Polícia Civil-RJ tem quatro concursos autorizados com 80 vagas

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, autorizou mais quatro concursos para Polícia Civil do Estado.

06/07/2018 06:09 | Atualizado: 09/07/2018 10:09

06/07/2018 06:09 | Atualizado: 09/07/2018 10:09

Após o aval para o concurso de delegado, o governo do Rio de Janeiro autorizou mais quatro seleções para Polícia Civil. Ao todo, serão oferecidas 80 vagas para os níveis fundamental, médio e superior. Das oportunidades, 50 serão para inspetor, 20 para médico (perito) legista, quatro para técnico de necropsia e seis para auxiliar de necropsia. O despacho do governador Luiz Fernando Pezão foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, 6 de julho. 

O número de vagas foi confirmado à FOLHA DIRIGIDA pela delegada Jéssica Almeida, do Departamento Geral de Administação e Finanças da Polícia Civil. Ela explicou que, como o Rio de Janeiro está sob regime de recuperação fiscal, a corporação só tem autorização para prover cargos que ficaram vagos por aposentadorias, mortes ou exonerações. A contagem das carências só pode ser feita a partir de setembro de 2017, quando o estado adotou a medida protetiva. 

A expectativa, de acordo com ela, é que mais cargos sejam providos. "É nosso desejo aumentar o número de vagas até o término do concurso". A Lei Estadual 699/1983 determina que a Polícia Civil do Rio de Janeiro tenha 23 mil agentes. O estado, entretanto,  conta com somente 8 mil policiais, hoje em dia. Os profissionais ainda têm precárias condições de trabalho, como falta de manutenção nas viaturas.

Concurso Polícia Civil-RJ terá vagas para diferentes escolaridades

Segundo a lei nº3.586/2001 , a carreira de auxiliar de necropsia exige apenas nível fundamental e tem ganhos de R$4.174,34 por mês. Já o cargo de técnico de necropsia tem como pré-requisito nível médio completo e remuneração de R$4.885,31. Todos os valores já incluem os R$264 de auxílio-alimentação. 

Concurso Polícia Civil-RJ tem 96 vagas autorizadas até o momento
(Foto: Bruna Somma)

 

O cargo de inspetor exige nível superior completo em qualquer área e tem remuneração de R$5.809,58. A carreira de médico (perito) legista também exige graduação, mas nas áreas específicas de Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica. Os vencimentos, nesse caso, são de R$7.827,33. A delegada Jéssica Almeida revelou que a maior necessidade da Polícia Civil é para médicos. Por isso, o edital  do concurso deve trazer as 20 vagas apenas para essa especialidade. 

Quer cursos preparatórios para o cargo de inspetor?

Polícia Civil-Rj também terá concurso com 16 vagas para delegado 

Na quarta-feira, 27 de junho, o governador do Rio já tinha autorizado novo concurso para delegado. Em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, a delegada Gisele Pereira, da subchefia adminitrativa da Polícia Civil informou que serão contempladas 16 vagas. Com isso, a corporação oferecerá 96 vagas em concursos públicos, ao todo. 

A carreira de delegado exige nível superior em Direito. A remuneração é de R$18.157,73, já incluído o auxílio-alimentação de R$264. Segundo Gisele, o edital já está em elaboração e que a intenção é que seja divulgado ainda este ano. “Estamos empenhando todos os esforços para que seja o mais rápido possível”, disse. O próximo passo será o avanço da licitação para contratação da banca organizadora.

Veja curso preparatório para carreira de delegado:

O prazo é que a empresa seja escolhida em, no mínimo, quatro meses. “Em regra, a licitação dura de quatro a seis meses. Porém, pode ter impugnação ou a empresa não apresentar toda documentação adequada. Mas, pode ser muito mais rápido do que a gente imagina. E vamos batalhar para isso”, exclamou Gisele.

Veja entrevista completa com a subchefia administrativa da Polícia Civil-RJ: 

A subchefe administrativa da Polícia Civil do Rio de Janeiro classificou como “fundamental” a intervenção federal na segurança pública do estado, sobretudo, para questões de pessoal – tida desde o principio como prioridade.

“A Secretaria de Segurança junto com o Chefe de Polícia (Rivaldo Barbosa) esteve sensível aos pleitos da Polícia Civil, principalmente, aqueles referentes à Recursos Humanos. Eles se empenharam, pessoalmente, para abertura do novo concurso ”.

General Richard Nunes defende concursos anuais para polícias do Rio

O fortalecimento das Polícias Militar e Civil do Rio de Janeiro através da regularidade de ingresso de recursos humanos é defendido pelo general Richard Nunes desde que assumiu a Secretaria de Estado de Segurança, em fevereiro. Na quinta-feira, 5 de julho, ele reafirmou a necessidade de concursos anuais durante cerimônia para a convocação de 1.380 aprovados na seleção de soldados da PM-RJ.

“Para nós, o fortalecimento das instituições de Segurança Pública, como Polícia Civil e Militar, passa por uma questão de regularidade de recursos ingressando anualmente”, disse. Ele completou que é “melhor contratar pouco a cada ano do que muitos de uma vez só. Isso também vale para aquisição de materiais e aporte financeiro”.

O general Richard Nunes também indicou que a constância de concursos públicos seria o ideal para o exercício mais competente das corporações. “No nosso entender, essa regularidade sendo estabelecida é um pressuposto para que tenhamos uma atuação muito mais competente das nossas polícias. A Polícia Civil investigando os crimes e a Polícia Militar com a sua ostensividade, impedindo que eles ocorram”.  

Comece sua preparação para os concursos Polícia Civil-RJ

Com a autorização dos concursos Polícia Civil-RJ, os interessados devem começar a preparação. FOLHA DIRIGIDA tem materiais que te ajudarão a conquistar uma vaga. Confira o e-book "Como estudar Português para concursos".  

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!