Concurso PC SP: delegada revela rotina e os desafios da carreira

Em entrevista à Folha Dirigida, Raquel Gallinati conta sobre sua rotina como delegada e preparação para o concurso Polícia Civil SP.

03/04/2021 10:12 | Atualizado: 05/04/2021 11:52

03/04/2021 10:12 | Atualizado: 05/04/2021 11:52

“Ser delegada é apaixonante. É uma doação diária para população, para o bem-estar social”. É assim que Raquel Gallinati, delegada da Polícia Civil de São Paulo, define a carreira. Em entrevista à Folha Dirigida, ele conta sobre a rotina e os desafios do trabalho.

Raquel, que também é presidente do Sindpesp (Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo), relembra que, após a aprovação no concurso PC SP, é necessário cumprir estágio probatório em delegacias de bairros, conhecidas como ‘territoriais’.

“Nessas delegacias, você preside investigações de inquérito policial. Em um primeiro momento, elabora autos de prisão em flagrante. É muito dinâmico. Não existe um dia igual ao outro para os delegados”, caracteriza.

Para Raquel, a principal atribuição da carreira de delegado é a decisão. “O delegado trabalha decidindo o tempo todo. Você não pode ter uma insegurança ou titubear”, pontua a policial civil.

Ela ressalta que a carreira policial é predominantemente masculina. Porém, mais mulheres começaram a se candidatar nos concursos PC SP e conseguir êxito.

“As mulheres não devem se importar porque profissão não tem gênero, não tem sexo, a profissão é correlata à aptidão. Se você se sente apta, se sua missão é ser policial, estude e não desista de seus sonhos”, defende a delegada.

A presidente do Sindpesp ainda completa: “Todos nós determinamos o que seremos. Mais ninguém. É muito gratificante quando você consegue realizar um sonho. Quem tem vocação tem que persistir nesse sonho”.

Raquel Gallinati, delegada da Polícia Civil de São Paulo
Raquel Gallinati conseguiu aprovação no concurso PC SP após
anos de estudo (Foto: Sindpesp)

O cargo de delegado de Polícia no Estado de São Paulo exige Bacharelado em Direito e dois anos de atividade jurídica ou policial. Os salários iniciais são de R$10.382,48.

O último edital para carreira determinou que o tempo de atividade jurídica fosse até a data da posse. O tempo mínimo de atividade policial, por sua vez, deveria ter sido exercido até a publicação do edital.

Concurso PC SP: delegada recomenda estudo da lei seca

Raquel Gallinati só conseguiu aprovação no concurso Polícia Civil SP depois de três tentativas. Ela relembra que, na época, a preparação para as provas era muito diferente. O acesso à internet era limitado e a saída era estudar por livros e cópias de apostilas.

“Eu demorei cinco anos para passar em concurso. As pessoas que não passam são aquelas que saem da fila. Todos têm capacidade de passar, basta não desistir”, pontua.

Para Raquel, o futuro servidor deve ter uma metodologia de estudo e, principalmente, resiliência. “A jornada de para um concurseiro é muito dura. Porque você não vê um resultado palpável, você mede o resultado por concursos e, por diversas vezes, é reprovado. Isso faz com que sua auto estima fique fragilizada”.

A profissional afirma que já passou por inúmeras inseguranças. Depois de reprovações e dois anos estudando, ela conseguiu definir sua estratégia para preparação.

“Depois de estudar muita doutrina (não era o que o concurso estava avaliando), percebi que era cobrada a memorização da lei seca. Comecei a memorizar as leis secas, a legislação. Passei a entender melhor as leias”.

Ela apenas prestou concurso para delegado de polícia, uma vez que considerava sua vocação. “Fiz muita resolução de questão. Eu comprava livros de resolução”, lembra.

Inicie sua preparação para o novo concurso PC SP

Com a proximidade do novo concurso PC SP, a recomendação é iniciar os estudos o quanto antes. Isso porque a preparação antecipada aumenta as chances de aprovação.

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios? A Folha Cursos traz videoaulas exclusivas, apostilas e questões comentadas para te ajudar no caminho até a posse.

Conheça os cursos e comece já sua preparação!

Novo concurso PC SP terá 2 mil vagas para nível superior

A Polícia Civil de São Paulo tem autorização para realizar novo concurso. Em meados de 2019, o governo deu aval para preenchimento de 2.939 vagas.

No total, serão 250 chances para delegado, 1.600 para escrivão, 900 para investigador e 189 para médico legista. Todas as carreiras exigem o nível superior. Os salários chegam a R$10 mil, como descrito na tabela abaixo:

CARGO REQUISITO VAGAS  SALÁRIO EM 2020* 
 Delegado de polícia Nível superior em Direito e experiência de dois anos 250

 R$10.382,48

 Médico legista Nível superior em Medicina e CNH B ou superior  189 R$8.699,94
 Escrivão de polícia Nível superior em qualquer área e CNH B ou superior  1.600

 R$3.931,18

 Investigador de polícia  Nível superior em qualquer área e CNH B ou superior 900

 R$3.931,18

No ano passado, a Polícia Civil iniciou os trâmites do novo concurso PC SP. Por meio de sua Assessoria de Imprensa, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que a contratação da banca organizadora estava em andamento.

A corporação já tinha formado, por exemplo, as comissões para elaboração dos editais. Além das bancas examinadoras. Pelo Coronavírus, o governador de São Paulo, João Doria, expediu decretos que suspendem novas contratações no Estado e concursos públicos.

Durante o prazo do decreto, o aval para o concurso PC SP fica congelado. Dessa forma, o aval continuará válido após a vigência, não sendo necessária uma nova publicação em Diário Oficial.

Questionada, a Polícia Civil de São Paulo respondeu à Folha Dirigida que, mesmo com o Decreto, a retomada dos concursos PC SP está em análise.

Em  entrevista exclusiva à Folha Dirigida , o superintendente de planejamento da Vunesp, Henrique Luiz Monteiro, afirmou que a corporação realiza tratativas para que a banca realize o novo concurso este ano.

Segundo Monteiro, é possível que os editais sejam divulgados ainda no primeiro semestre.
 

“Existem negociações avançadas para que esse concurso venha a acontecer este ano.  Pode sair antes do segundo semestre. A Polícia Civil precisa e tem uma grande necessidade de recompor seus quadros. O governo não está agindo de forma adversa. Está podendo repor os quadros”, afirmou Monteiro.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

Polícia Civil-SP - 2021

SP
Até R$10382,48
Fund...
2939 vagas

Carregando...