Em meio ao Setembro Amarelo, Fenapef defende mais psicólogos na PF

A Polícia Federal tem pedido para a área administrativa e destaca a essencialidade do psicólogo, buscando reposição e mais vagas.

17/09/2020 11:03 | Atualizado: 17/09/2020 12:01

Por: Mateus Carvalho

17/09/2020 11:03 | Atualizado: 17/09/2020 12:01 - Por: Mateus Carvalho

Cuidar da saúde mental não é bobeira, mas sim um assunto sério. A campanha do Setembro Amarelo anualmente visa conscientizar as pessoas quanto ao suicídio, que pode ser agravado pela falta de cuidado da mente.

E, por isso, a Polícia Federal e suas categorias defendem mais psicólogos na corporação.

De acordo com a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), este sempre foi um grande tabu entre os servidores e comandos das forças de Segurança Pública no Brasil. Mas, que precisa sempre ser reforçada.

Ainda mais com o aumento nos índices de suicídio, especialmente entre policiais federais - disparando um grande alerta para a categoria. 

Em cinco anos, 50 servidores da Polícia Federal cometeram suicídio 

Fenapef cita falta de programa de prevenção e liga alerta

Segundo a Fenapef, o que torna a situação ainda mais grave e liga um alerta para este cenário é a falta de um programa de prevenção e enfrentamento da "epidemia" de suicídios, principalmente para quem enfrenta problemas de saúde.

A federação revela que, atualmente, o que existe, de fato, é uma norma interna entre os órgãos da Segurança Pública que prevê: recolhimento da arma para quem é afastado por problemas de saúde ligados à psiquiatria.

Mas, de certo modo, essa medida em pessoas que exercem cargos policiais pode aumentar ainda mais o estigma da situação.

É sempre importante citar, lutar e fomentar a prevenção ao cuidado da saúde mental - seja em que categoria for.

(Foto: Agência Brasil)
Fenapef luta por mais psicólogos na Polícia Federal
(Foto: Agência Brasil)

Número de psicólogos na PF não é suficiente, diz Fenapef

Diante deste cenário, a Fenapef comenta que a demanda de profissionais especializados no quadro da Polícia Federal não é o suficiente para suprir essa demanda.

Ela cita, ainda, que em 2019 o Ministério da Economia não autorizou a contratação de novos psicólogos. A necessidade, porém, existe e é grande.

A Fenapef, inclusive, comenta que de acordo com informações disponibilizadas e oficiais, existem apenas 15 psicólogos em todo o efetivo da corporação. Esse número é inviável para o tamanho da PF.

A categoria comenta que tem lutado e tentado aumentar esse número, mas, até o momento, sem sucesso. Segundo Boudens, presidente da Fenapef, caso ocorra uma modificação no número de vagas ou cargos para o próximo concurso já anunciado, as chances para psicólogoa seriam mais que necessárias.

Atenção: alguns sindicatos de policiais federais já se adiantaram e estão garantindo assistência à saúde mental dos filiados, ainda que sob a forma de convênio. Do total de 27 sindicatos, 13 informaram que garantem assistência, seja no próprio sindicato, seja sob a forma de subsídio ou parceria com profissionais da área.

De acordo com o presidente Luís Boudens, a pressão no trabalho da categoria é grande, o que colabora para esses casos.

 “Há pesquisas internas mostrando que metade dos agentes tem ou teve sintomas de depressão”, conta Boudens. “A luta vem de muitos anos e demanda da direção que se criem mecanismos para identificar o perigo e tratar os policiais, evitando essas mortes, mas é muito difícil”, complementa.

Concurso PF pede vagas para psicólogos. Mas será o suficiente?

É importante destacar que, das 2.508 vagas pedidas pela Polícia Federal, 508 são para administrativos, na área de apoio e não policial. Dessas, está inclusa a carreira de psicólogo.

curso para PF

Entretanto, o pedido contempla apenas cinco vagas para tais profissionais que, neste atual cenário, exercem um papel fundamental.

A pergunta que fica é: será que esse quantitativo é suficiente? A PF demorou tanto tempo para realizar um concurso para esse cargo e na primeira oportunidade trará apenas cinco vagas?

“Nos últimos anos tivemos um significativo aumento no número de suicídios na PF. Isso se deve à falta de uma política de gestão de pessoal. Temos uma atividade que é considerada a segunda mais estafante do mundo”, comenta o diretor jurídico, Flávio Werneck.  

Confira a distribuição das vagas do concurso PF

Área policial

  • 1.016 vagas de agente;
  • 600 vagas de escrivão;
  • 300 vagas de delegado; e
  • 84 vagas de papiloscopista.

Área administrativa

  • Administrador - 21 vagas
  • Arquivista - oito vagas
  • Assistente social - 10 vagas
  • Bibliotecário - uma vaga
  • Contador - nove vagas
  • Economista - três vagas
  • Enfermeiro - três vagas
  • Engenheiro - uma vaga
  • Estatístico - quatro vagas
  • Farmacêutico - uma vaga
  • Médico - 65 vagas
  • Nutricionista - uma vaga
  • Odontólogo - 11 vagas
  • Psicólogo - cinco vagas
  • Técnico em assuntos educacionais - 13 vagas
  • Técnico em comunicação social - três vagas
  • Agente administrativo - 349 vagas

O que precisa ter para concorrer no próximo concurso PF?

CarreiraRequisitosRemuneração 
AgenteNível superior em qualquer + CNHR$12.441,26
EscrivãoNível superior em qualquer + CNHR$12.441,26
PapiloscopistaNível superior em qualquer + CNHR$12.441,26
DelegadoNível superior em Direito, experiência de três anos + CNH R$23.130,48
Plano Especial de Cargos da PF Nível superior em várias áreasR$5.559,67
Agente administrativoNível médio completoR$4.710,76

Confira o material de preparação da FOLHA DIRIGIDA e comece já os estudos para o concurso!

✔ E-books 
✔ Provas para download
✔ Artigos sobre concursos
✔ Editais verticalizados
✔ Vídeos com dicas

Quer visualizar agora esse conteúdo?

Então não perca tempo e cadastre-se agora! Você terá acesso a conteúdos exclusivos para cadastrados.

OU

Já possui uma conta?

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Previsto

Polícia Federal - 2020

Nacional
Não informado
Fund...
Não informado