Concurso Receita Federal: novo edital é tema de debate com a Economia

A Diretoria Nacional do Sindireceita este reunida com o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal e debateu sobre o concurso.

30/11/2020 15:37 | Atualizado: 30/11/2020 16:28

30/11/2020 15:37 | Atualizado: 30/11/2020 16:28

Há anos sem concurso Receita Federal, o órgão tem visto o número de cargos vagos aumentar de forma gradativa. E o pedido para novas seleções voltou a ser tema de debate. Dessa vez em reunião com o Ministério da Economia.

Na última semana, a Diretoria Nacional do Sindireceita esteve reunida com o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP/SEDGG/ME), Wagner Lenhart, e sua equipe. Entre os temas abordados no encontro, destaca-se:

  • Reforma Administrativa;
  • Negociação salarial;
  • Decreto de atribuições da carreira Tributária e Aduaneira;
  • Planejamento de concurso público; e
  • Alteração da MP nº 2.174-28, de 24/08/2001.

Durante o encontro, o secretário-geral do Sindireceita, André Luiz Fernandes, lembrou que, nos últimos anos, por conta da falta de concursos púlblicos e aumento das aposentadorias, o número de servidores vem se reduzindo.

Já o presidente do Sindireceita, Geraldo Seixas, destacou que as propostas de carreira estabelecidas no debate ganham mais efetividade com um correto planejamento para a realização de concursos públicos.

"...orientados para a demanda futura, lógica diametralmente oposta à mera reposição proporcional das vacâncias", destacou o Sindireceita.

André Luiz Fernandes ainda acrescentou que é preciso considerar, como critério para realização de concursos, os processos de trabalho já mapeados.

Isso porque, além de dar parâmetros contínuos para o aprimoramento da instituição ainda fornecem informações para definição da quantidade necessária de pessoal e para novas contratações. 

Sobre os novos concursos, Secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal ponderou que compreende a necessidade de inversão da pirâmide e reforçou que novos concursos devem se apoiar em perspectivas futuras.

Na reunião, não foi falado sobre prazos, tampouco sobre o processo de autorização do Ministério da Economia sobre o pedido para as vagas em análise.

(Foto: Divulgação)
Concursos Receita Federal são temas de debate em reunião com sindicato
(Foto: Divulgação)

Com mais de 20 mil cargos vagos, RFB precisa de aval

Sem concurso, o número de cargos vagos só cresce. E tem como provar. Em levantamento recente feito pela reportagem da Folha Dirigida, o órgão já contabilizava mais de 20 mil saídas.

E este numero significativo de saídas no órgão, atualmente vinculado ao Ministério da Economia, são somente contando as funções de auditor e analista, ambas de nível superior.

De acordo com dados do Governo Federal, atualizados do mês de julho, são 22.715 cargos vagos somando as carreiras de auditor e analista. Essas carreiras têm apenas uma média de 37% de cargos ocupados, somando as vacâncias que poderiam estar preenchidas.

Auditor-fiscal da Receita Federal

  • Cargos ocupados: 8.205
  • Cargos vagos: 12.203

Analista-tributário da Receita Federal

  • Cargos ocupados: 6.154
  • Cargos vagos: 10.512

prepare-se

Pedido de concurso Receita Federal é atrativo, mas não supre déficit

Para quem não sabe, a Receita Federal protocolou, em 2020, um novo pedido de concurso ao Ministério da Economia. O órgão confirmou à Folha Dirigida que a demanda foi para 3.360 vagas, em diferentes cargos.

Além de confirmar o destino de cada vaga do pedido, o órgão também confirmou a distribuição, sendo:

Pedido de concurso carreira Tributária e Aduaneira

Nível superior em qualquer área

  • 550 vagas de auditor-fiscal
    Remuneração: R$21.487,09 (já com auxílio-alimentação de R$458)
     
  • 1.500 vagas de analista-tributário
    Remuneração: R$12.142,39 (já com auxílio-alimentação de R$458)

Pedido de concurso para área Administrativa

Nível médio

    • 1.000 vagas de assistente técnico-administrativo
      Remuneração: R$4.137,97 (já com auxílio-alimentação de R$458)

    Nível superior

    • quatro vagas para arquiteto
      Remuneração: R$6.700,41 (já com auxílio-alimentação de R$458)
    • 16 vagas para engenheiro
      Remuneração: R$6.700,41 (já com auxílio-alimentação de R$458)
    • 20 vagas de contador;
      Remuneração: R$6.700,41 (já com auxílio-alimentação de R$458)
    • 270 vagas de analista técnico administrativo
      Remuneração: R$5.490 (já com auxílio-alimentação de R$458)

    Entretanto, mesmo sendo aceito, o pedido de concurso não será capaz de suprir todo o déficit de pessoal - pelo menos não dos cargos de auditor e analista.

    Para isso, será necessário uma boa utilização do cadastro de reserva, bem como a realização de concursos periódicos para amenizar esse cenário. Ambos os cargos são essenciais, inclusive, para mais arrecadação na Economia.

    Confira o material de preparação da Folha Dirigida e comece já os estudos para o concurso!

    ✔ Smart Planner
    ✔ E-books 
    ✔ Provas para download
    ✔ Artigos sobre concursos
    ✔ Editais verticalizados
    ✔ Vídeos com dicas

    Quer receber novidades sobre concursos?

    Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!