Concursos PF e PRF: oferta de 2 mil vagas é motivo de atraso do aval

A reportagem da Folha Dirigida apurou e traz detalhes sobre o motivo do atraso nas autorizações - que podem sair a qualquer momento. Veja!

04/12/2020 07:59 | Atualizado: 21/12/2020 11:12

Por: Mateus Carvalho

04/12/2020 07:59 | Atualizado: 21/12/2020 11:12 - Por: Mateus Carvalho

E as autorizações dos concursos PF e PRF, cadê? Previstas para saírem até esta sexta-feira, 4, pelo menos no Diário Oficial da União, as portarias não foram divulgadas. Mas o que pode estar motivando o atraso?

A equipe de jornalismo da Folha Dirigida foi atrás de informações e descobriu que o motivo é algo que parecia, até então, já estar solucionado.

Por muitas vezes confirmado e anunciado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, o quantitativo de vagas dos concursos PF e PRF ainda é motivo de discussão e segue sendo avaliado pelo Ministério da Economia.

Conforme apurou nossa reportagem, a equipe econômica ainda não vê como certo esse aval em totalidade de 2 mil vagas para ambas as corporações e discute uma possível solução. 

Ao que tudo indica, as conversas internas são para que o desfecho ocorra nos próximos dias. Entretanto, a pasta não descarta autorizar um quantitativo menor. Mas, até o momento, a luta permanece para que o governo consiga autorizar as 2 mil vagas anunciadas pelo presidente.

E as falas do presidente podem estar sendo um impeditivo para a Economia não ter soltado essas autorizações até o momento.

De acordo com apurações do Jornalismo da Folha Dirigida, a Economia tenta resolver a questão orçamentária para evitar divergências no discurso de Jair Bolsonaro.

Fato é que as autorizações seguem sendo aguardadas com bastante expectativa. E é importante ficar de olho no noticiário da Folha Dirigida, pois a qualquer momento podem surgir novidades. Até mesmo uma publicação extra do Diário Oficial da União.

Diretor Hott da PRF fala sobre o atraso do aval

Na manhã desta sexta-feira, 4, em live diária pelo Instagram, o diretor executivo da PRF, José Hott, comentou sobre o atraso. Segundo ele, essa espera causou uma ansiedade maior nos candidatos.

“O pessoal estava aí levantando a hipótese de uma publicação da autorização hoje (nós estamos bem perto disso), temos ainda alguns fluxos para finalizar junto à Secretaria de Orçamento Federal, para que essa publicação possa sair."

Vale lembrar que, neste caso, não se tratava apenas de uma hipótese levantada. Foi o próprio diretor executivo, em live, no início da semana, que deixou a entender que o aval era esperado para esta semana.

(Foto: Divulgação)
Concursos da PF e PRF têm atraso na publicação das autorizações
(Foto: Divulgação)

'Editais estão prontos', diz Bolsonaro sobre concursos PF e PRF

Se por um lado a portaria autorizativa de ambos os concursos tem demorado a sair, o edital não deve ter o mesmo sofrimento. De acordo com o presidente Jair Bolsonaro, os editais estão prontos.

A fala do presidente foi confirmada em live semanal realizada por meio de canal do YouTube, na última quinta-feira, 3, quando o presidente respondeu a perguntas e falou sobre ações de seu governo.

Inicialmente, nos primeiros minutos de transmissão, ele declarou:

“Não é por causa disso apenas. É por outras questões que o governo federal autorizou, os editais estão prontos já. No ano que vem, abriremos vagas para 2.000 policiais federais e 2.000 policiais rodoviários federais. Isso é investimento porque, só no que se aprende em bens e valores, dá para pagar várias folhas da PF. Em especial, de maio para cá, a PF tem feito um trabalho cada vez mais profícuo”, disse o presidente.

Tudo leva a crer que os preparativos internos de ambas as corporações estão bem adiantados e completamente alinhados com o Governo Federal, bem como o Ministério da Economia.

Além disso, se o presidente anunciou de forma convincente que os editais estão prontos, é certo de que os concursos serão autorizados e devem ser realizados nos primeiros meses de 2021.

Nessa ocasião, ele voltou a enfatizar 2 mil vagas para a Polícia Federal e 2 mil vagas para a Polícia Rodoviária Federal. Para as duas corporações, as autorizações anunciadas são em cargos da área policial - e não administrativa.

Demora no aval impacta o cronograma do concurso PF

E a demora na publicação do aval também será crucial para o cumprimento do cronograma prévio do concurso da Polícia Federal, que está caminhando para um novo atraso. Isso porque a banca não foi contratada no prazo.

Segundo o calendário sugestivo, a intenção era assinar contrato com a banca em 23 de novembro. Sem aval, o prazo não foi cumprido.

Conforme as previsões da corporação, o próximo evento no calendário é a previsão de publicar edital em 8 de dezembro. Faltando menos de uma semana para esse prazo expirar, a PF precisaria ter aval publicado e banca contratada em tempo ágil para cumprir essa etapa - o que não deve acontecer.

Sendo assim, o sonho de um edital da PF ainda este ano tem se tornado cada vez mas distante - porém não impossível, ainda mais no que depender do otimismo do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Veja as demais datas previstas:

  • Assinatura do contrato com a organizadora: 23 de novembro de 2020
  • Publicação de edital: 08 dezembro de 2020
  • Aplicação das provas objetivas e discursivas: 11 de abril de 2021
  • Teste de Aptidão Física: 12 a 13 de junho de 2021
  • Aplicação do exame médico: 17 e 18 de julho de 2021
  • Prova de digitação: 22 de agosto de 2021
  • Avaliação psicológica: 26 de setembro de 2021
  • Heteroidentificação de candidatos negros: 31 de outubro de 2021
  • Avaliação de títulos: 22 a 26 de novembro de 2021
  • Resultado final: 21 de dezembro de 2021
  • 1º Curso de Formação: janeiro de 2022
  • 2º Curso de Formação: julho de 2022

curso para PF

 

Resumo concurso PRF

  • Órgão: Polícia Rodoviária Federal
  • Cargo: policial rodoviário federal
  • Vagas: 2.634
  • Requisitos: nível superior e CNH B
  • Status: aguardando autorização

Resumo concurso PF 

  • Órgão: Polícia Federal
  • Vagas: 2.508
  • Cargos: escrivão, papiloscopista, delegado, agente, agente administrativo
  • Escolaridade: níveis médio e superior
  • Status: aguardando autorização
  • Banca: a definir

O que precisa ter para ser um PRF?

Um policial rodoviário federal precisa ter graduação em qualquer área e carteira nacional de habilitação a partir da categoria B.

De acordo com a legislação, os PRFs recebem uma remuneração inicial de R$10,3 mil, já somada com o auxílio-alimentação de R$458. Já a carreira de agente administrativo, que exige o nível médio, tem ganhos de R$4.022,77.

O que precisa ter para concorrer no próximo concurso PF?

CarreiraRequisitosRemuneração 
AgenteNível superior em qualquer + CNHR$12.441,26
EscrivãoNível superior em qualquer + CNHR$12.441,26
PapiloscopistaNível superior em qualquer + CNHR$12.441,26
DelegadoNível superior em Direito, experiência de três anos + CNH R$23.130,48
Plano Especial de Cargos da PF Nível superior em várias áreasR$5.559,67
Agente administrativoNível médio completoR$4.710,76


Confira o material de preparação da FOLHA DIRIGIDA e comece já os estudos para o concurso!

✔ E-books 
✔ Provas para download
✔ Artigos sobre concursos
✔ Editais verticalizados
✔ Vídeos com dicas

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...