Concurso BH para auditor: contratação da banca deve começar em junho

A contratação da banca do concurso Belo Horizonte para auditor deve iniciar em junho. O edital deve sair em novembro!

03/03/2021 16:09 | Atualizado: 03/03/2021 16:50

03/03/2021 16:09 | Atualizado: 03/03/2021 16:50

A Secretaria Municipal de Fazenda de Belo Horizonte dá andamento aos preparativos de novo concurso para auditores. Por meio de sua Assessoria de Imprensa, a pasta informou à Folha Dirigida nesta quarta-feira, 3, prazos para contratação da banca e publicação do edital.

O processo de contratação da organizadora está previsto para ser iniciado em junho. A escolha da instituição será feita por meio de dispensa de licitação, processo mais rápido e que não justifica a movimentação do procedimento licitatório.

De acordo com a Secretaria de Fazenda, além do menor preço de proposta, também será considerada a confiabilidade da banca interessada. No último concurso para auditores, em Belo Horizonte, o Instituto Brasileiro de Gestão e Pesquisa (IBGP) foi o contratado.

Caso esse prazo seja mantido, a estimativa é que o edital seja publicado até novembro.

“É importante frisar que as datas representam uma expectativa, pois o cronograma das fases do concurso ainda não foi definido. Vai depender do transcurso do processo de licitação e dos encaminhamentos de organização”, disse a pasta.

O concurso terá oferta de 14 vagas para auditor fiscal de tributos municipais e auditor técnico de tributos municipais. Tais cargos têm como requisito o nível superior, com remunerações iniciais de R$15.180,56.

Otimize seus estudos para carreiras fiscais com a Folha Cursos

Os aprovados ainda poderão desfrutar de benefícios como vale-transporte, vale-alimentação (atualmente, no valor de R$22 por dia trabalhado), adicional por tempo de serviço. Além de licença por assiduidade, progressão profissional e plano de saúde. 

Prefeitura de Belo Horizonte prepara novo concurso para área fiscal
Prefeitura de Belo Horizonte prepara novo concurso para área Fiscal
(Foto: Divulgação)

Para concorrer ao cargo de auditor fiscal de tributos municipais é necessário ter nível superior completo em qualquer área. Já para auditor técnico a exigência é a graduação em áreas específicas, que serão descritas no edital.

Em novembro de 2020, a Prefeitura de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, formou a comissão do novo concurso para área fiscal. O grupo é responsável por tocar os preparativos internos da seleção.

Assim como por submeter ao Comitê de Administração Fazendária e Política Tributária (CAF) proposta dos critérios técnicos a serem contemplados no edital do concurso público. Em caso de aprovação, deverão ser definidos em conjunto com a Subsecretaria de Gestão de Pessoas.

Veja os detalhes dos cargos do novo concurso Belo Horizonte MG para área fiscal:

► Auditor fiscal de tributos municipais:

Habilitação: curso superior completo em qualquer área.

Área de atuação: Secretaria Municipal da Fazenda e Administrações Regionais.

Remuneração inicial: R$15.180,56.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

► Auditor técnico de tributos municipais:

Habilitação: curso superior completo nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Direito ou Economia.

Área de atuação: Secretaria Municipal da Fazenda e Administrações Regionais.

Remuneração inicial: R$15.180,56.

Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.

Comece seus estudos para o concurso Belo Horizonte MG

Com a proximidade pelo edital, especialistas orientam começar a preparação para os concursos o quanto antes. Por isso, não espere que o edital seja publicado para iniciar os estudos. 

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios? A Folha Cursos traz videoaulas exclusivas, apostilas e questões específicas para área fiscal. Tudo para te ajudar no caminho até a posse.

Conheça os cursos para área fiscal e inicie seus estudos!

Último concurso BH para auditor foi realizado em 2015

Há mais de cinco anos, ocorreu o último concurso para auditor fiscal de Belo Horizonte. A oferta, conforme o edital publicado, foi de quatro vagas para nível superior em Engenharia Civil.

As vencimentos iniciais, na época, foram de R$5.120,01, mais Gratificação de Desempenho de Auditoria (GDA), de até R$R$5.120,01, totalizando uma remuneração que pode chegar até R$10.240,02. A carga horária de trabalho foi de 40 horas semanais.

Com organização do Instituto Brasileiro de Gestão e Pesquisa (IBGP), os inscritos foram submetidos a provas objetivas com 80 questões.

As perguntas foram sobre Língua Portuguesa, Informática, Auditoria e Controle Interno, Conhecimentos de Direito Público, Administração Pública, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos.

Os aprovados na objetiva também passaram por uma avaliação de títulos. O prazo de validade do concurso foi de dois anos, com chance de prorrogação uma única vez, por igual período.

Enquanto o resultado estava válido, a prefeitura pôde convocar aprovados para suprir a carência de novos servidores efetivos. O regime de contratação dos aprovados foi o estatutário, que assegura a estabilidade.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

Belo Horizonte-MG - 2021 - Auditores

MG
Não informado
Fund...
Não informado

Carregando...

Preparação