Concurso PF Adm. 2021: atraso no cronograma pode atrapalhar aval?

A proposta de cronograma do concurso PF da área Administrativa previa aval em 1º de julho, o que não aconteceu. Isso pode atrasar a seleção?

05/07/2021 16:55 | Atualizado: 06/07/2021 11:33

Por: Mateus Carvalho

05/07/2021 16:55 | Atualizado: 06/07/2021 11:33 - Por: Mateus Carvalho

Mudanças de planos? O que deve acontecer com o concurso PF da área Administrativa depois que o primeiro evento do cronograma sugestivo não se cumpriu? Sem o aval publicado, a seleção está descartada?

Milhares de perguntas estão se passando na sua cabeça, candidato. Mas calma. Primeiramente, respira, e tenha sempre apenas uma informação com você:toda e qualquer informação que é divulgada antes do edital é sugestiva e pode sofrer modificação.

E esse é o caso do cronograma enviado pela Polícia Federal junto com o pedido de concurso da área de apoio. Ali constam várias datas, mas não necessariamente todas serão cumpridas.

Você deve ter se assustado porque a primeira data previa autorização em 1º de julho, o que não aconteceu. Mas nem tudo está perdido. A corporação ainda pode receber o aval do Ministério da Economia e realizar o concurso da área Administrativa.

A única diferença é que aquele cronograma tinha como base uma autorização no primeiro dia útil de julho. E, a partir dali, várias outras se desencadeavam.

Concurso PF da área Policial é exemplo

Para ilustrar essa situação, podemos trazer como exemplo o concurso da PF para a área Policial, que também tinha um cronograma sugestivo, apurado e confirmado por Folha Dirigida.

O cronograma enviado junto com o pedido previsa autorização em 25 de maio. Mas, isso não aconteceu. 

O concurso foi descartado? Não! O aval foi oficialmente publicado, após muita espera, no dia 11 de dezembro. Com um atraso de praticamente sete meses, consequentemente todos os eventos posteriores ao aval previsto naquele cronograma também atrasaram.

Por exemplo, o edital estava previsto para sair em 5 de outubro e 22 de novembro, de acordo com o cargo. Mas, saiu no dia 15 de janeiro de 2021 para todas as carreiras.

Em resumo: é muito comum a Polícia Federal enviar sugestão de cronograma para poder ilustrar para o Governo Federal como pretende realizar o concurso e a previsão de contratação desses novos servidores. Mas também é comum que todas as datas atrasem, por conta do aval.

(Foto: Divulgação)
Concurso da PF da área de apoio poderá ter provas este ano
(Foto: Divulgação)

Concurso PF Adm. pode ter provas ainda este ano?

Outra grande pergunta é: o concurso ainda pode aplicar provas ainda este ano? E a resposta é... SIM!

Tudo vai depender do aval. Se a Economia autorizar o concurso rapidamente e a PF acelerar os preparativos, é possível. Porém, se o aval atrasar em mais um, dois ou três meses, vai se tornar inviável.

O motivo é o prazo de, pelo menos, dois meses entre edital e provas que a PF deseja para esse concurso. Nesse período, o órgão precisa receber inscrições, contabilidar inscritos, alocar os candidatos pelas regiões de aplicações de provas e outras questões.

Além disso, a corporação ainda precisa conseguir o aval do Governo Federal para reduzir o prazo. Isso porque o prazo entre edital e provas, estipulado pelo Decreto nº 9.739, é de quatro meses. Mas junto com o pedido de concurso a corporação já faz a solicitação para reduzir este prazo.

Estude para o concurso PF com a Folha Cursos

Quer ser aprovado no concurso da Polícia Federal para o cargo de agente administrativo? A Folha Cursos vai te ajudar nessa missão. Veja uma aula gratuita de Administração.

Além disso, você pode fazer parte de um curso completo para a carreira de agente, de nível médio. Nele, você vai ter acesso:

► Questões comentadas;
► Acelerador de vídeos;
► Material com PDF;
► Chance de enviar mensagem ao professor;
► Videoaula, cadernos e questões;
► Professores especializados;

E muitos mais! Quer ter acesso?

folha cursos

Aproveite o preço exclusivo para você que está nessa matéria! 

Concurso PF área Administrativa: oferta será de 557 vagas

A reportagem da Foha Dirigida já confirmou e o pedido de concurso da área administrativa trouxe uma distribuição de 557 vagas na Polícia FederalO grande destaque é o cargo de agente administrativo.

A carreira tem exigência de nível médio e conta com remuneração de R$4.710,76, inicialmente.

O pedido também traz chances de nível superior em várias áreas. Para estes, os ganhos são de R$5.559,67 (exceção é o médico, com R$7.692,55).

Confira a distribuição completa das vagas por cargo:


CargoNívelQuantitativo
AdministradorSuperior23
ArquivistaSuperior8
Assistente SocialSuperior10
BibliotecárioSuperior1
ContadorSuperior9
EconomistaSuperior3
EnfermeiroSuperior3
EngenheiroSuperior1
EstatísticoSuperior4
FarmacêuticoSuperior1
MédicoSuperior68
NutricionistaSuperior1
PsicólogoSuperior5
Técnico em Assuntos EducacionaisSuperior13
Técnico em Comunicação SocialSuperior3
Subtotal Nível Superior153
Agente AdministrativoMédio404
Subtotal Nível Médio404
Total557

O despacho do pedido, disponível para consulta no Sistema Eletrônico de Informações, traz as informações e justificativas para o novo pedido com 557 vagas na área de apoio da Polícia Federal.

"Trata de solicitação de autorização para realização de concurso público para o provimento de 153 (cento e cinquenta e três) cargos de nível superior e 404 (quatrocentos e quatro) cargos de nível médio do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal - PECPF, conforme quadro a seguir, como medida de fortalecimento da capacidade institucional da Polícia Federal, pelas razões expostas nos autos."

acesse cursos para a PF de nível médio

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...