Concurso PC SP tem autorização republicada para 2.939 vagas
Governo de São Paulo republica autorização para abertura de novo concurso PC SP com 2.939 vagas para carreiras de nível superior. Veja!
07/10/2021 08:11 | Atualizado: 08/10/2021 11:04
07/10/2021 08:11 | Atualizado: 08/10/2021 11:04

O governador de São Paulo, João Doria, autorizou a abertura de novo concurso para Polícia Civil (PC SP) com 2.939 vagas. O aval já tinha sido concedido em 2019, mas foi republicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 7 de outubro. 

Concurso PC SP é autorizado pelo governo de São Paulo
(Foto: Reprodução Diário Oficial)

As 2.939 vagas serão para ingresso na Polícia Civil e Polícia Técnico-Científica de São Paulo. Desse total, 250 serão para delegado, 1.600 para escrivão, 900 para investigador e 189 para médico legista. O provimento dos aprovados está previsto para janeiro de 2023. 

Todos os cargos têm como requisito o nível superior completo. Os salários iniciais chegam a R$10 mil. Confira os detalhes a seguir:

CARGO REQUISITO VAGAS  SALÁRIO EM 2020 
 Delegado de polícia Nível superior em Direito e experiência de dois anos 250

 R$10.382,48

 Médico legista Nível superior em Medicina e CNH B ou superior  189 R$8.699,94
 Escrivão de polícia Nível superior em qualquer área e CNH B ou superior  1.600

 R$3.931,18

 Investigador de polícia  Nível superior em qualquer área e CNH B ou superior 900

 R$3.931,18

Em entrevista à Folha Dirigida, o diretor da Academia de Polícia (Acadepol SP), Júlio Gustavo Vieira Guebert, explicou que os preparativos para o concurso foram iniciados no ano da primeira autorização, 2019.

No entanto, a pandemia da Covid-19 atrasou a conclusão das etapas.

“Estávamos com tudo pronto, processo de contratação da banca pronto, editais prontos e na ‘hora de chutar para o gol’ aconteceu a pandemia e o decreto do governador que suspendeu os concursos”, detalhou.

Este ano, a corporação recomeçou os preparativos para abertura do concurso. Porém, era necessária a publicação de uma nova autorização do governador para abertura do concurso. 

De acordo dom o diretor da Acadepol SP, a estimativa é que os editais sejam publicados ainda em 2021. 

“Existem negociações avançadas para que esse concurso venha a acontecer este ano. A Polícia Civil precisa e tem uma grande necessidade de recompor seus quadros”, afirmou o diretor.

A Fundação Vunesp é a mais cotada para organizar o próximo concurso, assim como ocorreu nos últimos processos seletivos para ingresso na PC SP.

Concurso PC SP pode ter atualização no conteúdo das provas

O diretor da Academia de Polícia do Estado (Acadepol) também revelou que a estrutura de provas do novo concurso PC SP será a mesma dos últimos processos seletivos.

Contudo, o conteúdo programático das provas deve ser atualizado.

“Devemos fazer algumas alterações no conteúdo programático, principalmente na parte de Informática. Quem está investigando tem que ter uma boa noção de Informática”, afirmou em entrevista concedida em maio.

Guebert também informou que a Polícia Civil buscar terminar o concurso o quanto antes, pois tem a necessidade dos novos servidores. Para concluir o processo seletivo em menor tempo, a proposta é aplicar as provas preambulares e dissertativas no mesmo dia.

“A preambular de manhã e a dissertativa à tarde. Se conseguirmos isso, ganharemos uns quatro meses. O que pudermos fazer para adiantar o processo, vamos fazer”, detalhou.  

A tendência é que cada carreira tenha um dia para aplicação das provas. Com exceção de escrivão e investigador, na qual os exames serão realizados na mesma data. O diretor da Acadepol também afirmou que o concurso Polícia Civil SP não será regionalizado.

“Ao final do curso de formação, a delegacia geral fornecerá as vagas existentes e os concluintes escolherão os locais mediante a classificação no curso”.

Prepare-se para o concurso PC SP com a Folha Cursos

Com a autorização do novo concurso PC SP, o recomendado é iniciar os estudos o quanto antes. Isso porque a preparação antecipada aumenta as chances de aprovação.

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios? A Folha Cursos traz videoaulas exclusivas, material escrito e questões comentadas para te ajudar no caminho até a posse.

Conheça os cursos para a PC SP e comece já sua preparação!

Último concurso Polícia Civil SP ocorreu em 2018

O último concurso para Polícia Civil de São Paulo foi realizado em 2018. A oferta foi de 2.750 vagas para carreiras dos níveis médio e superior.

No nível médio, foram 300 oportunidades para agentes de telecomunicações, 200 para papiloscopistas, 400 para agentes policiais e 200 para auxiliares de papiloscopista.

Já no nível superior, foram 250 vagas para delegados, 600 para investigadores e 800 para escrivães.

Os participantes foram avaliados por provas objetivas e comprovação de idoneidade e conduta correta mediante investigação social. Para as carreiras de nível superior ainda foram cobradas as etapas de: prova escrita, prova oral e prova de títulos. 

A banca organizadora foi a Fundação Vunesp. Veja as disciplinas que foram exigidas para os cargos de investigador, escrivão e delegado nas avaliações objetivas:

Investigador:

  • Língua Portuguesa – 30 questões
  • Noções de Direito – 30 questões
  • Noções de Criminologia – 10 questões
  • Noções de Lógica – 10 questões
  • Noções de Informática – 10 questões
  • Atualidades – 10 questões

Escrivão:

  •  Língua Portuguesa – 36 questões
  •  Noções de Direito – 30 questões
  • Noções de Informática – 16 questões

Delegado:

  • Direito Penal – 14 questões
  • Direito Processual Penal – 14 questões
  • Legislação Especial – 14 questões
  • Direito Constitucional – 14 questões
  • Direitos Humanos – 14 questões
  • Direito Administrativo – 14 questões
  • Direito Civil Medicina Legal e Noções de Informática – 16 questões

Todos os aprovados no concurso PC SP ainda foram submetidos a curso técnico-profissional na Academia de Polícia (Acadepol).

Concurso anterior para médico legista foi em 2013

último concurso Polícia Civil-SP para médico legista teve edital publicado em dezembro de 2013, com inscrições e provas realizadas no ano seguinte.

Ao todo, foram disponibilizadas 140 vagas para o cargo, distribuídas entre diferentes regiões do estado, como capital, Sorocaba, Bauru e Ribeirão Preto.

Com organização da Fundação Vunesp, os concorrentes foram submetidos a cinco fases: prova objetiva de múltipla escolha; prova de aptidão psicológica (PAP); prova de aptidão física (PAF); comprovação de idoneidade e conduta escorreita; e prova de títulos.

Na primeira fase, os exames tiveram 100 questões de múltipla escolha, distribuídas pelas seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa - 10 questões
  • Noções de Direito -10 questões
  • Criminologia -10 questões
  • Lógica - 5 questões
  • Informática - 5 questões
  • Conhecimentos Específicos - 60 questões

Na etapa de teste físico, os convocados tiveram que realizar exercícios como barra fixa; flexão e extensão de cotovelos com apoio de frente sobre o solo; avaliação da resistência abdominal; avaliação de resistência aeróbia.

O tempo e a metragem foram diferentes para homens e mulheres. Foi considerado apto quem cumpriu os exercícios dentro das especificações dispostas em edital.

Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Carregando...