Com passagens por FBI e Interpol, conheça o novo diretor da PF

O novo diretor-geral da Polícia Federal já foi anunciado. O posto será ocupado por Paulo Maiurino, após aval do presidente e do ministro.

07/04/2021 09:55 | Atualizado: 07/04/2021 10:11

07/04/2021 09:55 | Atualizado: 07/04/2021 10:11

Após o novo ministro Anderson Torres anunciar que trocaria os comandos da PF e PRF, os nomes já foram anunciados. Na Polícia Federal, o novo diretor-geral será Paulo Gustavo Maiurino.

Mas quem é Paulo Maiurino? O que ele fazia antes de ser nomeado diretor da PF? O que esperar da sua gestão? A troca afeta, de algum modo, o concurso em andamento?

A Folha Dirigida preparou um breve panorama do perfil de Maiurino e sobre como essa mudança pode impactar no concurso em andamento.

Quer ficar por dentro de tudo? Então fique ligado no conteúdo a seguir!

(Foto: Alesp/Divulgação)
Novo diretor-geral da PF é anunciado e já assume o cargo
(Foto: Alesp/Divulgação)

Paulo Maiurino tem passagens por FBI e Interpol

A troca foi anunciada ainda na última terça-feira, 6. Foi Anderson Torres, novo ministro da Justiça e Segurança Pública, que anunciou o nome de Maiurino.

O chefe da pasta recebeu o aval do presidente da República, Jair Bolsonaro. Maiurino vai substituir Rolando Alexandre, que ficou à frente da corporação deste maio de 2020.

Maiurino atuava como assessor especial de Segurança Institucional do Conselho da Justiça Federal (CJF). Ele estava até setembro de 2020 como secretário de Segurança do Supremo Tribunal Federal (STF).

O novo chefe da PF também já trabalhou no governo Geraldo Alckmin (PSDB) em São Paulo como subsecretário de Segurança Pública, no ano de 2018, e atuou como secretário estadual de Esporte, lazer e Juventude de 2016 a 2018.

Novo ministro da Justiça, Torres tem gestões marcadas por concursos

Paulo é delegado há 23 anos, desde 1998. Já chefiou a Interpol no Brasil entre 2009 e 2010 e trabalhou, ainda, como assessor de Relações Internacionais da Polícia Federal.

Além disso, esteve à frente dos departamentos de Organização e Métodos da Diretoria de Administração e Logística da PF; bem como a parte de Planejamento e Controle; e ainda a delegacia da PF no Chuí, estado do Rio Grande do Sul.

O atual chefe da PF também tem no currículo curso de instrução no FBI, nos Estados Unidos. Foi corregedor-geral do Ministério da Justiça e integrou o Conselho de Segurança Pública do estado Rio de Janeiro.

curso para pf

Troca no comando afeta o concurso PF?

A resposta é não. A troca na direção-geral da Polícia Federal não afeta em nada o concurso PF. A seleção já está em andamento e deverá ser concluída assim que a situação da Covid-19 for amenizada.

O principal desafio do novo diretor-geral será permanecer com a luta pelas contratações. Isso porque o novo concurso da PF não deverá ser capaz de suprir toda a necessidade de pessoal.

Assim que finalizada a seleção que está em andamento, a corporação precisa continuar a luta por concursos regulares. Além disso, há a necessidade de edital para a área de apoio.

Concurso para área administrativa da PF é uma luta antiga de gestões anteriores. Será um desafio para Maiurino tentar com a Economia, o ministério e o governo a liberação de aval para novas seleções.

Quando será realizada a prova do concurso PF?

Tanto PF quanto PRF tiveram editais publicados, mas as provas ainda não foram aplicadas. As datas previstas tiveram que ser adiadas em virtude do aumento nas restrições dos estados quanto à pandemia da Covid-19.

Na Polícia Federal, a nova data de realização da prova ficou prevista para 23 de maio.

Já na PRF, inicialmente as provas estavam marcadas para 28 de março. A corporação, no entanto, adiou para uma data mais próxima. O exame foi remarcado para 9 de maio.

A prova objetiva será composta por 120 questões, contendo disciplinas de Conhecimentos Gerais e Específicos, que variam de acordo com cada cargo.

A prova será no estilo Certo ou Errado, tradicional do Cebraspe. Para agente, escrivão e papiloscopista a avaliação será dividida por três blocos da seguinte forma:

Prova objetiva do agente:

Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática

Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral

Prova objetiva do escrivão:

Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática

Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral e Arquivologia

Prova objetiva do papiloscopista:

Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática.

Bloco III, com 24 questões: Biologia, Física e Química.

Será aprovado na objetiva do agente, escrivão e papiloscopista o candidato que obtiver pelo menos 48 pontos na prova, além de, no mínimo, seis pontos no bloco I, três no bloco II e dois no bloco III. 

Para o delegado serão 120 questões objetivas de Direito Administrativo Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Previdenciário, Direito Financeiro e Tributário. 

Outras etapas de seleção do concurso PF

Os concorrentes ainda terão pela frente outras etapas de seleção, podendo eliminar ou classificar, que serão:

  • Exame de aptidão física;
  • Prova oral (somente delegado);
  • Avaliação médica;
  • Avaliação psicológica;
  • Avaliação de títulos (somente delegado);
  • Prova prática de digitação (somente escrivão).
  • Investigação social;
  • Curso de formação.

O que precisa ter para concorrer no próximo concurso PF?

CarreiraRequisitosRemuneração 
AgenteNível superior em qualquer área + CNHR$12.980,50
EscrivãoNível superior em qualquer área + CNHR$12.980,50
PapiloscopistaNível superior em qualquer área + CNHR$12.980,50
DelegadoNível superior em Direito, experiência de três anos + CNH R$24.150,74

Folha Cursos traz preparação para o concurso PF

Você está pronto para ser aprovado nos concursos da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal? Então fique ligado nessa novidade:

A Folha Dirigida agora também é Folha Cursos! Por isso, você não tem mais desculpa para reclamar de falta de ajuda e adiar o seu sonho de ser aprovado.

Folha Cursos traz videoaulas, material escrito e questões relacionadas comentadas.

Aqui você encontra todos os cursos e materiais específicos para o concurso PF 2021!

curso para a PF

Por cargo

Por carreira

Gostou da novidade? Clica lá em cima no botão das redes sociais e compartilha essa super oportunidade com os seus amigos. 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Polícia Federal - 2021

Nacional
Até R$24150,74
Fund...
1500 vagas

Carregando...

Preparação