Concurso Polícia Civil-RJ: 96 vagas não suprem 1% do déficit

Concursos Polícia Civil-RJ não suprirão a carência de 15 mil agentes. Revelação é do diretor da Colpol-RJ, Marcio Garcia.

31/07/2018 13:23 | Atualizado: 31/07/2018 16:27

31/07/2018 13:23 | Atualizado: 31/07/2018 16:27

Embora a Polícia Civil do Rio de Janeiro tenha déficit de 15 mil agentes em todo o estado, o governo autorizou a abertura de concursos para apenas 96 vagas. Isso significa que nem 1% da carência por novos policiais será suprida. O destaque foi apresentado no programa Estúdio Livre da TV FOLHA DIRIGIDA, nesta terça-feira, dia 31.

O convidado foi o diretor da Coligação dos Policiais Civis do Estado Rio de Janeiro (Colpol-RJ), Márcio Garcia. “Existe uma carência gigantesca e esse número que foi autorizado não vai suprir nem a bilésima parte do que realmente é a carência efetiva”, relatou o insperto de polícia.

O baixo quantitativo de oportunidades é reflexo do regime de recuperação fiscal, adotado pelo governo do estado. A Polícia Civil do Rio só tem autorização para prover cargos que ficaram vagos por aposentadorias, mortes ou exonerações. A contagem das carências só pode ser feita a partir de setembro de 2017, quando o estado instaurou a medida protetiva.

Diretor da Colpol-RJ, Marcio Garcia
defende mais vagas para a Polícia Civil-RJ

Número de vagas autorizadas pode aumentar durante os concursos PC-RJ

Em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, a delegada Gisele Pereira – da subchefia administrativa da PC-RJ – disse que o número de vagas poderá crescer durante o prazo de validade dos concursos.

Isso porque mais policiais poderão se desligar da corporação nessas três modalidades. A Polícia Civil, por exemplo, tem cerca de 50 a 100 aposentadorias por mês. O dado foi passdo pelo diretor da Colpol-RJ, Márcio Garcia.

Com isso, mais aprovados nos concursos – para além das vagas imediatas – poderão ser chamados para ocupar tais cargos vagos.

“A autorização de 50 vagas para inspetor é o que seria capaz de suprir a demanda de apenas um mês de aposentadorias na Polícia Civil do Rio de Janeiro”, constatou Garcia.

Ele revelou também que 1.200 vagas para inspetor de polícia ainda seriam insuficientes para suprir o déficit das delegacias, sobretudo na capital.

“Vemos nos plantões, hoje, delegacias com apenas dois policiais e quem sofre mais com isso é a população. Porque é ela que depende de um serviço essencial que é prestado pela polícia judiciária. O que vai reduzir, de médio a longo prazo, esses índices alarmantes e essa sensação de insegurança é investigação maciça da Polícia Civil”.

O concurso Polícia Civil-RJ foi autorizado, entre junho e julho, pelo governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão. As carreiras contempladas são: auxiliar de necropsia, técnico de necropsia, inspetor, médico legista e delegado. Confira abaixo o que é necessário para concorrer e o salário de cada uma:

► Auxiliar de necropsia – 6 vagas
Nível fundamental completo
R$4.174,34

► Técnico de necropsia – 4 vagas
Nível médio completo
R$4.885,31

► Inspetor – 50 VAGAS


Nível superior em qualquer área e carteira de habilitação na categoria B
R$5.809,58

► Perito Legista – 20 VAGAS
Nível superior em Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica
R$7.827,33

► Delegado – 16 VAGAS
Nível superior em Direito
R$18.157,73

Confira a entrevista completa com o diretor do Colpol-RJ: 

Organizadora do concurso Polícia Civil-RJ já estão em definição

Os procedimentos para abertura dos concursos Polícia Civil-RJ com 96 vagas já foram iniciados. De acordo com fontes ligadas à corporação, o processo para escolha da banca organizadora está em definição. A tendência é que a instituição seja escolhida por licitação e não mais por dispensa, como aconteceu nos últimos anos.

Quer cursos preparatórios para o cargo de inspetor?

Um processo licitatório será realizado para cada cargo autorizado. Segundo informações obtidas pela FOLHA DIRIGIDA, a mesma banca poderá organizar o concurso para todas as carreiras, caso vença a licitação. Mas, isso não será uma regra, pois haverá um contrato para cada cargo.

Ao escolher o método de pregão, a Polícia Civil do Rio de Janeiro pretende tornar o processo mais equilibrado e democrático. Para os interessados no próximo concurso para corporação, a boa notícia é que a estrutura das provas está definida pela legislação. A  Lei nº3.586, de 21 de junho de 2001  detalha como são os concursos de ingresso na instituição.

Veja curso preparatório para carreira de delegado:

De modo geral, os concursos para ingresso no quadro da Polícia Civil do Rio são compostos por duas fases:

  • Provas de conhecimentos, exame psicotécnico, exame médico e prova de capacidade física;
  • Curso de formação profissional, com apuração de frequência, aproveitamento e conceito.

A expectativa, segundo a delegada, é que os editais sejam divulgados ainda este ano. “Estamos empenhando todos os esforços para que seja o mais rápido possível”, disse a subchefe administrativa da PC-RJ. O próximo passo será o avanço da licitação para contratação da banca organizadora. 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!