Concurso Educação DF: secretária anuncia novos editais este ano

Secretária de Educação do Distrito Federal confirma a abertura de novos concursos para efetivos e temporários. Editais em 2021!

23/08/2021 11:28 | Atualizado: 26/08/2021 10:45

23/08/2021 11:28 | Atualizado: 26/08/2021 10:45

A secretária de Educação do Distrito Federal, Hélvia Paranaguá, confirmou a abertura de novos concursos para efetivos e temporários. De acordo com ela, a previsão é que os editais sejam publicados ainda em 2021.

“Temos previsão para, este ano, (abrir) três concursos na área de educação: na carreira do magistério público, de assistência à educação e de contrato temporário”, disse a secretária, em entrevista ao CB Poder, na sexta-feira, 20.

Hélvia destacou que a realização dos concursos Educação DF é necessária em virtude do alto número de desligamentos nos últimos anos. “Chamamos um número, e o outro (grupo se) aposenta. Assim, temos de ter novos concursados”.

A ideia da secretária também é zerar o banco de aprovados no último concurso para efetivos da Secretaria de Educação do DF, aberto em 2016. De acordo com Hélvia, há cerca de 300 professores que aguardam a convocação.

Novas chamadas ainda serão feitas para carreiras de assistência à Educação. “Este ano, chamamos mais de 400 da carreira de assistência. E continuamos a dar posse. Em setembro, serão mais 100 da carreira assistência à educação. Todo mundo que está aguardando saiba que será convocado”, garantiu a secretária.

Secretária de Educação do DF usa máscara em um discurso durante coletiva de imprensa
Secretária Hélvia Paranaguá confirma novos concursos Educação DF
para efetivos e temporários (Foto: Renato Alves / Agência Brasília)

O último concurso Educação DF teve oferta de 2.900 vagas para níveis médio, técnico e superior. Com organização do Cebraspe, os candidatos foram avaliados por até duas fases.

A primeira foi em uma prova objetiva com 120 questões de Conhecimentos Básicos, Complementares e Específicos. Na segunda etapa, os candidatos foram submetidos a uma avaliação de títulos.

Concurso Educação DF tem autorização desde março

O novo concurso para efetivos no magistério e carreiras de assistência à Educação teve autorização publicada em março, pela Secretaria de Economia do DF.

A carreira de Assistência à Educação é composta pelas seguintes funções (com suas respectivas escolaridades e salários iniciais):

  • Monitor de gestão educacional (nível médio completo) – R$ 2.068,43 para 30 horas;
  • Técnico de gestão educacional (nível médio/técnico completo) – R$2.757,90 para 40 horas;
  • Analista de gestão educacional (nível superior em áreas determinadas no edital) – R$4.223,76 para 40 horas. 

Enquanto o quadro do magistério do DF apresenta a carreira de professor que trabalha 20 horas por semana e recebe, a princípio, R$2.618,57. Há também docentes com jornada de 40 horas, cujo salário inicial é de R$5.237,13.

Os valores são referentes ao último concurso SEDF, aberto em 2016. Em função do espaço de tempo, os vencimentos devem ter sido atualizados. 

O então subsecretário de Gestão de Pessoas da Secretaria de Educação do Distrito Federal, Idalmo Santos, já tinha revelado que a estimativa é que o edital do concurso seja publicado este ano para que as nomeações possam ocorrer a partir de 2022.

Em maio, ele participou de uma audiência pública virtual, na Câmara Legislativa do DF, em que ressaltou a necessidade de um concurso para efetivos e anunciou um prazo para o edital.  

“Nosso concurso foi autorizado e já demos entrada. A previsão é que aconteça ainda este ano, inclusive para que a gente tenha a nomeação no início do ano que vem. Para que possamos começar o ano já com esse novo servidor”.

Edital de temporários será para professores substitutos

Em 28 de junho deste ano, a Secretaria de Economia divulgou uma nova autorização para o concurso Educação DF para professores substitutos. O aval é para contratação de docentes para o ano letivo de 2022, podendo ser prorrogado para 2023.

Os trâmites para essa seleção começaram em 2020, porém foram suspensos em decorrência da pandemia da Covid-19. Com o novo aval, os trabalhos para o edital foram retomados. 

A tendência é que as chances do concurso para temporários sejam para as seguintes disciplinas, uma vez que compõem a matriz curricular do Distrito Federal:

  • Administração;
  • Arte;
  • Atividades Gerais;
  • Biologia;
  • Biomedicina;
  • Ciências Naturais;
  • Contabilidade;
  • Direito;
  • Educação Física;
  • Eletrônica;
  • Eletrotécnica
  • Enfermagem;
  • Farmácia;
  • Filosofia;
  • Física;
  • Fisioterapia;
  • Informática;
  • Línguas (espanhol, francês, inglês, japonês, libras, português);
  • Matemática;
  • Música (diversas especialidades);
  • Nutrição;
  • Odontologia;
  • Psicologia;
  • Química;
  • Sociologia;
  • Telecomunicações.

As oportunidades serão distribuídas entre as regionais de Brazilândia; Ceilândia; Gama; Guará; Núcleo Bandeirante; Paranoá; Planaltina; Plano Piloto / Cruzeiro; Recanto das Emas; Samambaia; Santa Maria; São Sebastião; Sobradinho; Taguatinga.

Os dados constam no projeto básico da seleção, divulgado em 2020. Em função do tempo é possível que ocorram alterações nessa estrutura.

Estude para novos concursos com a Folha Cursos

Assim como a Secretaria de Educação do DF, diversos outros órgãos preparam concursos pelo país. Por isso, quem deseja ingressar no serviço público deve manter os estudos em dia.

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios? A Folha Cursos traz videoaulas exclusivas, material escrito e questões comentadas para te ajudar no caminho até a posse.

Conheça os cursos e comece já sua preparação!

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...