Concurso Ministério da Saúde: HFB pode ter emergência fechada

O Hospital Federal de Bonsucesso fez um pedido ao Cremerj para interdição da emergência. Falta de pessoal está entre as reclamações do HFB.

06/02/2019 14:18 | Atualizado: 07/02/2019 16:24

06/02/2019 14:18 | Atualizado: 07/02/2019 16:24

A situação do Hospital Federal de Bonsucesso é preocupante. Em nota enviada à FOLHA DIRIGIDA, no último dia 4, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro informou sobre o pedido de interdição ética no setor de emergência do HFB, feita pelo chefe de Emergência da unidade, Dr. Julio Noronha.

Segundo o Cremerj, ao receber o pedido foi solicitada prioridade máxima no agendamento da próxima fiscalização no Hospital, o que poderá resultar na interdição.

"Caso as irregularidades denunciadas sejam confirmadas durante a vistoria, a interdição ética torna-se uma realidade", afirmou o Cremerj.

A decisão foi tomada em uma reunião nas dependências do conselho, com a presença do presidente do Cremerj, Dr. Sylvio Provenzano, a vice-presidente, Dra Célia Regina, do conselheiro Ricardo Azedo, do presidente do corpo clínico do HFB, Dr. Baltazar Fernandes, do chefe da Emergência, Dr. Julio Noronha, do primeiro secretário do corpo clínico, Dr. Mauro dos Santos e do presidente da Federação Nacional dos Médicos, Dr. Jorge Darze.

O hospital é um dos seis do Rio de Janeiro, sob responsabilidade do governo federal, sendo eles: Bonsucesso, Andaraí, Ipanema, Cardoso Fontes, dos Servidores e da Lagoa.

Fenasps pede abertura urgente de concurso no Ministério da Saúde

Recentemente o corpo clínico do hospital teria enviado, segundo reportagem do jornal O Dia, uma carta ao Ministério da Saúde onde teria detalhado o déficit de pessoal, principalmente de médicos.

Concurso Ministério da Saúde (Foto: Divulgação)
Hospital Federal de Bonsucesso é um dos vinculados ao Ministério da Saúde
(Foto Fabio Nune Teixeira)


Para o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Jorge Darze, a crise nas unidades federais é resultado da intromissão indevida de parlamentares na gestão hospitalar e falta de pessoal, já que há mais de 20 anos não é realizado concurso público.

Ministério da Saúde fez seleção para 3.592 temporários

As últimas contratações do Ministério da Saúde foram realizadas por processo seletivo temporários. A oferta foi de 3.592 vagas para cargos dos níveis médio/técnico e superior.

As oportunidades estavam distribuídas entre técnico de enfermagem; auxiliar (de laboratório, enfermagem e radiologia); assistente social; biólogo; biomédico; enfermeiro; farmacêutico; físico; fisioterapeuta; fonoaudiólogo; médico; nutricionista; odontólogo; e psicólogo.

Acesse preparação para concursos
com videoaulas!

Curso preparatório

Como voltar a estudar para concursos em 2019?

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Ministério da Saúde - 2018 - 3.592 vagas

RJ
Não informado
Fund...
Não informado

Carregando...

Preparação