Concurso PF para área Administrativa: como fica autorização?

Sem aval em 2020, como fica o concurso da Polícia Federal da área Administrativa? O presidente da Fenapef, Luís Boudens, explica a situação.

12/01/2021 10:15 | Atualizado: 12/01/2021 10:20

12/01/2021 10:15 | Atualizado: 12/01/2021 10:20

A Polícia Federal encerrou mais um ano sem conseguir aval do governo para a realização de concurso PF para a área Administrativa. Mas, o que será que tem impedido essa autorização de sair?

A reportagem da Folha Dirigida conversou com o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), que explicou a situação.

Segundo o presidente, por mais que a corporação tenha um pedido protocolado, ainda não há previsão de ser realizado concurso - tendo em vista que isso engloba uma série de fatores.

Ele explica que recentemente a PF conseguiu o reconhecimento de pouco mais de 400 cargos administrativos, mas que mesmo esses não são suficientes para suprir a demanda e falta na área de apoio

Boudens falou, ainda, que atualmente são menos de 3 mil profissionais administrativos em toda a corporação, que tem mais de 10 mil policiais. Segundo ele, a luta continua para a criação de novas vagas.

"Acredito que a luta agora é junto ao governo federal para que através de um projeto de lei crie essas vagas para administrativos, lembrando que o pedido da Fenapef firmado junto à direção geral é de 5 mil vagas."

Boudens comenta que PF precisa de um número superior

Por mais que a PF tenha esse pedido elevado de vagas na área de apoio, o presidente salienta que entende que a corporação ainda pode precisar de um número maior.

Isso porque para atender aos serviços administrativos que são contemplados e absorvidos é preciso de ainda mais profissionais, dada a diversidade das áreas:

  • Logística
  • Manutenção de equipamentos
  • Contratos

Além de outras áreas importantes que contém os serviços de administrativos trabalhando de forma plena junto com os policiais, em outras, como: Comunicação, Informática, Funcionamento de redes de TI, e outras.

>> Estude para concurso da Polícia Federal com a Folha Cursos

Ele também comenta que a PF precisa de profissionais da área da Engenharia, Arquitetura, desse planejamento predial.

"Tudo isso é parte dessa carreira de apoio que são os administrativos."

Boudens fala também sobre a utilização de policiais, o famoso remanejamento, e acúmulo de funções. Segundo ele, esse é um grande problema e que, por isso, a PF luta pela valorização dos profissionais no Plano Especial de Cargos (PEC).

Segundo ele, por mais que muitos policiais tenham formação e conhecimento nessas áreas que englobam a área de apoio, isso não pode se tornar permanente, os utilizando como 'válvula de escape' e não contratando efetivos para a determinada função.

"Há uma defasagem muito grande, principalmente salarial entre os nossos administrativos e os administrativos por exemplo do MP."

Valorização do servidor é meta essencial para solucionar defasagem

Na entrevista, Boudens menciona sobre a necessidade de preparar um pacote de medidas de valorização aos servidores administrativos. Tudo isso para evitar a grande defasagem que ocorre há anos dentro da corporação.

No último concurso, ele relembra que houve mais de 75% de evasão dos administrativos que entraram na Polícia Federal. Por isso, responde que:

"Nada adianta você fazer um concurso, investir nisso, mas internamente não valorizar aquele servidor a ponto dele entrar na PF pensando em sair, pensando ir para outro órgão, isso é muito triste, é uma derrota para gestão da Polícia Federal. Nesse momento nós estamos empenhados nesse PL junto ao governo para abrir essas vagas e também para criar um sistema de valorização dos servidores administrativos - lembrando que o projeto do governo é criar novamente, é fortalecer novamente uma carreira de apoio administrativo geral para todos os órgãos que eles chamam de carreirão." 

(Foto: Polícia Federal)
Concurso da PF para área de apoio vai sair? Entenda!
(Foto: Polícia Federal)

Concurso PF área de apoio: quantas vagas foram solicitadas?

Em junho de 2020, Boudens confirmou à Folha Dirigida que o pedido de concurso para área Administrativa foi enviado ao  Ministério da Justiça e da Segurança Pública com 1.508 vagas, sendo dessas 508 para a área de apoio.

O pedido contempla o cargo de agente administrativo, de nível médio, e outras carreiras de nível superior, sendo elas:

  • Administrador - 21 vagas
  • Arquivista - oito vagas
  • Assistente social - 10 vagas
  • Bibliotecário - uma vaga
  • Contador - nove vagas
  • Economista - três vagas
  • Enfermeiro - três vagas
  • Engenheiro - uma vaga
  • Estatístico - quatro vagas
  • Farmacêutico - uma vaga
  • Médico - 65 vagas
  • Nutricionista - uma vaga
  • Odontólogo - 11 vagas
  • Psicólogo - cinco vagas
  • Técnico em assuntos educacionais - 13 vagas
  • Técnico em comunicação social - três vagas
  • Agente administrativo - 349 vagas

cursos pf

Concurso PF: confira cursos para você se preparar

A Folha Dirigida agora também é cursos!

Você procura uma preparação adequada, sem enrolação e completa? A Folha Dirigida lançou a Folha Cursos, com materiais e uma equipe de professores especializados.

Agora, com a Folha Cursos você não tem mais desculpa para reclamar de falta de ajuda e adiar o seu sonho de ser aprovado. Você terá acesso a videoaulas, material escrito e questões relacionadas comentadas .

E o melhor de tudo: aqui você encontra cursos e materiais específicos para o concurso PF 2021.

curso para pf

Confira a seguir os cursos preparatórios já disponíveis!

Por cargo

Por carreira

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

Polícia Federal - 2021 - Área Administrativa

Nacional
Até R$5559,67
Fund...
508 vagas