Concurso PF 2021: saiba tudo sobre o curso de formação

Saiba tudo sobre o curso de formação da Polícia Federal, que teve o edital de seu concurso PF publicado nesta sexta, 15, com 1.500 vagas.

18/01/2021 09:23

18/01/2021 09:23

O edital do concurso PF 2021 foi publicado! Ao todo, são oferecidas 1.500 vagas, em cargos de nível superior, com ganhos de até R$24.150,74. Para quem sonha em ingressar na Polícia Federal, Folha Dirigida traz detalhes de uma das etapas mais importantes: o curso de formação.

Os aprovados nas vagas imediatas não devem demorar para ingressarem no CFP. A previsão da PF é convocar a primeira turma já em julho , com início do curso em agosto. Estão previstas duas turmas.

Em entrevista exclusiva à Folha Dirigida, a diretora de Gestão de Pessoal da instituição, delegada Cecília Silva, revelou detalhes sobre o curso de formação da PF.

Segundo ela, está confirmada a realização do curso integralmente na Academia Nacional de Polícia (em Brasília). A delegada adiantou que o formato e a duração estão sendo revisados.

"Agora a gente está fazendo já pensando também em reformular o próprio curso ou manter pontos do que foi agora no passado, um pouco mais reduzido em razão da pandemia. A gente não sabe em qual cenário estaremos lá (no curso)", disse a delegada.

No Curso de Formação o valor da bolsa é de R$50% do subsídio. "Tem alunos que chegam e já são servidores públicos. Então, dependendo do afastamento dele, o valor do salário é mantido", esclareceu a diretora.

Etapas constantes e escolha de lotação na PF

Segundo a delegada, a Polícia Federal já faz isso há alguns anos. Durante o curso pode ser detectada alguma situação psicológica ou física que seja necessário submeter o candidato a uma avaliação mais criteriosa, que pode resultar na sua eliminação.

"Todos estão sujeitos a isso, mas as eliminações nesses quesitos são poucas mesmo, porque realmente são para casos que se mostram muito graves", explicou a delegada da PF.

De acordo com Cecília Silva, a nota que o candidato obtiver na primeira etapa do concurso servirá apenas para classificação e convocação para o curso.

"No CFP, ele é submetido a várias provas, teóricas e práticas, inclusive operacionais", explicou a delegada.

O somatório das notas dará ao candidato uma média e, ao final, a classificação final do desempenho no curso de formação.

"Haverá uma lista de vagas e os candidatos escolhem seguindo a lista de classificação. Para que o pessoal entenda, antes dessa disponibilização, a gente faz um concurso de remoção interna da Polícia Federal. Então, primeiro a gente abre oportunidade para quem já é servidor e quer se movimentar em nível nacional. O apanhado dessas vagas é oferecido no curso de formação", esclareceu a diretora.

curso para pf

Região Norte e fronteiras terão maior parte das vagas

Com as vagas oferecidas no final do curso de formação, a diretora adiantou que já há uma previsão de que as oportunidades, prioritariamente, sejam para lotação nas unidades da Região Norte e na faixa de fronteira.

"Porque costuma ser esse o movimento. Ao longo do tempo, quem ingressa poderá pleitear outras lotações", explicou a diretora de Gestão de Pessoal da PF.

De acordo com Cecília Silva, além do Norte, toda a faixa de fronteira onde a PF tem unidades deverá contar com vagas.

"Todas as unidades da Região Norte devem realmente ser contempladas com vagas. Fora essa região, há uma faixa de fronteira com grande necessidade no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Paraná, especialmente Foz do Iguaçu e Guaíra", avaliou.

Como funciona o curso de formação da PF?

O curso de formação da PF é a última etapa do concurso público para ingresso nos cargos de delegado, agente, escrivão, papiloscopista e perito (não contemplado no edital deste ano).

O curso é de caráter eliminatório e é constituído por disciplinas teóricas e operacionais, com o escopo de desenvolver e aprimorar as competências necessárias a cada perfil profissional.

A matriz curricular engloba diversas disciplinas, algumas tipicamente policiais, como Técnicas de Investigação Policial e Planejamento de Ações e Operações Policiais.

Há outras, embora pertencentes a áreas do conhecimento operacionalizadas por outros profissionais, que são abordadas sob a ótica da rotina policial e das estratégias de enfrentamento, como Crimes Ambientais e Desvios de Recursos Públicos.

A formação possui duração média de 850 horas-aula e sua realização ocorre durante o período de cinco meses aproximadamente.

Para que os objetivos pedagógicos sejam alcançados, os alunos estão sujeitos a uma intensa rotina, sob regime de semi-internato, das 7h40 às 19h30, de segunda a sábado, com alguns intervalos para descanso entre as aulas e almoço.

Os alunos de diversos estados do Brasil são acomodados em alojamentos coletivos, propiciando, segundo a PF, uma importante fase da formação: a convivência, a superação das diferenças e o desenvolvimento da resiliência.

Concurso PF abre inscrições em janeiro

As inscrições para o concurso PF 2021 serão abertas no próximo dia 22 de janeiro, por meio do site do Cebraspe , a banca organizadora.

Os interessados devem se inscrever até o dia 9 de fevereiro. Para participar do concurso, é preciso pagar uma taxa conforme a carreira de interesse, sendo elas:

  • agente - R$180
  • escrivão - R$180
  • papiloscopista - R$180
  • delegado - R$250

Essa taxa poderá ser pago até o dia 3 de março, sendo que o pagamento deverá ser feito por meio de Guia de Recolhimento da União, em qualquer banco.

Candidatos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), membros de família baixa renda ou doadores de medula óssea podem solicitar a isenção da taxa durante todo o período de inscrição, no  site da banca.

O que precisa ter para se inscrever no concurso PF?

CarreiraVagasRequisitosRemuneração 
Agente893 Nível superior em qualquer área + CNHR$12.980,50
Escrivão400Nível superior em qualquer área + CNHR$12.980,50
Papiloscopista84 Nível superior em qualquer área + CNHR$12.980,50
Delegado123Nível superior em Direito, experiência de três anos + CNH R$24.150,74

 

Concurso PF terá provas no dia 21 de março

Conforme o edital, as provas objetivas e discursivas  do concurso PF serão realizadas no dia 21 de março (domingo), no mesmo dia e horário para todos os cargos.

Os exames serão aplicados em todas as capitais, podendo ter novos locais de acordo com a demanda de inscritos.

A Polícia Federal e o Cebraspe devem realizar um esquema especializado para a aplicação desses exames, muito por conta da pandemia do novo Coronavírus.

Concurso PF é aberto com 1500 vagas (Foto: Divulgação)
Concurso PF é aberto com 1.500 vagas
(Foto: Divulgação)

 

A prova objetiva será composta por 120 questões, que irão variar de acordo com cada cargo. O exame será no estilo "certo ou errado", tradicional modelo do Cebraspe.

Para agente, escrivão e papiloscopista, a avaliação será dividida por três blocos da seguinte forma:

Prova objetiva do agente

  • Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.
  • Bloco II, com 36 questões: Informática
  • Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral

Prova objetiva do escrivão

  • Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.
  • Bloco II, com 36 questões: Informática
  • Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral e Arquivologia

Prova objetiva do papiloscopista

  • Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.
  • Bloco II, com 36 questões: Informática.
  • Bloco III, com 24 questões: Biologia, Física e Química.

Nesses três cargos, será aprovado o candidato que obtiver, pelo menos, 48 pontos na prova, além de: seis pontos nos bloco I; três no bloco II; e dois no bloco III. 

Prova objetiva do delegado

Para o delegado serão 120 questões objetivas de:

  • Direito Administrativo;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Civil;
  • Direito Processual Civil;
  • Direito Empresarial;
  • Direito Internacional Público e Cooperação Internacional;
  • Direito Penal;
  • Direito Processual Penal;
  • Criminologia;
  • Direito Previdenciário;
  • Direito Financeiro; e
  • Direito Tributário. 

Será aprovado o candidato que obtiver pelo menos 48 pontos na prova.

O resultado da avaliação objetiva está previsto para 9 de abril. O exame discursivo também vai variar de acordo com a carreira.

Todos os cargos, exceto o delegado, realizarão um texto dissertativo de, no máximo, 30 linhas. O delegado, por sua vez, terá pela frente três questões dissertativas e a elaboração de peça profissional.

Outras etapas de seleção do concurso PF

Após as provas objetivas e discursivas, os candidatos ainda serão avaliados por outras etapas de seleção, sendo eliminatórias ou classificatórias.

Serão elas:

  • exame de aptidão física;
  • prova oral (somente delegado);
  • avaliação médica;
  • avaliação psicológica;
  • avaliação de títulos (somente delegado);
  • prova prática de digitação (somente escrivão).
  • investigação social; e o
  • curso de formação.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Polícia Federal - 2021

Nacional
Até R$24150,74
Fund...
1500 vagas

Carregando...

Preparação