Novo concurso Politec MT pode estar no radar da instituição

Politec MT realiza pesquisa de remoção e novo concurso Politec MT pode estar no radar.

26/11/2020 13:08 | Atualizado: 07/01/2021 09:10

26/11/2020 13:08 | Atualizado: 07/01/2021 09:10

Quem está esperando por um novo concurso Politec MT pode ficar de olho, pois a instituição parece considerar a possibilidade de publicar um novo edital.

No último dia 19 de novembro a Perícia Oficial e Identificação Técnica do estado publicou no Diário Oficial a portaria que implantou uma pesquisa de interesse de remoção de servidores . Acontece que essa remoção poderá resultar em um novo concurso.

Em nota divulgada em seu site no último dia 23, a própria Politec afirma que a pesquisa tem a finalidade de “subsidiar a tomada de decisão e auxiliar a distribuição de vagas, nomeações e abertura de novos certames''.

enlightened Remoção de servidores é uma seleção interna que acontece nos órgãos para realocar esses profissionais em diferentes unidades. Em muitos casos precede a realização de concurso público. 
 

A instituição não esclareceu se há alguma previsão concreta sobre a seleção. Mas, de modo geral, os concursos de remoção interna costumam preceder a nomeação de novos concursados, aprovados em concurso público. 

A Politec MT tem concurso vigente para técnico em necropsia e papiloscopista, mas não para a carreira de perito (último edital é de 2013). A pesquisa para identificar o interesse de remoção de servidores será realizada até 23 de dezembro.

prepare-se

Concurso Politec MT 2017 ainda pode ter aprovados no cadastro de reserva

Em setembro deste ano, o presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), se reuniu com integrantes do governo na área de segurança para discutir a nomeação dos aprovados em concursos públicos da Politec e dos Sistemas Socioeducativo e Penitenciário.

Na ocasião, ele destacou a necessidade de convocar os aprovados no último concurso Politec MT, aberto em 2017. Mas ainda não se sabe quantos aprovados no cadastro de reserva restam para serem chamados.

“Há os impedimentos para nomear todo mundo, mas vai ter, sim, a nomeação e é isso que importa. A minha luta começou desde o ano passado, e agora, como presidente da comissão, a gente tem visitado todos os polos regionais da segurança pública de Mato Grosso para verificar os efetivos e estruturas. Estamos aqui para ajudar e somar com essa categoria.”

O secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, disse que para atender a Politec e o Sistema Penitenciário ainda não haviam chegado a uma definição para a nomeação dos aprovados para atender essas instituições. 

“O Penitenciário está passando por ajustes, diversas unidades estão sendo aglutinadas por unidades maiores. Serão mais de quatro mil vagas no estado, algumas unidades pequenas e demandas menores vão para unidades maiores, o que vai melhorar o efetivo, condições no trabalho e a segurança.”

Concurso Politec MT
Novo concurso Politec MT pode estar no radar
(Foto: Assessoria/ Politec MT)

Edital anterior tinha vagas de nível superior

Publicado em 2017, o último edital para papiloscopista e técnico em Necropsia da Politec MT visava a formação de cadastro de reserva. Para os dois cargos, a escolaridade mínima exigida é o ensino superior completo em qualquer área. 

A remuneração inicial, na época, variava de acordo com a jornada de trabalho: os profissionais de 30 horas ganhavam R$2.898,11 e os de 40 horas recebiam R$3.864,16.

Sob organização da UFMT, a seleção foi composta por quatro etapas:

  1. prova objetiva
  2. avaliação psicológica
  3. avaliação de títulos
  4. investigação social

No exame de múltipla escolha os candidatos responderam a questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, História e Geografia de Mato Grosso e Atualidades, Legislação, Ética e Filosofia, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos.

Último concurso para perito não tem mais validade

Já o último concurso para perito da Politec MT foi realizado há sete anos. Em 2013 a instituição publicou edital com 190 vagas, sendo 106 para perito oficial criminal, 81 vagas para médico legista e três para oficial odontolegista.

Para a primeira carreira pôde concorrer quem tinha formação em Administração, Arquitetura, Biologia, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Direito, Economia, Engenharia Agronômica, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Mecânica, Engenharia Sanitária, Farmácia, Física, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Geologia, Informática, Matemática ou Química.

Para as outras duas os requisitos são nível superior em Medicina e Odontologia, respectivamente. Todos os candidatos devem ter ainda registro no respectivo Conselho Regional da Categoria de Classe.

Sob organização da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), a seleção foi composta por três etapas: prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório; avaliação psicológica; e investigação social, ambas de caráter eliminatório. 

No exame de múltipla escolha os candidatos responderam a 100 questões divididas entre Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Noções de Direito, Noções de Gestão Pública e Legislação Básica, Noções de Informática e Raciocínio Lógico), Conhecimentos Gerais (Ética e Filosofia, História e Geografia de Mato Grosso e Atualidades) e Específicos.

Futuro servidor, confira o material de preparação da Folha Dirigida e comece já os estudos para o seu concurso!

✔ Smart Planner
✔ Folha Questões
✔ Por Dentro da Prova
✔ Editais verticalizados
✔ Vídeos com dicas

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...