Concurso PC-RJ: '30% estão prestes a se aposentar’, diz secretário

O novo secretário de Polícia Civil-RJ disse, em entrevista, que a carência de agentes é grande. Desses, 30% já podem se aposentar.

18/01/2019 09:50 | Atualizado: 24/01/2019 15:14

18/01/2019 09:50 | Atualizado: 24/01/2019 15:14

Novo secretário de Polícia Civil do Rio de Janeiro, Marcus Vinicius Braga reconheceu que o déficit de agentes será um dos desafios de sua gestão. Pela lei, a corporação deveria ter 22 mil policiais, mas conta somente com 8,5 mil. A situação pode se agravar ainda mais porque 30% dos servidores já podem se aposentar.

E o secretário sabe que a carência pode piorar. “Temos hoje 8,5 mil agentes, sendo que, deste total, 30% estão prestes a se aposentar. A carência de recursos humanos é impressionante”, revelou Braga em entrevista ao jornal O Globo.

Para suprir as saídas, em 2018, o governo do Rio autorizou a abertura de concurso com 96 vagas para agente de necropsia (seis), técnico de necropsia (quatro), inspetor (50), perito (20) e delegado (16). Esse quantitativo é pequeno frente a real necessidade da corporação. A Polícia Civil, no entanto, deve seguir as regras do Plano de Recuperação Fiscal.

Wilson Witzel e Marcus Vinicius Braga na assinatura da nomeação dos
110 oficiais de cartório da PC-RJ (Foto: Governo do Rio)

 

A corporação só tem autorização para prover cargos que ficaram vagos por aposentadorias, mortes ou exonerações. A contagem deve ser feita a partir de setembro de 2017, quando o estado adotou a medida protetiva. De acordo com secretário, o governador Wilson Witzel está ciente da situação do efetivo.

“Há um déficit de, no mínimo, 150 delegados. O governador está ciente do problema, mas não podemos nos esquecer de que estamos sob regime de um Plano de Recuperação Fiscal. Só posse fazer concurso para 16 delegados, pois este foi o número de policiais que se aposentaram desde que a medida teve início”, explicou Braga.

Em sua posse, no dia 3 de janeiro, o secretário de Polícia Civil-RJ anunciou a inauguração de delegacias de homicídios em Macaé e em Volta Redonda. Com a falta de agentes, ele foi obrigado a fazer uma ‘reengenharia administrativa para realocar pessoal’.

“Além disso, 225 policiais, formados no concurso de 2014, estão entrando para a corporação esta semana. Para criar as novas delegacias, usaremos os novos agentes. Outra parte irá para o Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP)”, adiantou Marcus Vinicius.

Sindicatos cobram novos concursos para Polícia Civil-RJ

“Sem efetivo, não há resultado. Concursos urgentes!” Este é o slogan da nova campanha do Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (Sinpol-RJ) para cobrar novos editais ao governador Wilson Witzel.

Em entrevista coletiva, o governador Witzel firmou o compromisso de adotar medidas para suprir o déficit até o final do ano.

"Temos que fazer com que alguns contratos sejam revistos para que possamos tomar medidas orçamentárias. O orçamento é deficitário e há necessidade material para se cumprir hoje os mínimos constitucionais, mas as medidas que vamos tomar até o final do ano vão permitir que o déficit seja suprido", expressou Wilson Witzel.

Uma das primeiras ações foi a nomeação de 110 oficiais de cartórios, aprovados no concurso de 2013. Os nomes foram publicados no Diário Oficial de 17 de janeiro. Para o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro (Sindpol-RJ), Márcio Garcia, essa nomeação é uma vitória para categoria.  

“Sem dúvida, foi uma vitória para a categoria. As entidades classistas lutaram muito para que isso acontecesse. Temos ainda mais 81 policiais que ficaram de fora aguardando a autorização do governo federal, em virtude da recuperação fiscal, além de cerca de 40 que deverão ser nomeados por ordem judicial”, declarou.

Polícia Civil-RJ tem concurso autorizado para todos os níveis

A Polícia Civil-RJ tem autorização para abrir concurso com 96 vagas para todos os níveis. Os preparativos da seleção foram paralisados no final de 2018, por conta da troca de governo. Com a nova gestão, a Assessoria de Imprensa da corporação confirmou que os trabalhos para os novos editais serão retomados. 

No momento, a Polícia Civil do Rio trabalha na escolha da banca organizadora da seleção. Na tabela abaixo, confira os cargos do concurso, número de vagas, requisitos e vencimentos de cada um. Os valores estão atualizados com o reajuste salarial de 2019. 

Auxiliar de necropsia – 6 vagas
RequisitoNível fundamental completo
VencimentosR$4.506,27
Técnico de necropsia – 4 vagas
RequisitoNível médio completo
VencimentosR$5.277,59
Perito Legista – 20 vagas
RequisitoNível superior em Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica
VencimentosR$8.469,34
Inspetor - 50 vagas 
RequisitoNível superior em qualquer área e carteira de habilitação na categoria B
VencimentosR$6.280,31
 Delegado – 16 vagas
RequisitoNível superior em Direito
VencimentosR$18.747,95

 

No vídeo abaixo, policial fala dos benefícios de trabalhar na PC-RJ:

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!