Concurso PF: corporação fecha distribuição das vagas

FOLHA DIRIGIDA teve acesso à distribuição das 500 vagas do concurso PF. Informação foi revelada pela Fenapef. Falta confirmação do Planejamento.

13/03/2018 13:56 | Atualizado: 14/03/2018 12:22

13/03/2018 13:56 | Atualizado: 14/03/2018 12:22
*Matéria atualizada em 14/03/2018, às 15h16
 
concurso PF  já tem a distribuição das 500 vagas, autorizadas pelo Ministério do Planejamento . Serão 220 vagas de agente, 140 de delegados, 50 de peritos, 60 de escrivães e 30 de papiloscopistas. A informação foi passada pelo presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens. "Essa distribuição é desejada pela PF. A corporação está agora em negociações para que o Planejamento autorize essa distribuição", informou. 
 
Planejamento confirma autorização para concurso PF
Sai distribuição das 500 vagas do concurso PF 2018
(Foto: Divulgação) 
A PF já informou que só se manifestará sobre o concurso quando sair a portaria autorizativa do concurso. Como, segundo o Planejamento, serão duas portarias autorizativas , cada uma com 250 vagas, acredita-se que a PF divulgue dois editais.
 
Um seria com 220 vagas de agente e 30 de papiloscopistas, e o outro com 140 chances de delegados, 50 de peritos e 60 de escrivães. Essa informação não foi confirmada ainda pelo Planejamento.
 
As novidades nessa distribuição de vagas seriam a reserva de oportunidades para escrivão e papiloscopista. Embora a previsão inicial da PF fosse excluir o cargo de escrivão , ele estaria de volta ao concurso, por pressão dos sindicalistas.
 
"Após ouvir os servidores, a PF optou por incluir o cargo na seleção. Isso acontecerá para reforçar as fronteiras e lugares de difícil provimento", justificou Boudens. 
 
 
Distribuição das 500 vagas da PF
Agente - 220 vagas
Delegado - 140 vagas
Perito - 50 vagas
Escrivão - 60 vagas
Papiloscopista - 30 vagas

Saiba mais sobre os cargos do concurso PF

As carreiras de agente, escrivão e papiloscopista da PF são destinadas a graduados em qualquer área, com carteira de habilitação na categoria B ou superior. Os ganhos para os três cargos são de R$12.441,26, chegando a R$12.980,50 no ano que vem, quando os selecionados deverão começar a atuar.
 
Para delegado, a exigência é graduação em Direito. Para perito, o requisito é graduação em áreas específicas, ainda não reveladas. A remuneração é de R$23.130,48 para os dois cargos, chegando a R$24.150,74 no ano que vem.
 
Esses valores não levam em consideração o teto dos gastos públicos, que ainda precisa ser aprovado no Congresso Nacional. A PF contrata pelo regime estatutário, que assegura a estabilidade. 
 
Está à procura de cursos para agente da PF? Neste você encontra teoria e exercícios Cespe
Deseja um curso para delegado da PF? Não perca!
Confira também cursos para perito da PF 
Reforço de efetivo da PF é prioridade do novo diretor-geral, Rogério Galloro

O que falta para sair a portaria autorizativa do concurso PF?

Luís Antônio Boudens também deu detalhes dos bastidores acerca da publicação da portaria autorizativa do concurso PF. Segundo ele, há um entrave para o aval sair.

Quer visualizar agora esse conteúdo?

Então não perca tempo e cadastre-se agora! Você terá acesso a conteúdos exclusivos para cadastrados.

OU

Já possui uma conta?

Quer visualizar agora esse conteúdo?

Então não perca tempo e faça já a sua assinatura! Com ela você terá acesso a conteúdos exclusivos para assinantes sem anúncios. Planos a partir de R$3,99 por mês!

OU

Já possui uma conta?

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!