Concurso PC-RJ: policial revela desafios de ser mulher na corporação

Entenda como é a rotina das mulheres aprovadas no concurso Polícia Civil do Rio de Janeiro.

18/10/2018 14:19 | Atualizado: 18/10/2018 17:25

18/10/2018 14:19 | Atualizado: 18/10/2018 17:25

Delegacia é lugar só para homens? O cenário atual não funciona com essa lógica. O número de mulheres aprovadas em concursos policiais é cada vez maior. E a Polícia Civil do Rio de Janeiro não foge a essa regra.

Ainda que tenham mais mulheres na ativa, o machismo e o preconceito ainda perpetuam nos ambientes policiais. Para descobrir os desafios de ser mulher na Polícia Civil, FOLHA DIRIGIDA conversou com Fernanda Ribeiro, oficial de cartório no Rio. Ela define seu trabalho como um ‘desafio’.  

“Ser mulher na policia é um desafio porque é um ambiente masculino. Há 30 anos, o número de mulheres policiais era muito baixo. Mas, hoje, o quantitativo está cada vez maior, crescente nos cargos de delegadas, oficiais de cartório, inspetoras, papiloscopistas, peritas”, destacou a profissional.

Mulheres na carreira policial (Foto: PJC-MT)
Número de mulheres na careira policial é crescente (Foto: PJC-MT)

 

Fernanda relembrou que, dentro da delegacia, já se deparou com as perguntas: “Como assim uma mulher policial? Uma mulher segurando uma arma?” Para solucionar tais questionamentos, ela precisou impor respeito sobre o trabalho que faz.

“A mulher quando sabe se impor, mostra a que veio, não tem problema nenhum na Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro. Eu trabalho sim, sou uma policial tanto quanto um homem”.

Para a policial, quando se trabalha com responsabilidade não existe diferença entre sexos. “Se você trabalha bem, é um policial como outro qualquer. Nós mulheres podemos ir a operações, cumprir mandados de prisão, de busca a apreensão, algemar uma pessoa”, argumentou Fernanda.

 Concurso Polícia Civil-RJ tem 96 vagas autorizadas

O governador Luiz Fernando Pezão autorizou, entre junho e julho, a abertura de 96 vagas em concursos Polícia Civil-RJ. As oportunidades são distribuídas por cinco carreiras dos níveis fundamental, médio e superior. O número de vagas foi determinado em função do regime de recuperação fiscal. Confira abaixo a distribuição das vagas por cargos e escolaridade:

Auxiliar de necropsia – 6 vagas
RequisitoNível fundamental completo
VencimentosR$4.174,34
Técnico de necropsia – 4 vagas
RequisitoNível médio completo
VencimentosR$4.885,31
Perito Legista – 20 vagas
RequisitoNível superior em Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica
VencimentosR$7.827,33
Inspetor - 50 vagas 
RequisitoNível superior em qualquer área e carteira de habilitação na categoria B
VencimentosR$5.809,58
 Delegado – 16 vagas
RequisitoNível superior em Direito
VencimentosR$18.157,73

 

Quer curso preparatório para o cargo de delegado?

Após o aval governamental para abertura do concurso, a Polícia Civil do Rio já iniciou os procedimentos para os novos editais. Segundo fontes ligadas à corporação, o processo para escolha da banca organizadora está em definição. A tendência é que a instituição seja escolhida por licitação e não mais por dispensa, como aconteceu nos últimos anos. 

No vídeo abaixo, confira a entrevista completa com a policial Fernanda Ribeiro: 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!